O Elenco Todamérica apresenta Os Dois Corcundas

Por Luciano Hortencio

Nesse post sou apenas mero coadjuvante. A lembrança  e pedido para sua publicação foi da amiga Anarquista Lúcida (Analu), havendo o jornalista e pesquisador Miguel Angelo de Azevedo fornecido, além dos 4 fonogramas que compõem o vídeo abaixo apresentado, todas as informações sobre os mesmos.

Restou-me, apenas, o trabalho de editar carinhosamente OS DOIS CORCUNDAS, que deverá e poderá ser visto por todas as crianças e ainda pela criança que há em todos nós, já que a censura é para os maiores de 101 anos de idade.

Seguem as informações do amigo Nirez sobre os discos Todamérica:

As aventuras ou contos infantis foram gravados em 78rpm da seguinte forma:
Como na época, 1951, haviam os toca-discos automáticos, os discos eram acoplados em função deles. Assim, o conto “Os dois corcundas”, que tinha quatro partes, ficaram no primeiro disco as primeira e quarta partes enquanto o segundo disco trazia a segunda e terceira parte.
Estou enviando, anexos, os fonogramas do mesmo.
É da gravadora Todamérica e tem a numeração que está em cada fonograma.
Trata-se de História folclórica;  Versos de Mário Faccini (Vovô Camarada) e músicas de Radamés Gnattali e João de Barro; O Elenco Todamérica é: Narrador  Paulo Roberto; EnioSantos (Tomás); Almirante (Vicente); e Samir de Montemor (Anão); João de Barro chamava-se Carlos Alberto Ferreira Braga.
Forte abraço,
Nirez.
 
https://www.youtube.com/watch?v=iQX-caiT-LU

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. Luciano, pena q hoje nao é meu aniversário

    Vc me deu um presentaço, há anos procuro isso. Muito, muito obrigada mesmo.

    Só um senao: houve uma inversao na ediçao dos fonogramas. O pedaço que começa com “Mal cantara Tomás o verso novo” nao vem no final, como está aí, e sim antes do pedaço em que o corcunda rico encontra os anoes.

    Vou procurar a Odonir para falar com ela sobre isso, vale a pena ela contar isso no clubinho dela.

    Abs

  2. Falha nossa, amiga Anarquista Lúcida!

    Fie e refiz umas cinco vezes esse vídeo. Bem complicado de ser feito por não conhecer a estorinha… Agora não vou mexer não, porém quem sabe um dia eu o reedite “comme il faut”.

    Abração do luciano!

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome