Corte de estímulos deve ficar para outubro, diz dirigente do Fed

Jornal GGN – O presidente do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos), Ben Bernanke, deverá convocar uma conferência de imprensa em outubro e chamar outros sete membros da comissão da autoridade monetária para anunciar mudanças no programa de estímulos mantido pelo país, afirmou James Bullard,  presidente do Fed de Saint Louis.

De acordo com o executivo, o mês de outubro será decisivo já que, em sua avaliação, setembro ainda é muito cedo para que o Fed se pronuncie sobre o programa de compra de ativos (atualmente na casa dos US$ 85 bilhões mensais), bem como para afirmar que a redução de injeções na economia seja absolutamente necessária, como foi sinalizado nas últimas semanas por outros dirigentes do banco e esperado há alguns meses por analistas financeiros.

Durante seu discurso no banco regional de Louisville, Bullard disse ainda que o Fed “deve fazer todas as reuniões necessárias anteriormente para que as decisões-chave possam ser feitas de maneira acertada e a qualquer momento”. Ele repetiu que o banco central precisa acompanhar mais dados sobre o desempenho econômico para a segunda metade de 2013, antes de decidir retardar seus estímulos à economia mundial.  Bullard é membro votante do Comitê de Políticas do Fed este ano.

Com informações do Wall Street Journal

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome