A morte de Aracy, viúva de Guimarães Rosa

Que coisa! Ontem morreu a melhor amiga da viúva de Guimarães Rosa. hoje, a própria. Ambas com mais de cem anos.

Por MiriamL

Morre aos 102 anos viúva de Guimarães Rosa

DE SÃO PAULO

Aracy Moebius de Carvalho Guimarães Rosa, viúva do escritor João Guimarães Rosa (1908-1967), morreu na manhã de hoje de causas naturais, em São Paulo.

Ela tinha 102 anos e sofria do Mal de Alzheimer. Segundo a família, o corpo será velado hoje às 17h.

Aracy e Rosa se conheceram em Hamburgo, Alemanha, às vésperas da Segunda Guerra, quando ambos trabalhavam no consulado brasileiro na cidade.

Encarregada da seção de vistos, Aracy ajudou dezenas de famílias judias a fugirem da Alemanha.

O papel de Aracy foi reconhecido com uma placa em seu nome no Jardim dos Justos, no Museu do Holocausto de Jerusalém. É homenageada ainda no Museu do Holocausto em Washington.

Aracy ficou imortalizada na literatura brasiliera com a dedicatória que Guimarães Rosa dedicou a ela no livro “Grande Sertão: Veredas” (1956): “A Aracy, minha mulher, Ara, pertence este livro”.

Ela deixa quatro netos e oito bisnetos.

 

Acervo da Família Tess

 

  Aracy de Carvalho e o escritor Guimarães Rosa posa com gatinhos no colo em 1957

Aracy de Carvalho e o escritor Guimarães Rosa posa com gatinhos no colo em 1957

 

http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/883923-morre-aos-102-anos-viuva-d…

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome