Bolsonaro ordenou Exército produzir 1 milhão de cloroquina por semana

Bolsonaro, de forma pessoal, defende a medicação e vem estimulando o seu uso, fugindo do protocolo de receita de um médico especialista

Jornal GGN – O presidente Jair Bolsonaro ordenou a produção de 1 milhão de comprimidos de cloroquina por semana pelo laboratório do Exército, para o tratamento do coronavírus no Brasil, e contra a recomendação do Ministério da Saúde de seu próprio governo.

Até agora, o laboratório do Exército já produziu 2,2 milhões do medicamento, segundo o Painel, da Folha. Em entrevista nesta segunda-feira (13), a equipe técnica do ministro Luiz Mandetta voltou a dizer que não há comprovação científica para a eficácia da cloroquina em casos de Covid-19.

Bolsonaro, de forma pessoal, defende a medicação e vem estimulando o seu uso, fugindo do protocolo de receita de um médico especialista. O Ministério da Saúde, contudo, alertou que o medicamento deve ser recomendado por um médico e liberado para casos graves e de internação.

Mas com o ordenamento de Bolsonaro, será o Ministério da Defesa e não o da Saúde que irá definir o destino destes comprimidos produzidos pelo Exército.

A pasta dirigida por Mandetta divulgou uma análise de 33 estudos sobre o uso do medicamento para o tratamento no combate ao coronavírus, mas informou que nenhuma das teses ainda é validada do ponto de vista científico, impedindo que ele, como ministro da Saúde, recomende o uso.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

3 comentários

  1. Espero que alguem entre logo com o impedimento de débil mental. Quem tem que autorizar é o MS quem tem que receitar é médico.
    Este louco ja cagou a economia e as relações sociais e trabalhistas, agora neste momento critico quer usar o brasil como laboratório e o povo como cobaia só pra vender produto do trump?
    O interesse é financeiro. As relações acionárias de trump com o laboratorio que produz esta merda já estao claras. So que como as instituições americanas funcionam e não embarcaram nos delirios do pulha do trump, o jeito é testar indiscriminadamente por aqui.
    Brasileiro é descartável na cabeça destes genocidas.

  2. Mais uma vez Bolsonaro usa de sua caneta e do dinheiro publico para defender suas próprias idéias e para assegurar o apoio do exército e forças armadas. Este último apoio talvez sejam para os generais e não propriamente para o exército. Afinal na ansia de usar o exército ideologicamente, faz do exército uma especie de Bom Brill. Como se vê a produção de cloroquina não foi para nenhuma fábrica ou empresa privada, mas para o exército. Isto visa aumentar ainda mais a imagem golpista do exército como salvação nacional,agora unida à produção de cloroquina a pretensa salvadora da pandemia. Bolsonaro não se incomodou de usar a presidencia para ligar para o ministro da India para importar insumos para a produção de cloroquina. E assim e mais uma verba publica desviada para sua campanha pessoal e para comprar apoios espúreos.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome