Justiça suspende nomeação de reitor de instituto do RN feita por Weintraub

A indicação temporária havia sido feita pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, e suspeita de ilegalidade em inquérito civil aberto pelo MPF

Foto: Divulgação

Jornal GGN – A Justiça Federal do Rio Grande do Norte suspendeu, nesta sexta-feira (01), a nomeação de Josué de Oliveira Moreira para a reitoria do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte – IFRN. A indicação temporária havia sido feita pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub, e suspeita de ilegalidade.

O Ministério Público Federal (MPF) abriu nesta segunda (27) um inquérito civil para apurar a indicação do novo reitor, que não participou da consulta à comunidade acadêmica no ano passado, um processo de votação interna. Os procuradores acreditam que a indicação pode estar desrespeitando as garantias de autonomia dos institutos federais.

Na tarde de hoje, a 4a. Vara Federal do Rio Grande do Norte concedeu uma liminar impedindo os efeitos da portaria do MEC que nomeou Moreira. O pedido na Justiça partiu da presidente do Grêmio Estudantil da instituição, Sofia Hazin Pires Falcão, e unidas às ações do Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica Técnica e Tecnológica (Sinasefe).

Leia, abaixo, a decisão liminar:

DECISÃO

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora