newsletter

Assinar

Modelo sueco é bom desde que fique bem longe do Brasil

O GLOBO REPÓRTER E O BOM SUJEITO - O bom sujeito assiste o Globo Repórter sobre a Suécia e deita falação sobre o Brasil.

Sabe o sujeito que a Suécia é um dos países menos desiguais do mundo? Sabe que a diferença salarial entre um médico, um professor, um gari ou um engenheiro é mínima?

Sabe que lá os impostos sobre a renda, a herança e sobre o patrimônio são altíssimos? Sabe que lá a carga tributária é de 50 por cento do PIB enquanto aqui é de 35 por cento do PIB?

O sujeito (ou os sujeitos) ama a Suécia, a Noruega, a Finlândia e a Dinamarca, idolatra o modo de vida da Escandinávia mas, quando o papo é sobre o Brasil, aí tudo muda de figura.

Experimentem sugerir aos amantes da Suécia que se implante no Brasil um sistema tributário direto e progressivo sobre a renda, a herança e o patrimônio...

Experimentem sugerir aos amantes dos descendentes dos vikings que se aumente a carga tributária no Brasil para garantir a gratuidade da educação pública, da pré-escola até a graduação, como é na Suécia...

Experimentem dizer que a brutal desigualdade social ainda existente no Brasil deveria ser eliminada e em seu lugar deveríamos perseguir a quase igualdade social da Noruega...

Experimentem dizer para eles que os salários do gari e do doutor deveriam ter diferenças pequenas entre si...

Experimentem, experimentem!

A verdade é que estas pessoas, quando falam sobre o Brasil, são as primeiras a reclamar da 'alta carga tributária', da infernal legislação trabalhista, da pouca vergonha que foi incluir as domésticas na legislação trabalhista porque isto aumenta o 'custo Brasil', etc.

O que dizer do encantamento do sujeito quando viu que lá na Suécia a licença maternidade e paternidade é de 01 ano e 04 meses? O sujeito ficou maravilhado!

Agora, se alguém defender isto aqui na terra das palmeiras, o mesmo sujeito enlouquece dizendo que isto vai quebrar o país!

Defendem eles, na verdade, que o Brasil permaneça eternamente atrasado e desigual. Defendem a civilização desde que essa civilização aconteça lá fora, de preferência na Europa.

Se alguém propõe políticas públicas de aumento do salário mínimo, de combate às desigualdades sociais e regionais ou de aumento na tributação dos ricos, lá vai o nosso bom sujeito vociferar nas avenidas e nas redes sociais contra um tal de ''comuno-bolivarianismo'' que se quer instalar em Pindorama.

É que tudo isso na Suécia é muito chique e elegante, mas no Brasil, ao contrário, é 'comunismo'!

Arrematando, se dependêssemos dos bons sujeitos do Brasil, jamais chegaríamos a ser uma Suécia. 

Média: 4.4 (194 votos)

Recomendamos para você

212 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Rodrigo Costa
Rodrigo Costa

IRBES - índice de retorno de bem-estar à sociedade

Vejam, pelo 5º ano seguido Brasil arrecada muito, mas não dá retorno...

http://exame2.com.br/mobile/brasil/noticias/brasil-fica-na-lanterna-em-r...

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Rodrigo Costa
Rodrigo Costa

Igualdade de lá seria sim comuns-bolivarianismo aqui

Dá uma olhada aqui pra ver o que a Suécia faz está muito longe de ser neo-populismo. Não façam comparações partidárias defendendo os burros petistas que enterraram o país na dívida pública e na "vibe" da esquerda-caviar. 

A Suecia, como Australia e Canadá, tem cargas tributárias altas, mas ao contrário daqui, tem-se retorno (IRBES - índice de retorno de bem-estar à sociedade). 

A Suecia tem, devido ao uso justo dos impostos e à cultura igualitária (não confundam com socialismo sul-americano de nossos vizinhos atrasados, falidos e subdesenvolvidos como Venezuela), excelentes índices, entre outros, de saneamento e água, acesso à escola básica (de qualidade), liberdade individual (liberdade de expressão, liberdade de escolha...), direitos políticos assegurados, segurança pessoal, baixíssimo índice de corrupção, etc. 

http://www.socialprogressimperative.org/pt/data/spi/countries/SWE

Seu voto: Nenhum
imagem de Luiz Prado
Luiz Prado

Suécia

A Suècia tem altas cargas tributárias, uma gestão púbicla de excelente qualidade, transparência total no uso do dinheiro público e serviços impecáveis aos cidadãos.  Então, a comparação é púra tolice.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de André Godinho
André Godinho

Lembrando ainda que os países

Lembrando ainda que os países nórdicos tem centenas de Estatais...até farmácia estatal tem na Suécia...

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Pedro Mendonça
Pedro Mendonça

Modelo Sueco

A Suécia/ Finlandia/ Dinamarca não é só alto imposto, inclusive a carga tributária caiu nos ultimos anos, já está perto de 40%, a Suécia é união social, apoio ao empreendedorismo, tecnologia nacional e pequenas empresas, investimentos em cultura, técnicas modernas de educação (inclusive métodos do pedagogo brasileiro Paulo Freire que quase não se usa aqui), é a boa fiscalização dos recursos e a não ocorrencia de mordomias. A Suécia é o maior desenvolvedor de tecnologia per capta (nr. de patentes), é rica devido poupar contra mordomias p/ investir em inovação de alto valor agregado.

...

EMPRESAS NACIONAIS INOVADORAS PODEM TIRAR BRASIL da CRISE ... os pequenos geram mais da metade dos empregos no Brasil, geram mais inovação, fazem menos transferências ao exterior (i/legais) e criam menos corrupção. A reaceleração econômica pode acontecer rápido se o governo anunciar projetos baratos, como Consultoria do Sebrae grátis p/ Novos Empreendedores, Fundo de Aval p/ Crédito a Empresas que gerem Empregos, etc. O momento pede DINAMISMO (ação) imediato para gerar aumento de Valor Agregado (por ex.: 15.000 empresas de Tecnologia Nacional tem bons produtos, mas baixo capital de giro e podem ser estimuladas com inadimplencia menor e retorno maior que os setores tradicionais). O Brasil tem Inteligência e não precisa da chantagem dos Gigantes (elefantes brancos), o Brasil precisa apoiar o Empreendedorismo em Colaboração de Baixo Risco, distribuir mais a Sustentabilidade entre muito mais empresas (menores do que as empresas da Lava Jato, Zelotes e outras máfias desconstrutivas) ... Mais Ação, Menos Depressão ... EXIJA do SEU DEPUTADO

Seu voto: Nenhum

Modelo sueco

O Pai do "modelo sueco"

https://bloglavrapalavra.wordpress.com/2015/09/23/olof-palme-e-a-trajeto...

Seu voto: Nenhum
imagem de Nivia
Nivia

Suécia..

Então né... assite ai!

https://www.youtube.com/watch?v=S6psuUt8caM

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Observador Pragmata
Observador Pragmata

''Escandinávia e o Bem Estar Social''

O problema não é pagar impostos, o problema é pagar impostos, e quase nada que é publico ou privado NÃO funcionar como deveria...

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Smith
Smith

Suécia

Eu quero este modelo implantado no Brasil!
Mesmo pagando 60%de imposto...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de nancy silva
nancy silva

simples e direto.

simples e direto.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de LA
LA

suécia

Somente o alto Clero pode ter benesses no Brasil? Esse papao de trabalho que brasileiro reclama entre outras reetiçoes é lgar comum. O que se pretende aquí é preservar uma elite bilionária, parasitária que aposta na divisão e controles sociais para continuar explorando quem trabalha...,e não tem direito sequer a uma renda decente. Não é preciso prolongar com palavras.....  

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de ALEXANDRE SIULFE
ALEXANDRE SIULFE

Eu pagaria mais para ter um país justo...

E PAGARIA COM GOSTO PARA TER UM SERVIÇO PÚBLICO DE QUALIDADE: SEGURANÇA, SAÚDE, EDUCAÇÃO E PRINCIPALMENTE RESPEITO POR PARTE DE QUEM NOS GOVERNA. EU RECLAMO DA CARGA TRIBUTÁRIA PELO FATO DE NÃO VER RETORNO EM  INVESTIMENTOS AO POVO QUE PAGA MUITO PARA VIVER DO JEITO QUE VIVEMOS. NÃO SOU A FAVOR DE COPIARMOS MODELOS INTERNACIONAIS, GOSTARIA DE VER AQUELES QUE PAGAMOS, OS POLÍTICOS, DESENVOLVENDO OS NOSSOS MODELOS DE UM PAÍS PRÓSPERO QUE SOMOS.

MODELOS BASEADOS NA NOSSA ESTRUTURA NATURAL, NO CLIMA, NA FARTURA QUE A NATUREZA NOS PROPORCIONOU, NO POVO RECEPTIVO QUE O MUNDO VIU NA COPA, NO POTENCIAL TURÍSTICO, ETC.

UM AMIGO FOI PARA A BOLÍVIA E VIU UM PAÍS LUTANDO PARA SE DESENVOLVER, EQUADOR IDEM, CHILE, PERU, URUGUAI; TODOS SE VIRANDO E PONDO AS ENGRENAGENS PARA GIRAR.

É DIFÍCIL? SIM! MAS TEM DE SER FEITO.

AGORA TEM PESSOAS QUE SE BENEFICIAM DA MISÉRIA, DO FRACASSO DE UM GIGANTE QUE DORME EM BERÇO EXPLÊNDIDO.

O POVO TEM CULPA DE NÃO COBRAR O QUE PAGA, MAS QUEM É PAGO DEVE TRABALHAR SEM SER COBRADO. 

EU CUMPRO COMPROMISSOS MESMO QUE SEJA POR REMUNERAÇÃO BAIXA. 

E NÃO ME IMPORTO SE É DIREITA OU ESQUERDA QUE GOVERNE, APENAS TRABALHEM! 

POLITICO É FUNCIONÁRIO PÚBLICO SEM EXCESSÃO DO VEREADOR AO PRESIDENTE.

A POULAÇÃO É A AUTORIDADE.

E O POVO DEVERIA ENXERGAR A COISA ASSIM.

Seu voto: Nenhum
imagem de Angelo A Cardoso
Angelo A Cardoso

Vamos acreditar em nosso país!

O problema do povo brasileiro, é criticar aquilo que conhece e elogiar o que não conhece. Um dos maiores defeitos nosso, é falar mal do próprio país. Aliás, falar mal pelas redes sociais. Levantar as nádegas da cadeira e cobrar melhorias, é para poucos! Eu acredito muito nesse país e creio que, a gente é que precisa trabalhar para melhorar e não ficar só criticando e continuar votando em Maluf, Barbalho, Sarney e tantos outros que lá estão e só sugam o sangue do povo brasileiro.

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de irineu xavier
irineu xavier

Só faltou falar dos 25 anos

Só faltou falar dos 25 anos de paralisia tucana em SP.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de eduardo jorge
eduardo jorge

Brasil x Suécia

Vamos começar como Cidadãos à práticas Éticas:tirar o¨gato¨ da energia da nossa casa e nossa Empresa,deixar de comprar ¨recibos falsos¨ pro I.R,¨não usar a Iternet¨roubada do vizinho,não dar ¨gorjeta¨ ao guarda de Trânsito pra não ser multado........e por aí vai.....

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Angelo A Cardoso
Angelo A Cardoso

Perfeita colocação!

Perfeita colocação! Acrescento ainda. Furar fila de banco, restaurantes, estacionar em lugares reservados para idosos e deficientes, obter sinal de tv a cabo com aparelho do Paraguai, não jogar lixo na rua e assim por diante! Reclamar é muito fácil. Difícil é dar bons exemplos. Nas redes sociais, todos são perfeitos e honestos, mas na vida social...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Angelo A Cardoso
Angelo A Cardoso

Perfeita colocação!

Perfeita colocação! Acrescento ainda. Furar fila de banco, restaurantes, estacionar em lugares reservados para idosos e deficientes, obter sinal de tv a cabo com aparelho do Paraguai, não jogar lixo na rua e assim por diante! Reclamar é muito fácil. Difícil é dar bons exemplos. Nas redes sociais, todos são perfeitos e honestos, mas na vida social...

Seu voto: Nenhum
imagem de Paulo Mahrs
Paulo Mahrs

Matemática Básica.

Deixem de ser besta!! Com salário médio 6000 mil Reais por mês abaixo do médio na Suécia, vão dizer que é só o dinheiro da corrupção e impostos que faz falta em nosso bolso? O retorno de nossas horas trabalhadas ninguém cria índice para comparar com países de impostos maiores e preços em média menores? Não adianta fantasias de mídias e picuinha política para pessoas simples; só existe bom nível de vida, educação, saúde e infraestrutura paga pelo contribuinte em tributos ou mensalidades privadas, onde a maioria dos trabalhadores tem poder de compra suficiente para pagar maior valor em impostos do que a maior parte dos trabalhadores esforçados e sérios no Brasil ganha de salário; é uma questão de matemática básica. O problema é que quando o trabalhador fala em ser capitalista de verdade e ganhar de acordo com sua capacidade e esforço, ou ao menos igual analfabetos ou especiais com déficit de inteligência em países com carga tributária maior e custos trabalhistas em valor de dinheiro mais elevados apesar de preços ao consumidor em média menores, rotulam isto de querer implantar comunismo, socialismo e mais recentemente bolivarismo para desvincular de mentiras antigas já desmascaradas.

Seu voto: Nenhum
imagem de Paulo Araki
Paulo Araki

  Matemática básica... 6000

 

Matemática básica... 6000 mil reais por mes... equivale a 6 milhões de reais por mes... realmente está no básico. Calma... perguntinha... sem emprego é trabalhador?

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de tiagobarufi
tiagobarufi

A síncope que tiozinhos como

A síncope que tiozinhos como você sofreriam se vissem o que é o programa de renda mínima deles seria bem engraçada de se ver.

Tiozinho recalcado empilha palavras compridas, fingindo furiosamente a todo custo ser um merecedor de seus privilégios.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Verdade Já.
Verdade Já.

Manda o PT pra Suécia!

Comparou Uva Européia com Genipapo! Agora a Suécia se tornou exemplo de Estado Bolivariano...meu Deus, é o fim do mundo!!!

Seu voto: Nenhum (9 votos)
imagem de mateustaufer
mateustaufer

Mais um!...

Mais um autor protetor do "coitadismo". Utilizando hipérboles contra opositores ao modelo de governar atual. Poucos são os que concientemente pensam no ótimo modelo "econômico liberal" Suéco e são contra impostos elevados. Arriscaria dizer que a grande maioria seria a favor de pagar um imposto de 60% do total de seu capital bruto anual e, em troca, tivesse um dos melhores modelo de ensino educacional "grátis", transporte de excelente qualidade "grátis", segurança, em fim, tudo que de melhor, "grátis".

A reclamação não é do imposto, nem do tempo que a mamãe grávida fica em casa, é não ter retorno de nada que você paga.

Seu voto: Nenhum (15 votos)
imagem de JorgeVic
JorgeVic

É isso ai... parece que todo

É isso ai... parece que todo mundo ficou bobo... A reclamação do brasileiro é de não receber nada como retorno do que se paga, e não do que se paga...

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Aparecida Maria Lopes Marcatto
Aparecida Maria Lopes Marcatto

Modelo sueco é bom

Eu sou o bom sujeito e admito toas as mudanças necessárias para o Brasil virar uma Suécia, desde que o dinheiro não seja roubado, desviado, para pagar propinas e outras cositas mas, principalmente pela zelite vermelha, a esquerda caviar. Fora corruPTos!

Seu voto: Nenhum (17 votos)
imagem de tiagobarufi
tiagobarufi

Ai, se for pra construir

Ai, se for pra construir aeroportos para a elite cheirosa, tudo bem... 
Espero sinceramente que o comunismo petralha dê educação de verdade e compulsória para coxinhas indignados como você.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Ulisses Marins
Ulisses Marins

Sofisma.

Apenas um comentário: a Suécia não assumiu o comunismo como capa para instituir o seu invejável estado de bem-estar. Os países que o fizeram, como Cuba e Venezuela na atualidade, estão em condição social diametralmente oposta à da Suécia. Pior que antes da "revolução".

Seu voto: Nenhum (11 votos)
imagem de Tiago Lattari
Tiago Lattari

Na verdade os partidos social

Na verdade os partidos social democratas tem origem nos comunistas europeus. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Verdade Já.
Verdade Já.

Assim como dizem que os

Assim como dizem que os homens vieram do macaco, mas tem macaco que continua macaco até hoje.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de tiagobarufi
tiagobarufi

"o homem veio do macaco" é

"o homem veio do macaco" é uma afirmação que entrega seu autor como semi-analfabeto, e torna ridícula qualquer argumentação posterior vinda do mesmo.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Matheus Araujo
Matheus Araujo

Quem diz que viemos do macaco

Quem diz que viemos do macaco não sabe o que está falando. Todos os primatas, incluindo nós humanos, temos um ancestral em comum e nenhuma das especie existente hoje é descendente uma da outra.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de BlaBlaBla
BlaBlaBla

O problema do Brasil

O problema do Brasil é o brasileiro...! Povo sem origem, aqui temos um tipo de sul americano, que não é negro, não é índio, não é europeu, diria que a maioria em todas em esferas sociais,  que não tem cultura, costumes... e nem uma educação formal adequada, senso crítico, de fato não da para comparar com esses países.

Seu voto: Nenhum (12 votos)
imagem de tiagobarufi
tiagobarufi

Faça o favor de se matar

Faça o favor de se matar imediatamente.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Carlos Agrippa
Carlos Agrippa

Qual é o problema???

Duro é quando temos uma parte da população sem uma "educação formal adequada" e outra parte, que supostamente teria essa educação, embarcando em delírios deterministas, racistas e preconceituosos de diversas formas.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Ralf Rickli
Ralf Rickli

Meu Deus... Para comentar é

Meu Deus... Para comentar é preciso ter entendido PELO MENOS UM POUQUINHO o que o autor quis dizer!!!  Este comentário coloca seu/sua autor(a) PRECISAMENTE na "linha de tiro" do autor do texto - ou seja: a pessoa mostra ser exatamente o tipo de "bom sujeito" que o autor estava denunciando - será que a pessoa não percebe?... Affff!

 

Seu voto: Nenhum (8 votos)
imagem de Aparecida Maria Lopes Marcatto
Aparecida Maria Lopes Marcatto

Resposta para Ralf Rikli

Realmente concordo com você sobre entendimentos. Agora que eu sou obrigada a concordar com o autor, disso, eu juro, não sabia. Pensava eu que ainda vivíamos numa democracia e que posso pensar, falar, escrever de forma diferente, certo sr. Ralf Rickli? Ah! Acho que entendi, você é estrangeiro? Não sabe o que anda acontecendo no Brasil... Ou isso é um pseudônimo?

Perguntando de novo (com voz de Pelé, se é que você me entende...) : Entendeu?

 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Aparecida Maria Lopes Marcatto
Aparecida Maria Lopes Marcatto

Resposta para Ralf Ricki

Já ouviu falar de deboche, ironia, coisas do gênero? Aposto que o autor, sim.

Até porque o obvio é muito sem graça, bom é pensar, cutucar, provocar, entende?

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de R B
R B

Gostei da forma que vc impoe

Gostei da forma que vc impoe um padrao simples pelo o IR mas esquecendo da media salarial de la.Gostei da forma que vc impoe o IR sueco como mais alto, simplesmente ignorando o imposto que nos brasileiros pagamos sobre o preco do produto. Gostei da forma em que vc simplesmente ignora a distribuição do imposto recolhido. Gostei tambem da forma como voce compara um pais onde a maioria tem condicoes de vida que seriam consideradas "da elite" "coxinha" aqui no Brasil. Gostei tambem da forma que vc simplemente ignorou o indice de desemprego, fome, miseria e a PEA da Suecia em relação ao Brasil.

Sinceramente? Uma pessoa que ignora tantos dados e faz uma comparação tao incompetente e ignorante nao deve entender que o que acontece no Brasil é sim, uma exploração.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Dmc
Dmc

Concordo

Ótimo artigo, concordo em grande parte com q vc falou! Tenho a mesma impressão,  bonito é tudo isso lá fora. Trocar o carro pela bicicleta. Separar o lixo. Menos desigualdade salarial e social. Na hora de fazer concessões e ver os fatos além do prórpio umbigo pensando no coletivo as pessoas não querem. Os brasileiros tem q abrir mais a cabeça, mas pra isso é preciso melhorar a educação...

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Arthur Albano
Arthur Albano

Impostos sobre PIB

Imposto sobre PIB no Brasil, sem restituições: 26,0 % (Suécia 31,9 %)

Imposto sobre PIB no Brasil, com restituições: 15,4% (Suécia 21,5%)

Dados de 2012. Fonte: Banco Mundial.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Claudia Magalhaes
Claudia Magalhaes

Petroleo na Suecia???

Petroleo na Suecia?

É meu caro, você deve estar se confundindo com a Noruega ... É bom pesquisar antes de entrar numa batalha ..

Apenas na Noruega há E&P de Petróleo.

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Sérgio Rodrigues
Sérgio Rodrigues

Atrasol

O estágio em que se encontra o Brasil, no campo político e ideológico, é tanto, que, se o PT fosse para a Suécia o seu ideário lá seria de direita!...

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Sandroale
Sandroale

A Suecia ficou com uma otima

A Suecia ficou com uma otima qualidade de vida depois que fez fronteira com a Uniao Sovietica .Ou os capitalistas cediam os aneis ou perderiam tudo .

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de Paulo Roberto Cps
Paulo Roberto Cps

Análise distorcida

Quando alguém quer defender seu ponto de vista utiliza os dados conforme sua lente.
Esse artigo é completamente distorcido para justificar o injustificável modelo brasileiro.
Lamentável !

Seu voto: Nenhum (19 votos)
imagem de Nadya Aidar
Nadya Aidar

Modelo sueco x Modelo Brasil

Um artigo bem fraco. Há muitas diferenças e outras comparações deveriam ser feitas. Por exemplo, lá na Suécia políticos e juízes ~vivem como cidadãos comuns,  lá não há mordomias dessas figuras sustentadas como aqui com nossos impostos.

Seu voto: Nenhum (22 votos)
imagem de Ivanvan
Ivanvan

O mito sueco

 

“O melhor lugar para achar uma mão que ajude é no final do seu braço.” (Provérbio Sueco)

Muitos são os que utilizam o relativo sucesso escandinavo para defender o modelo do Estado de bem-estar social. Essas pessoas argumentam que elevados impostos e um extenso “welfare state” são benéficos para a economia e a população, ignorando a relação causal entre as coisas. Na verdade, os países com pesado “welfare state” ficaram ricos a despeito desse modelo, não por causa dele.

Se replicarmos tal modelo na África miserável de hoje, teremos apenas mais miséria. O economista Stefan Karlsson, que trabalha na Suécia, escreveu para o Mises.org um artigo chamado “The Sweden Myth”, visando a derrubar certas falácias sobre o modelo escandinavo. Veremos expor em tradução livre os principais pontos do autor.

Até a segunda metade do século XIX, a Suécia era bem pobre. Mas reformas de livre mercado adotadas nos anos 1860 permitiram que o país se beneficiasse da crescente revolução industrial. A economia rapidamente se industrializou durante os séculos XIX e XX, vendo aumentar bastante o número de empreendedores e inventores.

Surgiram empresas como a Volvo, Saab e Ericsson. Além disso, um fator que muito contribuiu para a prosperidade sueca foi o seu afastamento de ambas as guerras mundiais, que destroçaram a Europa. Desde 1809, a Suécia não participa de guerra alguma. Juntando tudo isso, a Suécia teve o maior crescimento de renda per capita do mundo entre 1870 e 1950, tornando-se uma das nações mais ricas do globo.

Porém, as sementes de grandes problemas já haviam sido plantadas em 1932, quando os social-democratas subiram ao poder por conta da Grande Depressão. A expansão do governo na economia foi assustadora, mas vindo de uma base bem pequena. Os gastos estatais eram inferiores a 10% do PIB. Mesmo nos anos 1950, a Suécia ainda tinha uma das economias mais livres do mundo, e os gastos estatais eram menores que o dos americanos.

Mas entre 1950 e 1975, os gastos subiram de 20% para 50% do PIB. As mudanças tornaram o país menos competitivo em termos globais, e a moeda, o krona, acabou sendo desvalorizada. A inflação começou uma escalada contínua. A insatisfação era grande, e uma coalizão de centro-direita chegou ao poder em 1976, quebrando 44 anos de gestão ininterrupta dos social-democratas.

Entretanto, os partidos de centro-direita não estavam dispostos a levar adiante reformas liberais mais radicais. Quando privilégios são concedidos, dificilmente um governante enfrenta sua retirada impopular. A inflação continuava incomodando e a moeda foi novamente desvalorizada.

Em 1986, o mais pragmático Ingvar Carlsson tornou-se Primeiro Ministro, e implementou várias reformas de livre mercado. Aboliu os controles de moeda e reduziu impostos. Como quase todo remédio, o impacto imediato foi amargo. No começo dos anos 1990, a economia estava em queda, enfrentando certos ajustes necessários por anos de irresponsabilidade do governo.

A crise do petróleo causada pela invasão ao Iraque agravou a situação. Somando tudo, a economia sueca estava em recessão no começo da década de 1990, com o emprego caindo mais de 10% e o déficit fiscal subindo para mais de 10% do PIB. Em termos de renda, a Suécia ficou perto da vigésima posição no mundo, uma queda que jamais foi recuperada.

Novas reformas foram adotadas, privatizações foram feitas e vários setores foram desregulamentados. O déficit fiscal foi eliminado. Essas reformas liberais permitiram uma certa recuperação da economia sueca. O Banco Central sueco, Riksbank, adotou uma meta inflacionária de 2% ao ano. Ainda assim, a renda per capita da Suécia, perto de US$ 30 mil [hoje é US$ 40 mil], está bem aquém da americana, perto de US$ 40 mil [hoje é US$ 50 mil].

A renda de Cingapura, que não contava com o acúmulo de riqueza da Suécia nem com seus recursos naturais, já colou na sueca [hoje, já ultrapassou a americana e está em US$ 60 mil], graças ao modelo de ampla liberdade econômica.

Até mesmo em uma nação que já era rica e com apenas 9 milhões de habitantes, o peso do “welfare state” tem sido duro de carregar. Os incentivos – e indivíduos reagem a incentivos – não encontram-se no lugar adequado. Quando o “papai” Estado oferece tudo “grátis”, há menos incentivos para o trabalho e o sustento por conta própria. A epígrafe no começo do artigo mostra que nem sempre os suecos ignoraram esta obviedade.

Usar a Suécia como ícone de sucesso do modelo de “welfare state” é, como vimos, uma falácia. Na verdade, a Suécia enriqueceu por conta do liberalismo, e o inchaço estatal plantou as sementes do relativo fracasso. Reformas liberais têm sido implementadas para reduzir o estrago causado pelo tamanho do Estado. A Suécia desfruta de boa qualidade de vida a despeito do “welfare state”, não por causa dele.

E o mais lamentável de tudo é que, pela ótica brasileira, a Suécia seria considerada “ultraliberal”. O índice de liberdade econômica do Heritage coloca a Suécia em 19º lugar no ranking [hoje 18º], enquanto o Brasil está em 81º lugar [hoje caiu para 100º]. Para o Brasil chegar ao modelo sueco, teria de adotar inúmeras reformas liberais.

Infelizmente, aqui muitos ainda consideram até mesmo o PSDB como um partido liberal. Ou seja, não só não foi o “welfare state” que gerou o relativo sucesso sueco, como estamos muito longe até mesmo desse modelo, tachado injustamente por aqui de “neoliberal”.

Seu voto: Nenhum (3 votos)
imagem de Alexandre Bueno
Alexandre Bueno

Ah, esse instituto Mises com

Ah, esse instituto Mises com seus artigos brilhantes.... #SQN

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Marina G de Mello
Marina G de Mello

indice de corrupção na Suécia

Falta acrescentar que, se tivessemos governos sérios e se pudéssemos usufruir de algum benefício gerado pelos impostos, seríamos com certeza mais felizes. Sugiro acrescentar à matéria os valores desviados anualmente das verbas de saúde, educação, transportes, etc.

Governo  sério gera contribuinte satisfeito:

São Paulo - O Índice de Percepção da Corrupção da ONG Transparência Internacional mostra que as instituições públicas precisam ser mais transparentese os funcionários, mais responsáveis. É isso que a ONG afirma com base no dado de que dois terços dos 176 países observados no ranking de 2012 registraram pontuação inferior a 50, em uma escala de zero a 100. 

As pontuações referem-se à percepção da corrupção – ou seja, quão corrupto o setor público de um país é considerado. O índice combina pesquisas e avaliações de corrupção coletadas nos 176 países observados. 

No ranking geral, Dinamarca, Finlândia, Nova Zelândia são os menos corruptos, com 90 pontos cada, na sequência, estão Suécia (com 88) e Cingapura (87). O relatório destaca, nos três primeiros países, o forte acesso a sistemas de informação e regras para o comportamento daqueles que estão em cargos públicos.

Seu voto: Nenhum
imagem de José Francisco Staudt
José Francisco Staudt

Não falta acrescentar nada.

Não falta acrescentar nada. Falta é muitas pessoas perceberem que os impostos são muito menores e regressivos aqui e que isto inviabiliza que os mesmos benefícios sejam gerados. Além do mais, falta perceberem que aqui a sonegação é muito maior que a corrupção, e que um país civilizado não se faz do dia para a noite, que Suécia e Noruega são países que tem mais de mil anos e que não foram colônia de exploração como nós. Quer dizer, falta espírito crítico (não no sentido de criticar, mas de saber diferenciar uma coida da outra) e aulas de história. O resto é papagaiada e tentativa de justificar que aqui a coisa não vai funcionar, sendo que o principal empecilho pra que funcione é este pensamento mesquinho e vira-lata. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Paulo Roberto Cps
Paulo Roberto Cps

Qual a "idade" da Austrália?

A Austrália é um país tão novo qto o Brasil e muito mais desenvolvido....onde estamos errando?

Seu voto: Nenhum

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.