Falta de vacinas: 40% das cidades não têm estoque da primeira dose e 80% da segunda

Quatro de cada 5 cidades não detêm vacinas para segunda dose e 39,9% não conseguiu nem terminar de vacinar a primeira dose do grupo prioritário

Agência Brasil

Jornal GGN – Quase 80% dos municípios brasileiros não têm disponível a segunda dose para imunizar sua população. Esse é o resultado de um levantamento, divulgado nesta sexta (21), pela Confederação Nacional de Municípios.

O estudo consultou 3.287 cidades, entre os dias 17 e 20 de maio. Quatro de cada 5 cidades não detêm o imunizante para a segunda dose e em 39,9% delas não há estoque suficiente nem para terminar de vacinar a primeira dose do grupo prioritário.

As produções das vacinas no Brasil estão paralisadas: a CoronaVac e a AstraZeneca dependem de um insumo para a produção, importado da China. Segundo o CNM, a falta da segunda dose da Coronavac, produzida pelo Instituto Butantan, foi maior, informada por 87,9% dos municípios, e da Fiocruz/Astrazenec faltou em 11,5%.

Ainda, as maiores faltas ocorrem em cidades de pequeno e médio portes. O estudo pode ser acessado na íntegra aqui. Confira, abaixo, alguns gráficos:

AJUDE O GGN A ENFRENTAR ATAQUES E CERCO DIGITAL
CLIQUE AQUI E SAIBA O QUE ESTÁ ACONTECENDO

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome