Peça 1 – as aventuras de um provinciano na corte do Tio Sam

A história do século 20 está coalhada de mandatários caricatos, seja no mundo real ou do cinema. Especialmente nos Estados Unidos, depois que se tornaram a economia mais poderosa do planeta, a figura do ditador (ou mandatário) terceiro mundista, deslumbrado, caricato, tornou-se um dos pratos prediletos no ramo das comédias grotescas nacionais.

Poucos personagens se igualaram ao show de ridículo de Jair Bolsonaro, El Refundador – o estadista que deu ao Brasil a refundação tão alardeada pelo Ministro Luís Roberto Barroso – nesta viagem à corte do Tio Sam.

Seus assessores principais o trataram como idiota. É o caso do Ministro da Economia Paulo Guedes dizendo em público que El Refundador “tem culhões” para segurar o aumento do gasto público. Lembra a história do desafio do “duvide-o-dó”, dos tempos de moleque. Ou, para os homens de negócios americanos, afirmando que El Refundador gosta de “Coca Cola e hambúrguer”, a única característica do modo de vida americano assimilada por ele. Esqueceu de falar da Disneyworld, CIA e FBI e da indústria de armas.

Tratar o presidente da República como idiota é uma falta total de respeito institucional pelo cargo, ainda que ele se comporte como um idiota, encantado pelo fato de Trump ter oferecido seu número particular de celular para ele. Trump nem precisou pedir reciprocidade porque a NSA já possui a agenda completa dos celulares das autoridades brasileiras.

O show se tornou completo com as investidas do filho número 3, as comemorações pelo Twitter do filho número 2, e o amuo do Ministro das Relações Exteriores por ter sido preterido na visita ao Salão Oval.

Nem Idi Amin, em seus tempos áureos, protagonizou tal vexame.

Peça 2 – o toma-lá-dá-lá

Não se ficou apenas no assassinato da imagem do país. As negociações bilaterais nada ficaram a dever às miçangas com que os conquistadores portugueses conseguiram cativar os silvícolas.

Leia também:  Para STF, argumento de Moro para manter prisão em 2ª instância é ruim

El Refundador aceitou isenção de tributos para importação de trigo e de suínos em troca de nada. Aceitou abrir mão das salvaguardas da Organização Mundial do Comércio (OMC) para nações em desenvolvimento em troca do apoio dos EUA para o ingresso do país na OCDE (a organização que reúne as maiores economias do planeta).

Não há um ganho efetivo sequer nesse ingresso. A OCDE atua no monitoramento das condições econômicas do país-membro, para torna-lo mais apetecível aos investimentos externos. É um monitoramento a mais nas políticas públicas. Tudo o que sugere pode ser feito de forma voluntária pelo país, sem se submeter a nenhum monitoramento. E só aderem países com multinacionais fortes, precisando de espaço para ampliar seu poder, não um país cujas multi foram destruídas por uma ação conjunta da Lava Jato com o Departamento de Justiça dos EUA, com base em uma legislação da OCDE.

Mesmo assim, aceitou-se abrir mão de vantagens objetivas do comércio, das quais nem economias mais potentes, como a China, abrem mão. E tudo porque El Refundador gosta de Coca Cola, hambúrguer e da Disneyworld. Entregou a base de Alcântara aos Estados Unidos, sem impor nenhuma condição de transferência de tecnologia. Tudo de mão beijada, apenas pela honra de aparecer em uma foto com Trump.

O evento comprovou a total incapacidade de El Refundador de defender o interesse nacional.

Peça 3 – a visita à CIA

A visita de Sérgio Moro à CIA, com o Refundador e tropa, é a comprovação fática da influência externa na Lava Jato.

Numa ponta, submete-se os sistemas de inteligência brasileira ao monitoramento da CIA, como ocorreu com a Lava Jato. Na outra, a política econômica ao monitoramento da OCDE. E, como recompensa, a divisão do butim das imensas multas aplicadas às empresas brasileiras, por esse conluio de Sergio Moro, Lava Jato e Departamento de Justiça.

As explicações de Moro para a visita não explicaram nada. A história de que foi tratar de narcotráfico não bate. O departamento de narcotráfico é o DEA, não a CIA. Nem bate a história das informações sobre organizações criminosas. A CIA trata de terrorismo, e de espionagem em outros países, não da influência das milícias nos governos nacionais.

Leia também:  Celso de Mello nega HC que buscava bloquear, em favor de Moro, o site Intercept

Peça 4 – a queda na popularidade

Tem-se, neste Xadrez, então, três peças demonstrando a falta absoluta de uma estratégia de governo, de estatura mínima para defender interesses nacionais.

Ao mesmo tempo, as últimas pesquisas de opinião mostram o desabamento da imagem de El Refundador junto à opinião pública. O público pode demorar para entender desdobramentos de decisões econômicas. Mas os feitos do número 3 no Twitter, os vídeos pornográficos, as tolices diárias, ajudaram a acelerar o desmanche da imagem do número 0.

É impossível esperar dele qualquer mudança de estratégia, sequer qualquer esboço de estratégia política. É um tosco. A perda da popularidade é a antessala da perda de mandato.

Peça 5 – o fim do medo

Há dois pontos centrais que ajudarão a marcar o final de Bolsonaro, o breve.

O primeiro, a constatação das cortes brasilienses de que a escandalização com o governo não se resume a eleitores desiludidos, mas às próprias Forças Armadas. À esta altura, não há como o Alto Comando não se dar conta dos riscos de se deixar o país nas mãos desses desatinados. Especialmente à medida em que vai ficando claro o envolvimento do clã com milícias digitais e milícias criminosas.

O segundo, é o fim da blindagem da Lava Jato, com a explicitação dos interesses menores na criação da fatídica fundação de direito privado.

O ponto de inflexão foi a reação do STF (Supremo Tribunal Federal) contra o jogo de chantagens das milícias digitais e os ataques de procuradores nas redes sociais, com a decisão do presidente Dias Toffoli de mandar investigar a origem dos ataques. Por aí se quebrará a parte mais ostensiva da influência dos bolsonaristas-lavajateiros, com suas ameaças digitais.

No dia em que se contar a história da Lava Jato, aliás, ficará claro os movimentos de chantagem contra quatro ministros da corte – não necessariamente da parte da Lava Jato, mas das milícias de direita que se formaram em torno dela e que ajudaram a impulsionar o impeachment.

Leia também:  Reação de Moro a tortura em presídios não cabe numa democracia, diz jornal

Há indícios de que pelo menos quatro Ministros se submeteram às pressões:

Luís Roberto Barroso – com o dossiê envolvendo sogra e esposa e investimentos imobiliários em Miami. Depois do aggiornamento de Barroso, não mais se falou do tal dossiê.

Luiz Edson Fachin –farta documentação (inclusive fotográfica) do trabalho realizado pela JBS em favor da sua eleição para o cargo, passando pelo empréstimo do jatinho da empresa para as visitas a senadores em seus estados de origem, e festividades típicas da corte brasiliense. A mudança de Fachin foi radical. E o dossiê não apareceu.

Carmen Lúcia – a casa que adquiriu, sub-avaliada, de um vendedor próximo a Carlinhos Cachoeira. O episódio mereceu uma nota em uma coluna de O Globo. Depois que a Ministra se alinhou ao punitivismo, o caso sumiu dos jornais.

Luiz Fux – é o tal Ministro que está sendo agora alvo de ameaças, conforme indicado dias desses por Gilmar Mendes, e não Barroso, como supus. As investigações da Lava Jato Rio estão indo a fundo no sistema judicial e nos escritórios de advocacia. Semana sim, semana não, há uma nota em jornal com insinuações sobre a delação do ex-governador Sérgio Cabral.

Nem se julgue que sejam cúmplices de atos criminosos. Foram subjugados unicamente com a ameaça sobre suas reputações. Abriram mão de convicções tratando reputação pública – isto é, a serviço do público – como um ativo privado.

Nada disso ajudará a segurar a enchente quando o caso das milícias e de Marielle Franco for finalmente desvendado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

48 comentários

  1. mas é surpreendente que ainda
    tenha alguma credibilidade esse governo
    incompetente e infame….
    deveria estar já com uma numeração negativa…

  2. Gostaria muito de acreditar nesta possibilidade aventada pelo Nassif, mas infelizmente já perdi a inocência há muitos anos…
    Basta verificarmos algumas questões:
    1- Não teria o Jair visitado o Trump somente para sedimentar o aviso aos navegantes de que ‘quem o protege é o titio’?
    2- E a Globo, apoia ou desapoia? É ao sabor de que maré que se dá o estouro de sua matilha?
    3- Quanto custa o apoio do Congresso à aprovação-bóia-de-salvação da previdência?
    4- Os militares (e suas facções) não estariam sendo “ameaçados” pelo pessoal “do norte” desde a reativação da quarta frota? Porque reagiriam agora se, além de não possuirmos meios de defesa, há uma parcela deles simpática a este alinhamento “Caracu”?
    5- E este supreminho? Acredita que agora acordou? Ou está apenas tentando se defender dos ataques da lava-rato/CIA que ora começa?
    6- E esta lambança toda? É reversível? Quem vai pendurar o guizo no gato?
    Não estou nada otimista…

  3. Envergando um vestido justo e curtinho, sobre incômodos saltos altos, a senhora de meia idade mal continha sua excitação.
    Em companhia de seu filho faminto e mais dois empregados, foi a excitada senhora, rodando bolsinha e sem calcinha ao encontro de seu amante.
    Recebida com a indiferença de quem sempre teve o que quis, o anfitrião ofereceu-lhe wiski e coca cola, que ela sorveu com prazer inusitado.
    Então o homem que fora louro um dia perguntou-lhe: ” Quanto é ?”
    “não é nada não, pra você é de graça”, respondeu a senhora de olhos azuis.
    “Como assim ?”, perguntou – lhe o cliente.
    “É por amor, bobinho” – ela respondeu
    “Posso mijar na sua cara?” – ele perguntou interessado.
    “tudo o que vem de você é divino”, ela respondeu.
    Após essa noite de amor a dona foi fazer compras e admirar as coisas do seu novo dono.
    O AMOR É LINDO!

  4. O problema é que o zébotina não é diferente, é tão tosco quanto, apenas se comunica melhor, com a arrogância dos autoritários que não admitem ser contrariados…..

    Quando por as mãos no poder é que a verdadeira face por tras da malemolência flamenguista se revelará…..

    O povaréu estará em tão ruim ou pior situação……..já que o governo será encampado por aqueles que deveriam cuidar de outras coisas e não de política……e esse é um filme ruim que já assistimos….

    Quanto ao justiceiro, está doidim que saia sua vaga para os doze pares de França, lá poderia ficar escondidim até dar o bote made cia-fbi e se eleger. ….eles adoram cultivar e engordar entreguistas…….e possuem a qualidade de serem estrategistas e pacientes…..

    Quanto as trapaiadas do zéruela o congresso deveria desfaze-las……..não ratificando acordos ou questionando-os em juízo……. afinal não existem os freios e contrapesos?

    O Brasil é o novo Titanic, ou desvia da pedrona, ou teremos que chamar o James Cameron pra ir nos visitar no fundo do oceano………

  5. ATENÇÃO IMPRENSA INTERNACIONAL,AS MILICIAS DOMINARAM O TRÁFICO DE DROGAS NO RIO DE JANEIRO POIS METERAM O PÉ NO CV E SE A CIA NÃO SABE DISSO É PQ É INCOMPETENTE E SE SABE É MUITO CÚMPLICE POR ISSO ESTÃO PASSANDO A RASTEIRA NO PCC DE SP !!

  6. Em termos de dossiês e chantagens, que tava na cara que estavam utilizando destes ilícitos, o Toninho Malvadeza (Brizola ou Pedro Simon, não lembro, disse certa vez que bastava a pessoa passar duas vezes na calçada dele e tinha um dossiê feito contra si) era fichinha diante desta gente que só quer fazer o mal para extrair mais do mal.
    Todo este período tem sofrido por uma anormalidade e imoralidade, inclusive com militares de patente usando twitter para ameaçar; magistrados encarcerando pessoas para extorquir opiniões fraudadas e enriquecer amigos advogados com a máfia das delações. Esta gente pobre com seus podres poderes e suas mãos sujas a iludir a massa ignara de que estevam em luta contra a corrupção.

  7. Do jeito que vai, não demora muito para o Bozo cair.
    O cara é um golden shower público, até internacionalmente.
    Só diz merda: “a maioria dos imigrantes são mal intencionados.”
    Até o Trump ficou sem graça diante de tamanha vassalagem…
    O estadista de Davos se superou nos EUA. Só faltou oferecer a mãe e a mulher ao presidente bilionário.
    O assassino da Nova Zelândia muito provavelmente diria que Bozo e Trump são “brancos normais”.

  8. Tem mais um de rabo preso no stf que vc não citou que eh nítido. Toffolli com assessor general e uma guinada de 180° deixou isso claríssimo.

  9. Péra um pouco: dos ministros do STF: “Nem se julgue que sejam cúmplices de atos criminosos. Foram subjugados unicamente com a ameaça sobre suas reputações. Abriram mão de convicções tratando reputação púbica – isto é, a serviço do público – como um ativo privado.”
    Não. Essa, não.
    Todo mundo que, de alguma forma, trabalhou para levar o ogro ao poder tem responsabilidade: STF, militares, políticos, eleitores e, o pior e mais FDP, a mídia mandada pelos banqueiros.
    São todos responsáveis. Todos criminosos. Todos toscos e primitivos.
    Chega de passar a mão na cabeça dessa gente. Todos tem a RESPONSABILIDADE coletiva e o DEVER de trabalhar pelo país e não por, interesses particulares, egoísticos e mesquinhos, ajudar a arrebentá-lo, como fizeram.
    Todos responsáveis pela tragédia tem culpa. Não podem, não devem e não serão perdoados.

  10. O “mito”, tivesse algum resquício de inteligência, teria como norte esta frase de Maquiavel: “Todos os Estados bem governados e todos os príncipes inteligentes tiveram cuidado de não reduzir a nobreza ao desespero, nem o povo ao descontentamento”.
    Concordo com voce Nassif: Bolsonaro, o breve, vai cair!
    O país agradece…

  11. Em certos meios comenta-se quanto tempo durara ainda o desgoverno Bolsonaro. Pelo que ja vimos da figura e dos três filhos, ele nao saira de outra forma que não seja a força. Impeachment leva certo tempo e desgasta o Pais. Sera que tirarão das mangas alguma carta para que o bozo do Planalto caia fora?
    Essa visita aos Estados Unidos envorganha toda a Nação. Mas que bando de gente sem noção, mal educada, tosca e sem nenhum interesse na defesa do Pais que representa. Eh a lama. Eh a lama.

  12. Acho precipitado achar que Bolsonaro será breve. Ele colocou os militares no poder e isso lhe dará um suporte pra ficar no poder. Claro que esse apoio militar tem um preço e ontem veio a primeira fatura, com a quase retirada dos militares da reforma da previdência. A Petrobras já é dos militares, o que significa que será a única coisa a dar dinheiro ao país se paulo Guedes tiver sucesso em destruir toda a cadeia produtiva do pais.

  13. Quanta ilusão acreditar que a conclusão sobre o caso Marielle possa envolver a “famiglia”. Ainda mais depois do afastamento do delegado que cogitava essa possibilidade.

  14. Quando o artigo compara nosso Coiso a ditadores caricatos de países subalternos mostrado nos filmes americanos o artigo se policia covardemente ao não falar no Sargento Garcia, gordo, bonachão, e obviamente burro. Uma visão do Drump.

  15. O atual mandatário não corre nenhum risco. Quanto menos pensarmos nisso melhor.
    Essa gente,por mais que queiramos acreditar,não é tão burra assim,pelo contrário,foram escolhidos justamente por aparentar esta burrice ingênua,quase pueril e,com isso,conseguir amealhar apoios nos mais diversos setores,desde os que tem pena até aqueles que acham que podem,e podem,surfar na onda da ignorância.
    Essa gente está há menos de três meses no governo e já entregou quase tudo o que o grande capital nacional e internacional queria.
    Agora,se fosse possível qualquer troca de comando neste momento,temos que ter claro que,embora pareça impossível,será para coisa pior.
    É preciso acabar de vez com essa pseudo adulação da milicaiada. O atual mandatário tem de ser visto como o melhor que a milicaiada produziu e não o pior,tanto é assim que conseguiu vencer as eleições coisa que duvido algum estrelado gemado conseguisse.
    Infelizmente,acredito que somente quando houver novas eleições para presidente é que poderá,poderá,ocorrer uma retomada da democracia.Até lá permaneceremos continuamente no show de horrores.

    • “(…)É preciso acabar de vez com essa pseudo adulação da milicaiada. O atual mandatário tem de ser visto como o melhor que a milicaiada produziu e não o pior,tanto é assim que conseguiu vencer as eleições coisa que duvido algum estrelado gemado conseguisse.(…)”

      Certeiro seu comentário.

  16. Sou a favor de derrubar ministro que fizer crimes como juízes. Não, dá pra ser conivente com o GM, em troca de migalhas, um voto correto contra a lava jato ou 1 telefonema de pêsames.
    Não sei se o Alexandre teria votado o voto como fez o GM no TSE, mas é melhor arriscar alguém da direita que talvez seja imparcial que alguém da direita que julgue sempre com pessoalidade.

  17. Quer os militares queiram ou não, esse elemento envergonha as forças armadas, em especial o exército. Soube que ele jamais exerceu o posto de capitão, foi alçado a essa patente somente porque foi posto na reserva, quando deveria ter sido expulso por atos de indisciplina, quando planejou explodir o quartel onde servia. É tosco, despreparado, inculto, boçal, subserviente e incapaz de ocupar o cargo do mais alto dignatário de um país.

  18. Grande texto do Nassif. Na mosca.

    A adesão das forças armadas a um presidente detentor desta falta de qualidades de estadista irá levar a todos para o abismo, ou melhor, aumentará a velocidade com que caímos no abismo …

    A venda das riquezas nacionais na bacia das almas deverá ser enquadrado em crise de lesa pátria que leve às grades aqueles que desfiguraram as condições adequadas para a manutenção da soberania nacional com esta investida tresloucada contra as grandes empresas nacionais. Este jogo do capital financeiro internacional associado aos financistas nacionais é suicida para todos nós.

    Os brasileiros estamos assistindo pedagogicamente o desenrolar do teatro de máscaras com faces abjetas da extrema-direita e suas relações perigosas. Os brasileiros dignos que amam este país, que considera o seu povo o nosso maior patrimônio e por isso as riquezas nacionais devem servi-lo estamos vendo como a ideologia ultra-neoliberal move o projeto para extrair mais benefícios daqueles de vida mais precária.

    A crise do capitalismo mundial e seus rebatimentos no Brasil contém entre seus ingredientes os indícios de que está em queda a legitimidade do capitalismo financeiro atual, cujas receitas econômicas produzem mais desigualdades. Nos EUA as desigualdades de renda crescem de modo avassalador. Bolsonora está nos aparecendo como a contra-mão de qualquer processo civilizatório baseado no respeito à dignidade das pessoas. A Lava Jato nasceu durante o governo Dilma. O ovo da serpente.

  19. Grande texto do Nassif. Na mosca.

    A adesão das forças armadas a um presidente detentor desta falta de qualidades de estadista irá levar a todos para o abismo, ou melhor, aumentará a velocidade com que caímos no abismo …

    A venda das riquezas nacionais na bacia das almas deverá ser enquadrado como crime de lesa pátria que leve às grades aqueles que desfiguraram as condições adequadas para a manutenção da soberania nacional com esta investida tresloucada contra as grandes empresas nacionais. Este jogo do capital financeiro internacional associado aos financistas nacionais é suicida para todos nós.

    Os brasileiros estamos assistindo pedagogicamente o desenrolar do teatro de máscaras com faces abjetas da extrema-direita e suas relações perigosas. Os brasileiros dignos que amam este país, que considera o seu povo o nosso maior patrimônio e por isso as riquezas nacionais devem servi-lo estamos vendo como a ideologia ultra-neoliberal move o projeto para extrair mais benefícios daqueles de vida mais precária.

    A crise do capitalismo mundial e seus rebatimentos no Brasil contém entre seus ingredientes os indícios de que está em queda a legitimidade do capitalismo financeiro atual, cujas receitas econômicas produzem mais desigualdades. Nos EUA as desigualdades de renda crescem de modo avassalador. Bolsonoro está nos aparecendo como a contra-mão de qualquer processo civilizatório baseado no respeito à dignidade das pessoas. A Lava Jato nasceu durante o governo Dilma. O ovo da serpente.

  20. O Alto Comando sabia quem era o Bolsonaro. Sabia da farsa da facada. Só não tinham muito claro da influência dos filhos e do filósofo. E duvido que não soubessem das milícias.

  21. De comum o que tem os quatro ministros ?
    A gente chega ao ponto de defender o atual STF …
    Senador fala que Ministro do STF vende sentença e o fato não vira escândalo , um dos dois deveria perder o mandato fosse um lugar civilizado…

  22. Não acredito na queda breve de Bolsonaro.
    Quanto a visita à CIA, uma hipótese me parece plausível: Bolsonaro e seus capangas foram colher informações de seus adversários e aliados (Ciro, Haddad, Maia, senadores, deputados, juízes) para achaque e conseguir passar o trator de seu desgoverno, tal como fizeram com os ministros do STF.

  23. Pro Bolsonaro é interessante que a chamada reforma da Previdência fique tramitando ad eternum, pois após a última votação ele irá cair. Se a reforma fracassar, o Bozo será tirado, pois terá falhado na missão que o mantém na presidência. Por outro lado, se for um sucesso será tirado do mesmo jeito, do mesmo modo que fizeram com o Cunha após o impeachment. Ou seja, pro Bolsonaro o jogo é de perde-perde. Se ele acha que Trump irá salvá-lo, pode esquecer, pois ele está pouco se lixando e não passa de um outsider grotesco. Aqueles que realmente mandam estavam com a Hillary em 2016.

  24. Quanta bobagem…
    Se bolsonaro for alijado do poder, hoje, ou amanhã, será por motivo e meios totalmente diversoso destes explicitados no texto.

    • A reforma da previdência é o q o mercado quer neste momento…para o trabalhador geral não interessa…tá certa a análise do Wagner F.S.

  25. Um drogado da cracolândia na presidência da república não faria um desgoverno que faz Bolsonaro. A classe média elegeu esse pateta, nunca deixarei de lembrar isso aos que o elegeram.

  26. Muito bom, como de costume.

    Sempre que há votações importantes no Supremo, o site Antagonista fala de uma mesada de R$100 mil do escritório da esposa do Dias Tofolli. Será que ele também não está sendo chantageado?

    Além disso, acho que temos que ver com cautela essa investigação do Supremo sem cumprir algumas regras, como os atos de ofício. Para um ministro implicar com posts como esse e falar da tibieza deles é só uma questão de boa vontade.

  27. “Pos olha” acho que não cai, com toda a mídia a favor dele e favorecendo a milicada do jeito que está. Esse patife vai incomodar muito tempo, todos os três “proderes” tem o rabo preso.

  28. Impressionante o que está acontecendo nesse País, depois desses comentários Eu estou imaginando apenas e nada mais que ” O PIOR GOVERNO BRASILEIRO DE TODOS OS TEMPOS.” ou eu estou muito por de mais pessimista.

  29. Na verdade, temos os verdadeiros milicianos no Judiciário, em melhor classificação o STF, O MPF, e PF. As formas como eles agem e como saem nas suas investigações, não seguem a Constituição. Habeas Corpus para uns e outros não! Arquivamento de processos que estejam no âmbito dos interesses de privilegiados. Os Ministros da Suprema corte, tem seus familiares atuando em escritórios de advocacia, na maioria dos processos que envolvem figurões, e portanto, demonstram todos eles, a falta de um dos pré requisitos para se tornarem Ministro de uma casa nobre. Os milicianos da política, as duas casas não ficam em menor atuação, 60% dos que lá estão, respondem a processos e outros já com sentenças, ficam nos cargos a continuarem em expansão criminosa, só que com a varinha de condão na mão, para fazer a mágica dos interesses de ricos e empresários inescrupulosos. O Executivo, não precisa ser dito nada, eleito uma pessoa desequilibrada, não precisa de argumentação. Mas os militares, que também se mostram grandes exploradores do dinheiro público, onde tem filhas que não se casam porque herdaram pensões vitalícias de altíssimo valores, onde essas mulheres que digo com toda força, pago os salários de verdadeiras vagabundas, pessoas que nunca mexeram um só músculo pra merecerem esses rendimentos. Não falo de viúvas ou filhos inválidos, falo de uma raça de amancebados do círculo militar que ganham dinheiro de velhos raposas, mas que deixaram uma doença incurável para o país, sustentar um bando de ociosos e comedores do dinheiro público. Mas querem manter os seus privilégios, e os trabalhadores, tendo que ralar por mais anos de trabalho.

  30. Eu reescreveia a última frase do texto: Nada disso ajudará a segurar a enchente SE e quando o caso das milícias e de Marielle Franco for finalmente desvendado.

  31. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome