STF pode adiar julgamento sobre suspeição de Moro nos processos da Lava Jato, diz Bergamo

"A pressão é grande no sentido de postergar a análise do caso. Mas a decisão só deve ser tomada no dia, e por todos os cinco ministros da 2ª turma", diz colunista

Ministros da 2ª Turma do STF. Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil

Jornal GGN – Está marcada para a próxima terça-feira, 25 de junho, na 2ª turma do Supremo Tribunal Federal, o julgamento do pedido de habeas corpus apresentado pela defesa do ex-presidente Luíz Inácio Lula da Silva. Os advogados pedem a suspeição do ex-juiz, Sérgio Moro, alegando parcialidade quando atuou no julgamento dos processo da força-tarefa da Lava Jato.

O pedido estava parado desde dezembro na 2ª turma no STF – tinha sido apresentado pelos advogados de Lula antes do escândalo das mensagens trocadas entre o ex-juiz Sérgio Moro e os procuradores da força-tarefa, revelado pelo The Intercept Brasil.

A 2ª turma é formada pelos ministros Gilmar Mendes, Ricardo Lewandowski, Celso de Mello, Cármen Lúcia e Edson Fachin. Logo após a exposição do escândalo, Gilmar agendou a matéria para discussão no dia 25 deste mês.

Diante do novo quadro, mostrando a parcialidade da Lava Jato, além de analisar o pedido de habeas corpus de Lula, a sessão da turma pode ser transformada em julgamento da condução da Lava Jato, mas segundo informações da colunista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo, o STF pode adiar esse julgamento.

“A pressão é grande no sentido de postergar a análise do caso. Mas a decisão só deve ser tomada no dia, e por todos os cinco ministros da 2ª turma”, escreveu a colunista nesta quinta-feira (20), sem explicar, no entanto, a origem da “pressão” sobre a corte.

Na semana passada, o jornal Folha de S.Paulo publicou outra matéria apontando que a ala garantista da 2ª turma quer declarar a suspeição de Moro. Caso vença essa análise, todas as decisões tomadas pelo ex-juiz da Lava Jato no caso triplex poderão ser anuladas e Lula deixar a cadeia.

No grupo que irá julgar o pedido da defesa de Lula, Gilmar e Lewandowski são considerados garantistas, ou seja, defensores à letra fria da lei. Celso de Mello e Cármen Lúcia costumam apoiar as “inovações” da Lava Jato. Já Edson Fachin, geralmente, acompanha a maioria na votação. Esse último ministro da turma é o relator do habeas corpus.

Leia também:  Professoras que estudaram 200 edições do Jornal Nacional mostram como cena de avião marcou “silenciamento” de Lula

Diante do novo quadro de escândalos contra a Lava Jato, a tendência é que a turma inteira vote garantindo os direitos constitucionais, portanto, em favor da defesa de Lula e pela suspeição de Moro.

No dia 13 de junho, a defesa do ex-presidente encaminhou ao STF uma atualização ao processo de suspeição de Moro, citando o material revelado pelo The Intercept como provas, já apresentadas anteriormente, da parcialidade do ex-juiz.

Os advogados de Lula pontuam ainda, que a troca de mensagens entre Moro, então responsável por julgar as ações da Lava Jato, e os procuradores da força-tarefa “revelam a conjuntura e minúcias das circunstâncias históricas em que ocorreram os fatos comprovados nestes autos”, “tudo a demonstrar situações incompatíveis com a ‘exigência de exercício isento da função jurisdicional’ e que denotam o completo rompimento da imparcialidade objetiva e subjetiva”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

11 comentários

  1. É isso que está fazendo nossas leis não terem valor nenhum. Se a Lei indica tal ação ela deve ser cumprida ou substituída por outra lei , e não ficar ao bel prazer do julgador . O que faz com que criminosos muitas vezes fiquem soltos e inocentes sejam condenados e presos .

  2. Estava sentados em cima desse hc,, logo aós, as primeiras revelações tomaram a atitude de liberá-lo….

    vejam só, o “remedio heróico”, tão urgente que pode ser feito até em papel de pão, urgencia que não vale para Lula………..não julgam seu hc nem para negá-lo, deixam-no em suspenso, maquiavelicamente, engessando sua defesa.

    Passado o primeiro susto, todos estão esperando o intercept mostrar provas contundentes que afirmam ter, mas que até o momento não apareceram, permitindo ao marreco dizer que dialogos foram adulteradas ou que simplesmente não existiram…..,

    preferem em vez de mostrá-las, e difinitivamente desmascará-lo, bater boca em publico……..onde estão as montanhas de audio e video que anchem a boca para falar que tem em mãos?

    Se depender de stf, da oposição que já pensa em adiar o pedido de cpi (aliás uma oposição que a situação A-D-O-R-A), e as revelações do tal intercept, Lula pode se preparar para ficar mais um bom tempo encarcerado……..,

    Ou mostram logo o material mais explosivo ou abre para todos…….

  3. Oportunidade perdida de desmascarar Sergio Moro. A oposição comeu mosca e não usou as conversas do telegram associadas a fatos, como por exemplo o afastamento da procuradora ou a coincidência do “showzinho” com a matéria da Globo. Mesmo que ele, descaradamente, mentisse dizendo foi uma montagem teríamos uma sequencia impressionante de fatos corroborando os vazamentos. No fundo, o que Moro disse é que, entre ele e a imprensa, é a imprensa quem está mentindo. E as escorregadelas dele, inventando desculpas, foram pouco exploradas. Isso ainda vai ficar muito ruim para o país. A oposição precisa ser competente. A disputa não é quem fala mais alto, mas quem argumenta melhor em defesa das instituições e do país. Está claro nas falas de Moro que ele nem está aí para as instituições e seu narcisismo é escandaloso.

  4. Se adiarem esse julgamento ficara a suspeição de que o Supremo esta sob forte chantagem. A pressão popular não deve impedir que um julgamento seja feito, com base naquilo que esta na lei. Sérgio Moro jamais deveria ter sido o juiz do caso Lula. Alias, esse julgamento precisa ser anulado e justiça feita. Sem justiça não ha paz social.

  5. STF já era…
    depois que patenteou com o mensalão a maneira policialesca de se julgar, perdeu a moral para ser contra a maneira policialesca de se investigar, de juiz colaborar com a acusação e julgar

    se até para casos de escutas abusivas já viu-se obrigado a negar, não esperem mais nada dessa corte decorativa e caríssima

  6. Temos que avaliar que o preso tem 73 anos aguardando uma decisão que é postergada por falta de coragem de uma leitura fria da lei. Para os julgadores mais seis meses sentados encima de um HC é o cumulo da insensatez causando sérios prejuizos e irreparaveis ao prisioneiro.
    Que se cumpra a lei com cerelidade como estava sendo conduzida garantindo a isonomia jurídica.

    #faleibesteira ou #faleiverdade

  7. CPI – DA LAVA TOGA – JÁ – Veja as palavras o parecer e as críticas do Ex – Ministro GILSON DIPP, do SUPERIOR TRIBUNAL JUSTIÇA, através do site: https://www.youtube.com/watch?v=5JN9BDTR_Vc — Veja também o repudio da associação da MAGISTRATURA através do site:
    https://www.migalhas.com.br/Quentes/17,MI304866,11049-Associacao+de+magistrados+repudia+fala+de+Moro+de+que+e+comum+contato —–
    para provar as ilegalidades o abuso de poder e a perseguição, praticada pelo Juiz SERGIO MORO e pelos procuradores da LAVA JATO, pois esses fatos são de competência dos ÓRGÃOS CORRECIONAIS, pois somente o SENADO FEDERAL, através do seu COLEGIADO DE 81 SENADORES, pode apurar e julgar, esses fatos criminosos, de forma digna, nos termos do artigo 52 inciso II, da CONSTITUIÇÃO FEDERAL, e trazer uma RESPOSTA definitiva com celeridade a SOCIEDADE BRASILEIRA, pois o EX-PRESIDENTE LULA, questionou a CONDUTA DO JUIZ NO CONSELHO NACIONAL DE JUSTIÇA, e não houve nenhuma RESPOSTA DOS CORREGEDORES NACIONAIS. Veja também as ilegalidades os abusos de poderes e as perseguições da JUSTIÇA DO ESTADO DE MATO GROSSO e do CNJ, através do processo administrativo sob o n. 0012109-05.2019.8.11.0000, em tramite junto a CORREGEDORIA GERAL DE JUSTIÇA DO TJ-MT, e através do site: https://www.olhardireto.com.br/juridico/noticias/exibir.asp?id=15481&noticia=juiz-consegue-na-justica-bloqueio-de-videos-que-o-acusam-de-venda-de-sentenca — com o tema: juiz consegue na justiça, broqueio de vídeo que acusa de VENDA DE SENTENÇA, pois o Juiz LEOPOLDINO MARQUES DO AMARAL, que foi assassinado pedindo SOCORRO a CPI- DO JUDICIÁRIO DE 1999, na sua CARTA que se encontra no site: http://www.prosaepolitica.com.br/wp-content/uploads/2010/03/CARTA-JUIZ-LEOPOLDINO.pdf
    já mostrava o que era e o que seria da nossa justiça no futuro e já reclamava do desvio de conduta dos membros do TJ-MT, STJ e do SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL E DO MINISTÉRIO PÚBLICO, restando agora pedir SOCORRO, AO SENADO FEDERAL nos termos do artigo 52 inciso II, da Constituição Federal.

  8. Vocês simplesmente não entendem.

    Não dá para o STF declarar a suspeição de Moro e anulação do processo no caso do Lula, por ele ser o verdadeiro chefe da Lava-jato, como fica berrando o Reinaldo Azevedo, sem ANULAR TODA A LAVA-JATO.

    REVERTER TUDO À ESTACA ZERO. Seja delações, prisões, condenações, multas, etc.

    Alguém sinceramente acha que o STF vai ter coragem de fazer isso?

    O STF JAMAIS vai julgar a suspeição do Moro porque teria implicações que deixariam o processo fora de controle e os próprios ministros em situação ruim como o Gilmar Mendes, pego em grampo conversando com um Réu da Lava-Jato, no caso, Aécio Neves.

    Muitos outros podem ser pegos na mesma armadilha.

    Reinaldo Azevedo, “jurista” é muito infantil. Ele quer isso. Nulidade. Pra ele que se dane tudo, o importante é o ego dele.

    Mas o STF vai embarcar num barco pegando fogo?

  9. O filme apenas vai se repetir: sentindo o cheiro da derrota Carminha travará a votação e pedirá encaminhamento para o pleno. Como não são eles que estão presos…

  10. Veja a INICIAL DA REPRESENTAÇÃO CRIMINAL, com 974 folhas, sob o n. 00200.004885/2019-88, que se encontra autuada no SENADO FEDERAL, pode ser acessada através do LINK: https://mega.nz/#!OzRRyA4B!zjrGrJPKiKpmqIZLFgB7i39OTwsaKWBdDukl5KvlHlA – onde foram requerido pedidos para abertura da CPI – DA LAVA TOGA.

    Veja também a INICIAL DA REPRESENTAÇÃO CRIMINAL com 453 folhas, sob n. 00100.087582/2019-11, que encontra autuada no SENADO FEDERAL em apenso ao feito sob o n. 00200.004885/2019-88, pode ser acessada através do LINK: https://mega.nz/#!juxABKzR!Tg5Da5mx-8JSp-AxIERkbaTCufYq20J-ClUKBMnBuHs – onde foram requerido pedidos para abertura da CPI – DA LAVA TOGA.

  11. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome