As escutas jornalísticas clandestinas

Por mendes

E o crime da Globo?

Prezado Nassif,

Hoje, no Bom Dia Brasil, foi exibido material gravado por meio de “câmara escondida” e escuta clandestina na delegacia da Polinter, no Rio. Os trechos exibidos continham declarações do goleiro Bruno Fernandes. Escuta clandestina não é crime? Logo, o que a emissora exibe não é o produto de um crime – ou quando é praticado pela (ou para a) Globo tem outro nome? Em que código de ética se embasa uma empresa jornalística para agir acima da lei? E quem concorre para isso, no caso certamente funcionários públicos, não comente no mínimo infração administrativa? É isso que a emissora tem para apresentar como exclusividade, como vantagem sobre os concorrentes? 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  O coronavírus, o salário do funcionalismo e os ganhos financeiros da Globo

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome