O mercado de “los hermanos”

O desdém com que parte da imprensa tem tratado os vizinhos sul-americanos é típico de quem nunca entrou em uma grande empresa. É o mesmo desdém com que se tratou a questão da Bolsa Escola e o público consumidor do nordeste. Hoje em dia, esse consumo de baixa renda já responde por 30% do faturamento de grandes multinacionais, como a Nestlé. Imagine quando se conseguir integrar outros mercados latino-americanos.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora