A indústria começa a sair dos impactos do coronavirus, por Luis Nassif

Em relação ao índice geral da indústria, em relação a setembro do ano passado, a indústria cresceu em 7 estados e caiu em 8.

Foto: Reprodução

Em uma primeira análise, há uma visão otimista do desempenho da indústria brasileira. Dos 23 setores levantados pela Pesquisa Industrial Mensal do IBGE, 21 registraram alta em setembro, em relação a agosto, contra apenas 3 em queda. De dezembro até setembro, 18 tiveram aumento, contra 7 em queda.

Em relação ao mês de agosto, houve melhora em setores mais elaborados, como máquinas e equipamentos, veículos automotores.

Mas, em muitos casos, foi uma recuperação insuficiente da grande queda registrada no ano. Em outros, uma recuperação menor, depois de uma alta expressiva no período da pandemia.

Essa recuperação fica mais clara quando se analisam os grandes setores industriais.

No levantamento sobre os estados, aparecem as primeiras vulnerabilidades.

Em relação ao índice geral da indústria, em relação a setembro do ano passado, a indústria cresceu em 7 estados e caiu em 8.

Em relação à Indústria de Transformação, o quadro é menos animador. De setembro de 2019 para cá houve aumento em 6 estados e queda em 9.

Retiramos do gráfico o estado de Goiás, que teve um crescimento tão expressivo nos últimos 12 meses que prejudicou a leitura do gráfico.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora