O BNDES e a Bolívia

O presidente do BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) Demian Fiocca nega qualquer financiamento à Bolívia, embora não veja nada de errado em financiar as exportações.

Segundo me falou agora, o que houve na Bolívia foi uma rodada de negócios, igual às que oi Ministro Luiz Fernando Furlan vem promovendo ao redor do mundo. Nesse mesmo período houve rodada semelhante na Argentina – onde foi anunciado financiamento ao gasoduto – e no Paraguai.

No caso da Bolívia, além de não estar presente ninguém do primeiro escalão do Itamarati, e apenas um superintendente do BNDES, nem mesmo vice-presidente. As discussões foram em torno de uma licitação internacional, que nem começou ainda, e nem se sabe se Brasil sairá vencedor. Para participar da licitação, as empresas brasileiras terão que apresentar financiamento.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora