Coronavírus: Itajaí tem maior índice de mortalidade de SC

Cidade foi notícia ao distribuir ivermectina com a promessa de prevenir contaminação, em detrimento de políticas cientificamente comprovadas

Itajaí, em Santa Catarina, tem maior índice de mortalidade por covid-19 do Estado. Foto: Wikipedia

Jornal GGN – A cidade de Itajaí liderou o ranking de letalidade entre os maiores municípios de Santa Catarina, com mais de 100 mil habitantes.

Segundo dados reunidos pelo jornalista Cristian Weiss e publicados por Dagmara Spautz, do portal NSC Total, Itajaí apresentou um índice de letalidade de 1,76%, com 257 óbitos contabilizados até 30 de dezembro.

O percentual é bem superior à média estadual, que chega a 1,09%. Os dados foram apurados a partir de informações fornecidas pela Secretaria de Estado da Saúde e monitoradas pelo Painel do Coronavírus.

O percentual mais próximo de Itajaí foi o de Lages, com 1,65%, seguido de Tubarão, com 1,46%. Foram comparados os dados de Florianópolis, Joinville, Blumenau, São José, Chapecó, Criciúma, Jaraguá do Sul, Palhoça, Lages, Balneário Camboriú, Brusque e Tubarão, além de Itajaí.

Infelizmente, o caso de Itajaí não pode ser considerado uma surpresa. A cidade optou pela adoção de tratamentos ‘profiláticos’, como a distribuição de mais de 2,2 milhões de comprimidos do vermífugo ivermectina, além do estímulo a outras medidas que não possuem evidências científicas, como ozonioterapia e tratamento com cânfora, o que levou ao afrouxamento em relação a medidas comprovadas, como o uso de máscaras e distanciamento social.

 

 

Leia Também
Brasil envia aeronave protagonista na logística contra a Covid-19 para treino nos EUA
Governo Bolsonaro aumenta imposto de importação de oxigênio
Frente Brasil Popular convoca panelaço contra governo genocida de Bolsonaro
Promotor afirma que as pessoas estão ‘sufocando’ em Manaus
Caos em Manaus: Autoridades amazonenses pedem transferência de 60 bebês prematuros

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora

1 comentário

  1. Itajaí implantou o tratamento precoce em meados de julho, mês onde houve 61 mortes.

    Para ser justo e verdadeiro deve-se comparar de agosto em diante. A mortalidade e da pra constatar uma notável redução.

    Julho 62 mortes (início em meados)
    Agosto 51 (contabilização de mortes na penitenciária estadual)
    Setembro 13
    Outubro 9

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome