Programa de trainee prepara talentos para integrar time de startups

da Pequenas Empresas, Grandes Negócios

 

Para quem quer entrar no universo das startups, mas ainda não teve uma grande ideia, esta pode ser uma boa novidade: um programa de trainee para formar profissionais voltados a startups e empresas digitais.

Idealizado pela Startup House, criadora de negócios e incentivadora de projetos inovadores, o Sthart é direcionado a universitários com perfil empreendedor que poderão fazer parte do time de grandes startups já consolidadas no mercado.

“É uma oportunidade incrível para os estudantes terem um aprendizado e contato com o que falta nas universidades atualmente, e ainda poderem trabalhar em empresas de um mercado que gera uma curva de aprendizado enorme. Na outra ponta, é uma oportunidade para que as empresas possam ter contato com esses estudantes e assim consolidar seu crescimento, embasadas por uma reposição de mão de obra qualificada”, diz Pedro Conrade, manager do Sthart.

O processo acontece em três etapas principais: seleção, treinamento e contratação. Na primeira fase, que acontece em maio, o Sthart irá selecionar entre os inscritos cerca de cem estudantes para participar da etapa de treinamento. Os selecionados terão um treinamento intensivo durante o mês de junho. Serão aulas, palestras, desafios e atividades práticas para que haja de fato uma capacitação intensa dos participantes. Esta fase ocorrerá na Fundação Getúlio Vargas, no centro de empreendedorismo da escola.

Entre os palestrantes já confirmados pelo Sthart estão nomes como Flávio Pripas (fundador da Fashion.me), In Hsieh (cofundador e COO da Baby.com.br), Maurílio Alberone (Bizstart), Edu Agni (UX Designer da iMaster), Diego Monteiro (fundador da Scup), David Reck (fundador da Enken) e Sandra Betti (MBA Empresarial).

Depois do intensivão, as startups parceiras do programa farão as contratações. A expectativa do projeto é ter pelo menos 50 trainees empregados. Por enquanto, as empresas que já confirmaram vagas para os universitários participantes do programa são: MOIP, Scup, Ingresse, Kekanto, Site Blindado, iFood, Natue, Epiceriee e Enken.

A organização do curso ainda está em busca de mais startups parceiras e estima que cinco mil estudantes das universidades da Grande São Paulo devem se inscrever no programa. Os salários oferecidos aos novos talentos vão variar de acordo com a startup e com a área contratada.

Os interessados deverão acessar o site do programa para se inscrever e obter mais informações: www.sthart.com.br.

Ver original

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome