A Guerra das Malvinas em dados e imagens

Enviado por jns

A Argentina ainda sente o trauma da humilhação na guerra de 1982.

Mercosur bloc and Falklands

Os países do bloco do Mercosul e as Ilhas Malvinas

 Margaret Thatcher sent a task force of 100 ships to regain control of the Falklands Islands after the Argentine junta invaded

Thatcher enviou uma força-tarefa de 100 navios para recuperar o controle das Ilhas Malvinas depois da invasão ordenada pela junta militar argentina .

The Mount Pleasant airbase is a key strategic site 38 miles away from Stanley

A base aérea de Mount Pleasant está, estrategicamente, localizada a 60 km de distância de Port Stanley.

A famosa imagem das tropas britânicas yomping para Port Stanley, nas Ilhas Malvinas, com a Union Jack voando em junho de 1982   Royal Marines in San Carlos raising the Union Jack during the Falklands War

Tropas britânicas avançam para Port Stanley, nas Ilhas Malvinas, empunhando a Union Jack, em junho de 1982.

Royal Marines erguem a bandeira da Inglaterra em San Carlos durante a Guerra das Malvinas.

Deterrent? Nuclear submarine HMS Trafalgar taking part in an exercise. Lord West has said sending one to the Falkland Island would tell Argentina Britain was serious about its defence

Submarino nuclear HMS Trafalgar participando de exercício naval (Lord West disse que o envio de um submarino nuclear mostraria para a Argentina que a Grã-Bretanha estava falando sério sobre a sua defesa da Ilha Falkland)

 The first Typhoon to be sent to the Falklands landed at RAF Mount Pleasant in 2009 after being delivered from the UK

O primeiro caça Typhoon da RAF a desembarcar em Mount Pleasant nas Malvinas.

 How the forces compare

Comparação entre as Forças Armadas da Argentina e da Inglaterra

 Catedral de Stanley na capital das Malvinas seria envolto em uma bandeira azul e branca

A Catedral de Stanley, erguida na capital das Malvinas, era pintada nas cores azul e branca.

As informações e as imagens foram publicadas pelo MAIL Online no dia 22 de dezembro de 2011

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

7 comentários

  1. Conheço as Malvinas… além

    Conheço as Malvinas… além da vila que aparece em uma das fotos, tem muita…muita….muita pedra que não presta prá nada. Exceto como campo de pouso na região.

    Peguei algumas nas mãos…e pensei: a garotada morreu por ISSSSOOOO ???

    Sabemos que não era só isso…mas NADA justificava/justifica uma colônia da Europa alí.

    Que moral querem com os russos na proteção do seu gás??

    • Malvinas não são uma colônia,

      Malvinas não são uma colônia, pois seu status foi definido livremente por seus habitantes. Colônia é a Guiana Francesa, fronteira com o Brasil.

      • Ah…que delícia!!!!
        Status

        Ah…que delícia!!!!

        Status definido TÃO LIVREMENTE…que o idioma espanhol foi proscrito da ilha…

        NINGUÉM…”de livre e expontânea vontade” emite uma só palavra (nem com pessoas que se utilizem do idioma)…em espanhol.

        COLONIA…SIM.

  2. Esse “liberais” adoram pregar

    Esse “liberais” adoram pregar a não intervenção do Governo sobre o particular, mas o que mais fazem é intervir, seja invandindo, seja impondo acordos de livre comércio.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome