Apagando o incêndio?

Recado de ontem (22/1) entregue pelo Valor foi de insatisfação do sistema financeiro, a quem não interessaria, segundo a dúzia de representantes do sistema ouvidos pelo jornal, a eleição de Dilma ao segundo mandato. Na edição de hoje, página inteira a Luiz Carlos Trabuco Cappi, presidente do Bradesco. Segundo ele, o Brasil crescerá em 2014 mais do que em 2013, embora não de maneira espetacular. Manterá o quase pleno emprego, “um dos maiores bônus” que temos. A inadimplência está no “menor nível dos últimos cinco anos” e se estabilizará em 2014. O sistema financeiro “está confortável” com Dilma. Bancos públicos e privados se acomodam em seus espaços. O que o cidadão quer é efeciência pública e privada.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome