Ágatha é a 16ª criança baleada no Rio em 2019, diz laboratório de dados

Com uma média de 23 tiroteios/disparos de arma de fogo por dia, 1837 pessoas já foram baleadas no Grande Rio este ano: 955 delas morreram e 882 ficaram feridas

Jornal GGN – O laboratório de dados “Fogo Cruzado” divulgou neste sábado (21) um levantamento com o número de crianças que já foram alvos de balas perdidas no Grande Rio em 2019. A menina Ágatha Félix, 8 anos, que foi alvejada durante uma ação da polícia no Complexo do Alemão na noite de sexta (20), é a 16ª vítima e a 5ª a não resistir aos ferimentos.

Ágatha estava numa kombi com um familiar quando a PM disparou e acertou a menina nas costas. Ela chegou a ser encaminhada ao hospital, mas não resistiu e faleceu na madrugada deste sábado. Familiares e moradores fazem protestos nas ruas contra a violência de Estado patrocinada pelo governador Wilson Witzel.

Em nota oficial, a PM informou que núcleos policiais foram atacados em vários locais ao mesmo tempo e, por isso, decidiram revidar com tiros. Um deles teria acertado Ágatha por acidente, pois os agentes supostamente tentavam acertar uma moto suspeita.

De acordo com a plataforma colaborativa Fogo Cruzado, com uma média de 23 tiroteios/disparos de arma de fogo por dia, 1837 pessoas já foram baleadas no Grande Rio este ano: 955 delas morreram e 882 ficaram feridas.

 

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Na surdina, Bolsonaro assina decreto que cria máquina de vigilância de brasileiros

4 comentários

  1. Haddad declarou que Witzel é “assassino e sobram razões para seu impeachment”. OK, mas quem vai pedir tal impeachment? Minha falecida sogra, o Papai Noel, Napoleão Bonaparte…quem? Afinal, cadê a ou as autoridades competentes para tanto? Esse assassino filho da puta vai continuar solto até quando? Ah,ele tem foro privilegiado…e ninguém explica nada sobre competência para pedir e para julgar. E já são várias crianças assassinadas…isto sim ainda mais vergonhoso perante o mundo todo do que a cara de cafajeste presidencial (que aliás liberou a matança ao liberar armas à vontade e certamente não será punido por isso, mesmo que fazendeiros ou seus jagunços matem para tirar de “suas” terras intrusos a critério deles, neoassassinos de plantão). Mas voltando ao governante assassino do Rio, essa merda precisa ser julgada ou a menos vingada a qualquer custo…de preferência com uma fina navalha na garganta, bem lentamente, para dar tempo ao assassino berrar com a dor da jugular rompida. E o policial assassino como fica? Será que esse assassino tem filhos, será que consegue olhar nos olhos das crianças? Aliás, raça de víboras esses fardados, alegando cumprirem ordens superiores…mas assassinos. Assassinos sim, pois alegam ter atirado em alguém suspeito numa moto. Suspeito precisa ser morto, o seu cafajeste. Cumpram a ordem para atirar na cabeça de seu superior hierárquico, víbora pior ainda.Covardes que, fardados e armados matam impunemente…enfim, chego a ficar feliz quando ouço que um, cafajeste desse foi assassinado….pois aí sim é um assassino a menos, que se prevalece da força para fazer justiça enviezada ideolgicamente por moralismos de sarjeta, por racismo, víboras fardadas que matam enquanto o cafajeste moro tem a cara de pau de dizer que matar sob violenta emoção é compreensível…….vá matar a familia do moro, seus filhos da puta, assassinos. Mas o triste, o lamentável, é que nós não temos poder nenhum para cobrar providência de autoridades covardes….então, só nos resta mesmo torcer para que o cipó de aroeira dê a volta e venha ao lombo de quem mandou dar.

  2. Polícia assassina do governador assassino tem de tudo: atirador de elite, que mira na cabecinha…até atirador da escória que atira em “suspeito” e acerta nas costas de crianças….só resta mesmo torcer para o crime organizado acabar com elite e escória….tudo a mesma merda., que fede tanto quanto o governador de bosta eleito por estrumes populares….

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome