Processo contra Favreto é recado para quem ousar decidir em favor de Lula

 
 
Jornal GGN – O Painel da Folha desta segunda (16) indicando que, para “magistrados” do Tribunal Regional Federal da 4ª Região, a abertura de processos contra Rogério Favreto é uma maneira de intimidar juízes que ousarem decidir em favor de Lula.
 
No dia 8 de julho, Favreto, em plantão no TRF-4, concedeu um alvará de soltura para o ex-presidente, mas sua ordem não chegou a ser cumprido por conta de manobra de Sergio Moro em conluio com uma ala do TRF-4 e da Polícia Federal.
 
O jornal usou o termo “cabra marcado” para se referir a Favreto quando mencionou a hipótese de retaliação com as ações que foram representadas contra ele no Conselho Nacional de Justiça e no Superior Tribunal de Justiça. “Magistrados dizem que, se a investigação prosperar, será criado um clima de que todo juiz que decide a favor de Lula está sujeito a punição.”
 
A coluna também divulgou que a atitude de Favreto também dividiu o TRF-4. Uma ala acredita que “ele tinha competência para decidir o habeas corpus – embora discorde dos argumentos para a libertação.” Já outra parte endossa a tabelinha entre Moro, Thompson Flores (presidente do TRF-4) e João Gebran Neto (relator). 
 
Para soltar Lula, Favreto entendeu como fato novo as ações que a juíza Carolina Lebbos guardava na gaveta e que diziam respeito a pedidos de sabatina e outras agendas típicas de candidato. Favreto entendeu que a prisão na Lava Jato é ilegal pois indevidamente fundamentada e, diante deste fato maior, aplicou o HC a Lula por considerar que a detenção não poderia restringir seus direitos políticos.
 
 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Sentença ridícula contra Lula revela desleixo do juízo, por Marcelo Auler

7 comentários

  1. Sabe o que eles estão

    Sabe o que eles estão conseguindo com esse alucinação de perseguição judicial ao Lula e entorno? Se desmoralizarem totalmente! Todos, que importavam, ja sabem que Lula é prisioneiro politico e toda vez que praticam um ato injusto e arbitrario, selam a propria situação em torno desse golpe juridico.

  2. Favreto e a exceção que lhe
    Favreto e a exceção que lhe atacou

    Tarso Genro

    “… O último ato violento da “exceção” no Brasil, que atingiu de forma dura a integridade do Sistema de Justiça, envolveu o despacho de “habeas-corpus” do Juiz Rogério Favreto, duramente atacado pela exceção. Naquela oportunidade foi formado um sistema paralelo de poder – interno a este Sistema – de clara excepcionalidade, pelo qual articuladamente com o oligopólio da mídia – um verdadeiro estado paralelo em operação no país – foi desconstruído o exercício normal das funções jurisdicionais de um Juiz, cujo despacho poderia ser reformado dentro dos mecanismos previstos pela Constituição e do devido processo legal. …”

    ttps://www.sul21.com.br/editoria/colunas/

  3. Lula Livre !!!

    Se não querem honrar o cargo que exercem, que honrem as calças que vestem. Dia após dia, vão sendo desacreditados com essa perseguição absurda ao Lula, quando todos no Brasil e no mundo, comentam sobre os verdadeiros culpados que estão livres e, muitos deles dirigindo nosso país. A indignação cada vez mais nos acomete e uma voz que clama por justiça e hombridade vai aumentando e quem sabe, chegue aos ouvidos daqueles que por despreparo ou intuitos ocultos, resolvam seguir a cartilha da Constituição e do Direito! 

  4. O brasil pós golpe é tão

    O brasil pós golpe é tão sério que quem o dirige é um juiz mauricinho e uma juíza patricinha orientada por este mesmo juizinho. Pode?????

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome