1953 foi um ano de lindas mulheres… e de tarados musicais

Por Luciano Hortencio

Mera coincidência? Sei lá! O que sei é que no ano de 1953 foram lançadas em disco nada menos do que quatro composições alusivas ao Homem Tarado.

Manezinho Araújo compôs TARADO POR MULHER, que teve gravação original do próprio Manezinho em setembro de 1953, sendo também gravada pelo Grupo Musical Os Cariocas, em dezembro do mesmo ano.

Já Guio de Moraes compôs EL TARADO, que foi gravada por Osvaldo Borba e sua Orquestra, em novembro de 1953. Temos ainda a apresentar a marcha de Silva Filho e Mary Monteiro, interpretada pelo próprio silva Filho, com Regional e Coro, cujo título é SOU TARADO, gravação de janeiro de 1953.

Tendo em vista que sempre procuro curiosidades, músicas que constam do lado B, etc, e tal, trago aqui esse monte de tarados para apreciação de todos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora