Sai a Universidade da Zona Leste

Nassif, se tocaram.

Abraço.

Do Nossa São Paulo

Prefeitura dá primeiro passo para desapropriar terreno para universidade na Zona Leste Publicado em: 26/07/2010 – 14:55

Francisco de Souza

Em reunião no salão paroquial da Igreja São Francisco de Assis, em Ermelino Matarazzo, no último dia 24, o prefeito Gilberto Kassab assinou um decreto declarando área de utilidade pública o terreno da antiga fábrica Gazarra, em Itaquera. Na prática, a medida inicia um processo de desapropriação da área de 175 mil metros quadrados localizada na Avenida Jacu-Pêssego, que será doada ao MEC – Ministério da Educação para construção de um campus da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

A reivindicação encabeçada pelo Movimento Nossa Zona Leste, envolveu inúmeras outras entidades da sociedade civil e lideranças comunitárias da região. Ao todo, foram 11 reuniões abertas ao público, que contou com grande participação popular e um abaixo-assinado que colheu aproximadamente 100 mil assinaturas. A próxima reunião acontecerá no dia 21 de agosto no local indicado pela comunidade, onde haverá um abraço simbólico no terreno.

Durante sua fala, o coordenador do Movimento pela Implantação da Unifesp na Zona Leste, braço do Movimento Nossa Zona Leste, padre Antonio Marchione, o padre Ticão, lembrou o caráter suprapartidário dos dois movimentos, que uniu diferentes lideranças políticas e comunitárias na luta pela universidade pública, que chegará a região mais populosa da cidade, com cerca de quatro milhões de habitantes.

“Hoje é um dia histórico para a Zona Leste. Uma universidade pública é importante por muitos motivos, mas o principal é criar um espaço para pesquisa científica, e esperamos que as pesquisas da Unifesp da Zona Leste venham beneficiar nossa população, que, pela sua carência, é a que mais precisa”, disse Ticão.

Agora, o padre espera que o governo federal também faça a sua parte para concretizar a reivindicação da comunidade. “É como um jogo de futebol, o prefeito passou a bola, cabe agora ao presidente Lula marcar o gol, iniciando a obra, que estaremos acompanhando”, concluiu.

Já, o prefeito Kassab, parabenizou a luta da população organizada e o ministro da Educação, Fernando Haddad, que “desde o primeiro momento se mostrou um entusiasta pelo projeto”. O prefeito também elogiou o trabalho de seu secretário Miguel Bucalem (Desenvolvimento Urbano), responsável pela articulação com o Governo Federal para viabilização técnica da parceria pela criação do novo campus da Unifesp.

“É muito gratificante estar aqui na Zona Leste assinando o decreto que é o primeiro passo para construção do campus da Unifesp, que pela sua qualidade nos enche de orgulho de termos como parceira. Numa cidade como São Paulo é fundamental um trabalho em conjunto com os diferentes governos e nestes quase seis anos na Prefeitura aprendi que quando a sociedade civil caminha junto, as coisas andam mais rápido”, disse Kassab. 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome