Barroso pede que Bolsonaro prove denúncia de fraude eleitoral

Em entrevista, ministro do STF e presidente do TSE afirma que voto impresso é uma solução ‘arriscada’ para um problema inexistente

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro tem o “dever cívico” de apresentar as provas que diz ter a respeito da fraude eleitoral que ocorreu em 2018. A afirmação é do ministro Luís Roberto Barroso, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Em entrevista à CNN Brasil, Barroso afirma que jamais houve fraude documentada, e que o único pedido feito nesse sentido foi feito pelo então candidato Aécio Neves, e que não se registrou impropriedade simplesmente porque ela não existe.

“Se o presidente da República ou qualquer pessoa tiver provas [de fraude] tem o dever cívico de entregá-la ao Tribunal e estou com as portas abertas. O resto é retórica política, são palavras que o vento leva”, disse Barroso.

Questionado sobre o voto impresso, Barroso afirma que a proposta defendida por Bolsonaro é “solução arriscada para um problema que não existe”, e que o país não ganharia “nem um milímetro em segurança” com esse mecanismo.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome