7 comentários

  1. Acesso está bem mais rápido

    Depois da manutenção do sistema, parece que o acesso ficou bem mais rápido.

    Clicando em Posts recentes não estou conseguindo acessar a lista de posts do dia ou da semana.

    Se possível verificar este problema.

    No restante, não percebi nenhuma alteração.

    Estou utilizando Ubuntu-15.04 e Firefox 40.0.3

  2. Jair Bolsonaro

    O PP partido de Jair Bolsonaro, tem que mudar de Progressista para “Machista e Homo fóbico”

     

     

    Diante de tantos disparates que temos assistido e ouvido no Brasil e no mundo como violências do tipo a trágica notícia da jornalista Húngara chutando refugiado com criança ao colo, citando também os rapazes de academia de Copacabana no Rio substituindo a policia de modo a se organizar para rechaçar arrastões, na praia.

     

    A policia do Rio tem que buscar nos arquivos como ela própria acabou com essa arruaça nas praias, a não ser que a intenção não seja acabar e sim alimentar a bagunça.

     

    Diante de todos esses absurdos me deparei com uma reportagem do deputado Jair Bolsonaro do PP/RJ em entrevista ao Jornal Opção na quinta-feira (17), que declarou sobre a presidenta Dilma: “Espero que o mandato dela acabe hoje, infartada ou com câncer, ou de qualquer maneira”, ressaltou. “O Brasil não pode continuar sofrendo com uma ‘incompetenta’”, ironizou.

     

    Fiquei imaginando qual o fundo sociopolítico dessa mensagem. O Deputado Bolsonaro na mesma entrevista foi questionado sobre a condenação sofrida por ele em pagar R$ 10 mil à também deputada Maria do Rosário (PT-RS), Bolsonaro afirmou que recorrerá da sentença. A punição foi dada após ele dizer, no plenário da Câmara, que não estupraria a petista “porque ela não merece”.

     

    Bolsonaro não respeita as mulheres como também os homossexuais tanto que a justiça do Rio de Janeiro condenou o deputado a pagar uma indenização de R$ 150 mil por declarações contra os homossexuais feitas  no programa CQC, da TV Bandeirantes, exibido em março de 2011.

     

    Não acredito que o partido de Bolsonaro o Partido Progressista apóie esse comportamento que de progressista não tem nada, pois seria o caso de cassar o partido por não respeitar a lei e a Constituição Federal. E o Congresso Nacional não vai se manifestar sobre esse comportamento absurdo de um de seus parlamentares?

     

    Não seria o comportamento de Bolsonaro reflexo de alguma doença? E quem sabe a Comissão de Direitos Humanos da Câmara que ele tanto repudia afastá-lo para tratamento? O que não pode é um deputado federal insultar a tudo e a todos e ficar por isso mesmo!    

        
    Rio de Janeiro, 23 de setembro de 2015 

    Autor: Emanuel Cancella,  OAB/RJ 75 300              

    http://emanuelcancella.blogspot.com.

     

     

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome