Coronavírus: Como saber quando é a hora de procurar um hospital

A sobrecarga da infecção pelo coronavírus pode gerar uma descompensação das outras doenças de base, e é isso o que torna o quadro clínico de um paciente mais grave

Jornal GGN – Com avanços do coronavírus no Brasil, que já tem contaminação do tipo comunitária em pelo menos dois estados, surgem dúvidas a respeito dos sintomas da doença e do momento de procurar um hospital.

Segundo recomendação de especialistas que têm falando na mídia sobre o caso, são dois os principais cenários em que se deve procurar ajuda clínica:

1 – Se a pessoa viajou ao exterior e já apresenta febre acima de 38 graus e mais 1 sintoma de coronavírus, que pode ser dor muscular pelo corpo, garganta irritada, tosse seca persistente ou com secreção, e falta de ar.

2 – Se a pessoa teve contato com alguém que é suspeito ou caso confirmado de coronavírus, e apresenta pelo menos 1 dos sintomas acima.

Nas demais situações, é preciso ter em mente que a maioria dos casos de coronavírus apresentarão sintomas considerados leves, que devem sumir dentro de 5 a 7 dias e, por isso, os pacientes podem ser tratados em casa.

De acordo com a OMS, esses casos mais leves representam 80% do contágio.

Crianças, adolescentes e adultos mais jovens estão na faixa etária com menos riscos. Já os idosos, especialmente a partir dos 60 anos, precisam redobrar os cuidados, sobretudo se têm doenças prévias, como hipertensão, problemas cardíacos, diabetes, etc.

A sobrecarga da infecção pelo coronavírus pode gerar uma descompensação das outras doenças de base, e é isso o que torna o quadro clínico de um paciente idoso mais grave.

Leia também:  Eduardo Bolsonaro e alvos do STF foram os que mais espalharam fake news contra eleições

Com informações do G1

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome