Caso Marielle: investigado por suposto envolvimento com milícia é assassinado no Rio

Foto: Facebook

Jornal GGN – O líder comunitário e assessor parlamentar Carlos Alexandre Pereira Maria, 37, foi morto a tiros, na noite de domingo (8), na Taquara, na Zona Oeste do Rio. Segundo informações de O Globo, o corpo foi encontrado dentro de um carro, localizado por policiais militares do 18º BPM (Jacarepaguá); perícia já foi feita no local e testemunha indicou que o assassinato teve como objetivo “calar a boca” de Alexandre.

“O crime aconteceu por volta das 20h45m. De acordo com relatos de testemunhas aos PMs do 18º BPM, pouco antes de atirar contra a vítima, também conhecida como Alexandre Cabeça, um dos assassinos gritou: ‘Chega para lá que a gente tem que calar a boca dele’. Depois, abriu fogo”, divulgou o jornal.

Alexandre era assessor do vereador Marcello Siciliano (PHS), “ouvido no inquérito que apura as mortes da vereadora Marielle Franco (PSOL) e do motorista Anderson Gomes. Uma das linhas de investigação é sobre o envolvimento de Alexandre com uma milícia. A relação dele com o vereador também será alvo da investigação da DH.”

Segundo a assessoria do vereador, Alexandre atuava na comunidade, identificava necessidades da população e repassando as informações ao gabinete.

Leia mais.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora