sábado, abril 20, 2019
  • Carregando...
    Início Cultura

    Cultura

    Os Cavaleiros do Apocalipse decidem visitar o Nordeste, por Sebastiao Nunes

    Messias convocara os filhos e o escudeiro-Moro para excursão ao Nordeste, buscando imitar, anos atrás, o nunca assaz louvado presidente Lula

    A inviabilidade de governos distópicos, por Rogério Maestri

    Em alguns casos excepcionais da história da Humanidade surgiu uma tentativa de um governo completamente distópico, caso do Nazismo

    As variações no olho de Sauron, por Gustavo Gollo

    Feições do olho me pareceram adequadas ao imaginário popular, com a pupila representando uma bola escura adornada por um halo luminoso da massa estelar

    Contos de fadas se vingam da humanidade em “Border”, por Wilson Ferreira

    O filme sueco Border (“Gräns”, 2018) nega ao espectador dois princípios básicos da narrativa hollywoodiana: verossimilhança e identificação

    Sinhá, um clássico contemporâneo de Chico e João Bosco, em duas versões

    https://open.spotify.com/track/73lqGdUwoujTDKnykBAGga?si=wF3w2gt8SNOhvsHnBGuWFQ https://open.spotify.com/track/670owD7N5oF90HVwMPTzCv?si=dTwHl3KeS3-Swvz2Msh8oQ    

    Filmes sobre a ditadura, incluindo de Dilma, são exibidos em Festival de Paris

    Dois filmes dirigidos por mulheres e que tratam da ditadura serão exibidos hoje: Deslembro, de Flávia Castro, e Torre das Donzelas, sobre os relatos de Dilma e de suas companheiras de cela

    Livro sobre guerrilheiros desaparecidos na ditadura tem novo lançamento com debate

    Livro "Onde foi que vocês enterraram nossos mortos", de Aluízio Palmar, resultado de 26 anos de investigação, tem versão atualizada com roda de conversa

    Agora, hoje, nestas horas sombrias, por Urariano Mota

    Não importa se viveremos o suficiente até a vitória. O que importa mesmo é a nossa resistência. Nela, por nossa simples presença, já vencemos

    Tula é o Brasil, por Jorge Henrique Bastos

    Tula foi diarista. Mas passou a lustrar almas, a varrer a tristeza para longe das pessoas, e arrumar a coragem para enfrentar cada dia. E assim ela se tornou uma poeta

    Uma exposição sobre Pixinguinha, figura maior da música brasileira

    O Instituto Moreira Salles montou uma exposição sobre Pixinguinha em sua sede, no Rio de Janeiro. Aqui, uma entrevista com Luiz Fernando Vianna, curador da...

    A quebra do rei do café e a moda do rei do gado

    Há muito, os reis do café já tinham sido substituídos pelos reis do gado, como lembram as antigas modas caipiras

    O modelo alemão de distribuição de livros, por Peter Naumann

    Na Alemanha, você consegue mais de 50% do enorme sortimento de livros em qualquer livraria. Em todo o território alemão há alguns atacadistas, que mantêm grandes depósitos com estoques

    Ratzinger diz que culpa da pedofilia na Igreja é da revolução sexual de 68

    O problema não seria o celibato em si, mas essa "modernidade da revolução sexual", que veio para atrapalhar o santo dogma

    “Alternative Math”: a ameaça do anti-intelectualismo, por Wilson Ferreira

    Nas mídias sociais, realidades paralelas e bizarras teorias conspiratórias ganham o mesmo status de verdades científicas sob o álibi da liberdade de opinião

    A nau dos profetas embalsamados (viagem ao fim do mundo), por Wilson Luiz Müller

    Estou começando a entender a lógica interna das coisas para chegar no nome da nau. Mas por que temos de instituir a língua conge por causa de balaão, ou abasalão ou dos 39 livros do rábula?

    80 tiros mais 1 que te espera, por Romério Rômulo

    mataram um negro, músico, com 80 tiros/ outras tantas balas sobraram para outros tantos negros que aqui venham/ e muitos serão os negros e muitas serão as balas

    A valsa do avô de Egberto Gismonti

    Aqui, uma preciosidade que colhi em um grupo de WhatsApp dedicados à valsa brasileira. A valsa Ruht, de Antonio Gismonti, avô de Egberto Gismonti,...

    Agnès Varda, uma cineasta para cineastas, por Walnice Nogueira Galvão

    A modéstia, a firmeza e o senso de humor que a caracterizavam, bem como esse lado que os franceses chamam de “frondeur” e que aproximadamente traduzimos por rebelde, aparecem no discurso com que recebeu o Oscar honorário

    Crônica do assassinato da memória de Paulo Freire, por Rui Daher

    Quer dizer que fomos brindados com mais um impostor? Agora no MEC, Ministério da Educação e Cultura

    A soma que reforça a força: Fernandinho Melo, Luiz Bueno, Carlos Malta e Robertinho...

    Os quatro músicos somaram suas capacidades e multiplicaram suas forças. Dai nasceu Duo + Dois (selo Sesc), disco que transcende qualquer gênero no qual se queira enquadrá-lo

    Mais comentados

    Últimas notícias