Flávio Bolsonaro consegue, no Supremo, suspender investigação contra o ex-motorista Queiroz

 
Jornal GGN – Os advogados de Flávio Bolsonaro conseguiu uma liminar do Supremo Tribunal Federal para suspender a investigação do Ministério Público do Rio de Janeiro contra Fabrício Queiroz. Ex-motorista de Flávio e amigo, há mais de 10 anos, da família Bolsonaro, Queiroz é suspeito por ter movimentado, só em 2016, R$ 1,2 milhão sem ter patrimônio nem rendimentos compatíveis com a conta.
 
Fabrício também recebia parte do salário de outros 9 assessores que trabalhavam no gabinete de Flávio Bolsonaro no Rio. Além disso, o ex-motorista depositou para Michelle Bolsonaro, ao longo de janeiro de 2016 e janeiro de 2017, cheques que somam R$ 24 mil.
 
Segundo o MP-RJ, por decisão de Luiz Fux, a investigação contra Queiroz está suspensa até que o relator do pedido da defesa de Flávio Bolsonaro, ministro Marco Aurélio Melo, se manifeste a respeito do caso.
 
Como o processo de Queiroz tramita em segredo de Justiça, o MP-RJ não quis comentar o mérito da decisão. Não se sabe, também, o que a defesa de Flávio Bolsonaro alegou no Supremo para suspender a ação.
 
Flávio deveria ter ido ao MP do Rio prestar esclarecimentos na semana passada, mas por estratégia de sua defesa, ele não compareceu na data marcada. Nas redes sociais, ele disse que não é investigado e que só irá se manifestar quando seus advogados tiverem acesso aos autos do processo.
 
Queiroz, por sua vez, já faltou 4 vezes em depoimento no MP. As duas últimas foram por motivo de saúde, mas as duas primeiras ausências (só reveladas para a imprensa na entrevista ao SBT) se deram também por estratégia da defesa.
 
Desde então, Queiroz vem sendo criticado por parte da imprensa por fugir do Ministério Público.
 
Sua mulher e filhas, que também eram funcionárias dos Bolsonaro e depositavam parte ou a totalidade do salário na conta do pai, também não compareceram ao MP para prestar esclarecimentos.
 
Já Jair Bolsonaro diz que sabia que Fabrício fazia “rolos” – o ex-motorista disse ao SBT que revendia carros para ter uma terceira renda, mas não associou isso aos R$ 1,2 milhão –  e que os cheques para Michelle eram pagamento de um empréstimo que fizera a Queiroz.

11 comentários

  1. Nasce o primeiro da série

    Internado para uma intervenção invasiva, o laranja do bolso na verdade estava parindo a sua impunidade.

    Dessa  gestação nasce o primeiro de uma série dos corruptos de estimação dos bolsocoxinhas.

  2. Quem não quer sofrer pouco, sofre muito

    Aceita, Flávio Bozo, que vai ser menos doloroso.

     

    Numa entrevista, o Flávio Bolsonaro avisou que não ia ter tolerância com a corrupção:

    “DIA: Prefeitos e governadores fazem uma mesma queixa: a União arrecada muito e repassa pouco aos municípios e aos estados. Isso vai mudar no governo de Jair Bolsonaro?

    Flávio Bolsonaro: A questão da descentralização de recursos foi uma bandeira importante da campanha. Vamos começar um estudo técnico para ver se tem algum impedimento legal ou constitucional para, gradualmente, fazer com que o dinheiro chegue direto às prefeituras e aos estados sem intermediação da União e sem burocracia. O gestor que errar, que usar as verbas de forma indevida, vai pagar pesado por isso. O recado está muito claro.

    E de que forma, na prática, esse recado foi dado?

    O fato de a gente ter um ministro da Justiça como o Sérgio Moro. Estamos dando o recado de que NÃO HAVERÁ NENHUMA TOLERÂNCIA COM A CORRUPÇÃO E LAVAGEM DE DINHEIRO. O Sérgio Moro agora vai deixar de combater a corrupção com uma vara de pesca e vai poder combater com uma rede, pescando bem mais corruptos. Ele vai contar com todos os meios e instrumentos que estiverem ao seu alcance para potencializar esse trabalho que ele fez e que orgulhou tanto o Brasil”.

     

    O $érgio Moro não vai lançar a rede no mar de lama da família Bozo?

  3. #

    Essa é a família do “mito” que ia “acabar com a corrupção”.

    Os caras têm um verdadeiro laranjal dentro dos gabinetes, mas parece que a Injustiça só funciona contra o PT.

    A família Bozo usa de todos os expedientes possíveis e imaginários para fugir da Justiça como o diabo foge da cruz.

    Pelo menos os coxinhas e bolsomaníacos já começam a cair de seus cavalos.

     

    • #

      Esse cidadão a quem o Estado conferiu autoridade vem se desdizendo há tempos.

      Realmente, acho que ele atuaria “melhor” numa boca de fumo do que atua no STF.

       

  4. Lojistas……
    Lojistas…… simplesmente…..

    Benemerência para os sócios, a lei para os inimigos……

    Amanhã é sexta feira, dia de bater o bumbo e rodopiar como pião, pra comemorar a safadeza contra o povo brasileiro……

  5. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome