Centrão mira em cidades menores para seguir com força no Congresso

Desempenho tem sido melhor nas cidades com média de 15,5 mil habitantes; bloco obteve votos em 95% dos municípios desde 2010

Plenário do Senado Federal – Foto: Waldemir Barreto/Agência Senado

O bloco político conhecido como Centrão conta com a votação das pequenas cidades do país para manter seu poder de influência no Congresso Nacional nas próximas eleições.

Os dados divulgados pelo jornal O Estado de S.Paulo mostram que o grupo partidário possui votos em quase todos os municípios brasileiros, sendo que 1.294 cidades elegem políticos que estão dentro do grupo graças à distribuição de verbas para prefeitos aliados, entre outras estratégias.

Os deputados federais do Centrão foram votados em 95% de todas as cidades brasileiras, o que representa 5.298 municípios, desde o ano de 2010.

A força do bloco também aumentou com o tempo: o grupo de partidos obteve 22,1% dos votos para deputado em todo o país desde 2010, e esse montante chegou a 24% na disputa eleitoral de 2018.

Atualmente, o grupo é responsável pelo controle da Câmara dos Deputados, comandada por Arthur Lira (Progressistas), além da própria presidência da República, uma vez que Jair Bolsonaro recentemente filiou-se ao PL.

Até mesmo o Orçamento federal sofre influência do Centrão, já que o ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira (presidente licenciado do Progressistas) pode dar o aval a remanejamentos de verbas.

Mesmo com todo esse apoio ao atual governo, os pré-candidatos à Presidência da República consideraram composições partidárias com Progressistas, PL e Republicanos, além de outros partidos, como Patriota, Avante, PSC e PROS.

Leia Também

Integrantes do Centrão já defendem apoio a Lula, diz jornal

Eleições: panorama visto da ponte, por Luis Felipe Miguel

BB trava empréstimos para estados de opositores a Bolsonaro

1 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Edivaldo Dias de Oliveira

- 2022-01-30 19:40:41

São nessas cidades de até 15 mil habitantes que os progressistas devem desenvolver uma campanha especial para mostrar o mal negócio de eleger essa gente. Não é dificíl

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador