Esquivel irá hoje à PF de Curitiba

 
Jornal GGN – O Nobel da Paz Adolfo Pérez Esquivel irá hoje, quinta-feira, 19 de abril, na sede da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. A ida foi marcada para 10h. Mesmo com a decisão da juíza da 12ª Vara Federal de Curitiba, Carolina Lebbos, responsável pela custódia de Lula ter decidido não permitir a inspeção e nem ter despachado a autorização da visita pessoal do Nobel da Paz, a decisão de Esquivel foi ir até a sede da PF.
 
Ontem, dia 18, Esquivel participou da homenagem aos 30 anos da Constituição Federal de 1988, na Universidade Federal do Paraná. Quando foi confirmada sua estadia em Curitiba, seus advogados protocolaram dois documentos junto ao judiciário do Brasil no Paraná, para que fosse efetivada a visita ao ex-presidente Lula.

 
O primeiro documento formalizava pedido de Esquivel para visitar Lula no cárcere, no dia estipulado para visitas da família e amigos. O representante do Ministério Público Federal deu parecer no sentido de que a visita deveria ser deferida após consulta a Lula. A consulta foi feita pelo advogado de Lula, Cristiano Zanin, que trouxe a resposta que de que Lula, não só autorizava, como também desejava ver o amigo argenetino hoje, quinta-feira. A imprensa noticiou a resposta de Lula e a juíza ignorou a petição, que ainda não foi apreciada.
 
Esquivel é ex-preso político da ditadura militar argentina, fundador em 1962 do Serpaj – Servicio Paz y Justicia  – que tem status consultivo na UNESCO,  integra o sistema de ONGS da ONU – Organização das Nações Unidas – na categoría Grau 2 desde 1986, e recebeu em 1987 o prêmio “Mensageiros da Paz” e a distinção “Educação para a Paz”. Pérez Esquivel protocolou também uma comunicação de inspeção, com anotação de urgência. Baseada nas Regras Mínimas para Tratamento de Presos da ONU –- que regula questões humanitárias como o isolamento solitário e a redução de alimentação.
 
O MPF – Ministério Público Federal se manifestou contrário a inspeção e a juíza da 12ª Vara Federal, invertendo a ordem dos pedidos a serem apreciados, se manifestou primeiro sobre o pedido de inspeção, negando-o. 
 
Apesar de admitir a relevância das Regras de Mandela evocadas no pedido de Esquivel, considerou que elas  “não tem prevalência absoluta.”
 
No frigir dos ovos, a juíza não reconheceu o direito de inspeção, concedido por normativos internacionais, editados e publicados pelo Brasil em 2016 pelo Conselho Nacional de Justiça, ao Prêmio Nobel da Paz e Presidente da Agência Internacional de Direitos Humanos. E, mais ainda, ao não se manifestar sobre o pedido de visita de Esquivel, na condição de amigo pessoal de Lula, protocolado antes e em caráter de urgência, Carolina Lebbos impede que um homem de 87 anos sabia se poderá ou não se solidarizar com o amigo. A amizade dura já 36 anos.
 
As advogadas de Esquivel encaminharam petição ao STF e cópias do pedido de inspeção através de ofício para o Conselho Federal da OAB, a OAB-PR, a presidenta do CNJ e STF ministra Cármen Lúcia, e MPF dos Direitos do Cidadão.
 

11 comentários

  1. A névoa escura que tomou

    A névoa escura e pestilenta  que tomou conta do Brasil, sob os auspícios de Moro, Carminha, Barroso ,  Fachin e Rede GRoubo,  arreganha os dentes e mostra ao mundo que aqui a esquerdalha é tratada como merece : de relho na mão…

    Sem essa de Regras de Mandela . Estão pensando o que estes Direito Humanos defensores de bandidos..

    Nossa bandeira jamais será vermelha…..

    Ah…e não podemos mais revelar o estado da bárbarie nem dar entrevistas a Imprensa Internacional..

    Próxima etapa : crimes de opinião e  covas clandestinas !

    Com o Supremo , com tudo….

  2. Por falar em Regras de Mandela…

    Ontem eu estava no ponto de ônibus à espera da condução coletiva quando um homem aparentando de 35 a 40 anos começou a falar mal dos ladrões, afirmando que ele mata ladrão em legítima defesa; que ele vot em Bolsonaro pois o Brasil precisa de disciplina; que se Bolsonaro for eleito, ladrão não vai ter direito à vida. Eu ficava lá no ponto de ônibus, tentando ignorar o sujeito. De vez em quando ele se dirigia a mim, querendo que eu concordasse. Como não concordei, ele perguntou seu eu era professor. Eu disse que não. Como ele começou a me provocar, eu perguntei a ele qual a diferença entre um ladrão e um assassino. Nessa hora, ele disse que o Brasil estava na situação atual por causa de pessoas que pensavam como eu. Ora, disse ele, se ele mata um ladrão, ele o faz em legítima defesa.

    Eu peguei e comecei a pensar qual o resultado quando dois criminosos, um ladrão e um assassino, brigam entre si.

  3. Vergonha muita vergonha

    Vergonha muita vergonha Nassif. Ainda não chegamos ao fundo do poço? Estou com muito medo desse fundo de poço. 

    Al Jazzera e Esquivel são do Estado Islâmico!?

  4. Qual destino deveremos dar este judiciário quando retomarmos o

    Brasil ?

    Os juizecos golpistas ficarão impunes depois de tantos crimes mundialmente conhecidos  ?

     

    Acabaram de negar a visita do NOBEL DA PAZ Perez de Esquivel ao preso político Lula !

  5. Quem esse Esquivel pensa que

    Quem esse Esquivel pensa que é? Ele acha que a juíza fica lá sentada, à disposição de qualquer um?

    Ora, a juíza vai ter que sair bem na hora em que Esquivel estiver na porta da cadeia pedindo para ver o amigo Lula. Amanhã ou depois, ela publicará um vídeo-selfie revelando onde estava: ao lado de bombadões num iate, dirá que é ela que manda e pronto. “Quem manda mais, um condenado preso ou eu?”

    Minha vergonha alheia em relação ao Brasil passa longe de ser por causa de gente trabalhadeira que vive, como diz o poeta, “arrancando a vida com a mão”. Envergonho-me é desses “finos”.

    • HÁ TRÊS MINUTOS, ACABARAM DE NEGAR A VISITA DO

      HÁ TRÊS MINUTOS, ACABARAM DE NEGAR A VISITA DO NOBEL DA PAZ PEREZ ESQUIVEL AO PRESO POLÍTICO LULA !!

      O que precisará ser feito com este judiciário vagabundo quando retomarmos o Brasil atualmente sequestrado ?

      Os juizecos golpistas continuarão impunes ?

       

  6. Ultimamente aquela famosa de

    Ultimamente aquela famosa de Nelson Rodrigues tem visitado muito minhas ideias:

    “Os idiotas dominarão tudo; não pela capacidade, mas pela quantidade. Eles são muitos.”

    • Incrível como são muitos,

      Incrível como são muitos, aprecem baratas, nunca acabam.

      Parece que o número de imbecis cresce em progressão geométrica enquanto o de sábios decresce.

      • Eles tem medo daquela

        Eles tem medo daquela organização terrorista, a Al Pargatas. A Al Pargatas, como se sabe, fabrica as Havaianas.

        “La cucaracha, la cucaracha, tome cuidado com a sandália de borracha”

  7. Liberdade, Liberdade…

    Nassif: lembra no tempo da Dita-dura, aquele noticioso que pintava colorido as mazelas nacionais? Os da FIESP adoravam. Assim será a visita do Nobel da Paz a jaula do Operário-Meliante (versão Elite-Judiciário).

    Na verdade ele não fará uma “inspeção”, no mais puro do étimo.

    As paredes serão lavadas, o chão varrido. Até alguma pintura, aqui e ali, com cores amenas. Foi assim com os meninos do Congresso, no recente passeio-inspeção. 

    Só com a “Casa” arrumada poderá o argentino avistar-se com o Sapo Barbudo (versão verde-oliva). Câmeras espiãs por todo canto, para desfazer qualquer notícia diferente do visitante ilustre. Saindo este, tronco no Nordestino (versão FIESP).

    Só esses Kumunistas prá espalharem que não temos democrácia no quintal nacional. Querem tumultuar. Já imaginou se Trump sabe disso?

  8. E o nobel da paz, Esquivel,

    Que não insista; do contrário pode ser preso por espionagem, terrorismo, desacato ou qualquer  gambiarra da justissa de Curitiba. Os magistrados da República do Paraná estão acima da ONU e premio nobel é título de omunista.

  9. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome