Revista GGN

Assine

'Estatuinha', por Ilana Volcov

Ilana Volcov canta "Estatuinha" de Edu Lobo e Gianfrancesco Guarnieri:

Sem votos
13 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.
+13 comentários

Aqui estão duas lindas gravações de Estatuinha:
http://www.youtube.com/watch?v=8MDZEtrryd4
http://www.youtube.com/watch?v=T6yeRAlnOiU

E aqui, algumas canções dos novos compositores gravadas no CD Bangüê.
http://www.youtube.com/watch?v=179JBLkpsiA 
http://www.youtube.com/watch?v=C6X_03vevnE&feature=related (Breno Ruiz, autor da música letrada pelo Paulo César Pinheiro, é um jovem talento de Itapetininga. O Nassif já escreveu sobre ele por aqui, depois que levei o Breno em um de seus saraus).
http://www.youtube.com/watch?v=7h4EB-B_i7o 

E aqui, uma canção inédita do Guinga e do Paulo César Pinheiro que foi indicada ao Prêmio da Música Brasileira 2011 na categoria Melhor Canção.
http://www.youtube.com/watch?v=EeOssFMpQX0&feature=related 

 
 

Gilberto .    @Gil17

Forçação de barra encaixar esta linda canção num ritmo 6/8, que não é adequado a ela, e que muda o espírito melancólico da original, Estas novas cantoras deveriam lançar novos compositores, matéria prima que o país tem de melhor...deixem os clássicos como são.

 

acastro

Pra quem nunca escutou a original nao faz um pingo de diferenca, e o 6/8 eh a coisa que mais me agradou a respeito do arranjo.  Direto de West Africa!

 

faz parte de Arena conta Zumbi, vc deveria tentar achar ou escutar o vinil...o espírito não é "west africa".

tem músicas memoráveis, "venha ser feliz", a bethania gravou junto com edu, "zumbi", e outras.

minha geração tem alguma vantagem sobre a sua, vivemos o início do rock, a bossa nova, vivemos os beatles, woodstock, rolling stones, genesis, rock progressivo, clube da esquina, vivíamos muito bem sem celular, sem internet, sem violëncia descontrolada, sem funk e sem pagode, e escapamos do heavy metal : passamos da luz de velas, carro de boi, para os incríveis avanços na arte e na ciëncia.

 

acastro

Mesmo conhecendo o original, gostei da versão da Ilana.

De qualquer maneira ela traz a memória coisas que uma geração mais nova não conhecia.

Não importa como ela tenha resolvido gravar. É evidente que não poderia ficar presa a versão da Marília.

Ou a da Elis: 

 

Gilberto .    @Gil17

No contexto original, com uma Marília bem mais velha que na estréia do musical.

 

Gilberto .    @Gil17

Gilberto, isso eh lindissimo mas quem eh "Marilia", qual eh o "musical", e o que essa musica tem a ver com o video de Ilana?

Infelizmente -mas literalmente- nao entendo letras (nao consigo distinguir palavras e quando consigo nao sei o contexto) e nao saberia dizer o que "estatua" ou "estatuinha" tem a ver com o que esta sendo cantado nem com o que Ilana canta, mas postei porque  a d o r o  Ilana com cantora e interprete.

Se seu maravilhoso, autentico video de teatro tiver alguma coisa a ver com a letra ou musica de Ilana eu estaria surpresissimo porque nao vejo relacao nenhuma entre um e outro.  Falta me contexto e o portugues e ambos pra mim sao somente sons fantasticos e fabulosos.

 

 

(Edit mais tarde:  agora vi o titulo, essa eh MARILIA MEDALHA!!!)

 

Ivan, Desculpe, às vezes somos excessivamente sintéticos...O seu vídeo também é maravilhosoautentico! Adoro a Ilana. Além da bela voz, recupera uma história que temos, e esquecemos. Ontem procurei o som original da Estatuinha e não encontrei. A Marília Medalha fez parte do elenco. Encontrei hoje este vídeo que também dá mais detalhes sobre o elenco e mostra o astral da montagem original. Tive a chance, adolescente ainda, de assisti-la no saudoso Teatro de Arena. Uma das poucas vantagens da idade...

 

Gilberto .    @Gil17

Ivan,


Não seria Camargo Guarnieri? Gianfrancesco era um ator, não?


 


Abs.

 

(Foi o que eu pensei mas nao tenho razao pra duvidar, a informacao eh do titulo do video mesmo.)

 

Caro Ivan e JP,

É do Gianfrancesco Guarnieri mesmo. Além de ator, ele foi dramaturgo, diretor e poeta. A música é do Arena conta Zumbi, peça dele e de Augusto Boal com música de Edu Lobo. 

 

Gilberto .    @Gil17

Sua peça de estréia como dramaturgo foi apenas ''Eles não usam Black-tie''.

Parceiro de Vianinha, esteve na linha de frente dos artistas na resistência ao regime militar. Morreu em 2006.