Política e estatística

Não é de hoje que as estatísticas são utilizadas como arma política. Na década de 60, as Contas Nacionais argentinas subestimaram sistematicamente o crescimento real da economia. Os técnicos da Cepal (Comissão Econômica para a América Latina) descobriram o erro tarde demais. A derrota de Arturo Frondizi e o golpe de estado de Ongania, em 1966, foram resultado dessa suposta estagnação da economia.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora