Toffoli não tem “procuração” do STF para pacto com Bolsonaro, diz Marco Aurélio

Fala de ministro do STF sugere que presença de Toffoli em reunião com os chefes dos demais Poderes foi inadequada

Jornal GGN – O ministro Marco Aurélio Mello disse à imprensa que o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, não tem “procuração” para fazer um pacto com o governo Bolsonaro em nome da Corte. Segundo Marco Aurélio, Toffoli é um representante administrativo do STF, que é formado por outros ministros.

A fala de Marco Aurélio ocorre após Toffoli comparecer a um reunião com Bolsonaro, Rodrigo Maia (presidente da Câmara) e Davi Alcolumbre (Senado). Analistas consideraram a presença do presidente do STF inadequada, porque a Corte tem o papel de analisar contestações a leis e outros projetos de interesse do governo.

“Esse problema de comparecer, de manter uma interlocução, isso aí cada qual define quando está na presidência (do STF). É o estilo do ministro Toffoli. Temos, de início, que respeitar, nós do colegiado. Mas ele não compromete de forma alguma o Judiciário, mesmo porque ele não tem procuração para isso”, afirmou Marco Aurélio.

Para o ministro, “o pacto é viável na área administrativa, mas na área jurisdicional não existe, porque o Supremo é um colegiado.”

Marco Aurélio, que já presidiu o STF no início dos anos 2000, afirmou ainda que “não passaria pela minha cabeça preconizar um pacto e muito menos ir ao encontro dos demais chefes de Poder, onde fosse, para debater esse pacto.”

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  TV GGN: O desmonte ideológico do país e o segundo tempo, por Luis Nassif

9 comentários

  1. Marco Aurélio está sendo extremamente intolerante com Toffoli.
    Enquanto em 2000 Toffoli ainda estava nas fraldas, Marco Aurélio já presidia o Supremo.
    Como esperar que o molequinho consiga um mínimo de desempenho em tão pouco tempo?
    O correto mesmo seria a alteração dos critérios para se guindar alguém à presidência de órgão tão importante.
    Antiguidade, experiência e inteligência não seria dispensável.

  2. um dono de ´poder que pactua sem a permissão do todo….
    é por isso que não há governo…
    os caraas se acham, mas não representam a ninguém
    a nbão ser a eles mesmos e a seus interesses mesquinhos

    e minusculos…

  3. Que diabo de pacto seria esse?… PqP! Onde já se viu tamanho “jabuti” capaz de levar um ex-presidente (ora assessorando, o general que preside de fato o STF), a sair correndo esbaforido ao encontro de um chefe de milícia! Pactuar?…
    Oxente? …Seria um “acordão(?)” pra arrumar um aquartelamento mais seguro para acoitar o Queiroz?

    Orlando

  4. O quanto me orgulha o Marco Aurélio é proporcional o tanto que me envergonha o tal do tóffis. Como pode um presidente da suprema corte do país se rebaixar tanto? COVARDE!!!!

  5. Esse supremo e uma vergonha tem que. Feichar esse Marco Aurelio e outro comunista de merda .so servem pra roubar nosso dinheiro queria ver se tiveser concurso se algum desses bando de pilantras estariam ai .

  6. O Ministro Marco Aurélio é um dos poucos na Suprema Corte que ainda preserva as atribuições, prerrogativas e independência do Judiciário.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome