newsletter

Teste de azeite de oliva: pior resultado entre os quatro já realizados pela Proteste

A Proteste Associação de Consumidores testou 19 marcas de azeite extravirgem e constatou que quatro têm indícios de fraude contra o consumidor. Na análise sensorial, apenas oito delas apresentam qualidade de extravirgem. Sete são virgens. Uma das marcas avaliadas, Borges, cujo azeite era virgem, em lugar de extra virgem, como indicado na rotulagem, tentou obter censura prévia na justiça antes mesmo da divulgação dos resultados. O juiz Gustavo Coube de Carvalho, da Nona Vara do Fórum Central de São Paulo contudo, negou a liminar.

O juiz disse na sentença que não há previsão de censura prévia no ordenamento jurídico brasileiro, cabendo ao ofendido "o direito de resposta, proporcional ao agravo, além da indenização por dano material, moral ou à imagem", nos termos do art. 5º, incisos IV e V, da Constituição Federal.

De quatro testes que a Proteste já realizou com esse produto, este foi o que teve pior resultado, com o maior número de fraudes contra o consumidor. Foram detectados indícios de fraude nas marcas de azeite de oliva extravirgem: Figueira da Foz, Tradição, Quinta d’Aldeia e Vila Real. Os quatro produtos foram desclassificados do teste, pois não poder sequer ser considerados azeites. As propriedades antioxidantes do azeite de oliva são os grandes atrativos desse produto, devido ao seu efeito benéfico à saúde. Mas para que o azeite mantenha suas características, é importante que ele não seja misturado a outras substâncias. Assim, as fraudes, além de serem um abuso contra o consumidor, podem reduzir ou até eliminar as qualidades benéficas para a saúde.

Os quatro, na verdade, são uma mistura de óleos refinados, com adição de outros óleos e gorduras. Em diversos parâmetros de análise, essas marcas apresentaram valores que não estão de acordo com a legislação vigente. Os testes realizados indicaram que os produtos não só apresentam falta de qualidade, como também apontaram a adição de óleos de sementes de oleaginosas, o que caracteriza a fraude.

Outros sete não chegam a cometer fraude como esses, mas também não podem ser vendidos como extravirgens. O consumidor paga mais caro acreditando estar comprando o melhor tipo de azeite e leva para casa um produto de qualidade inferior.

Não é a primeira vez que a Proteste detectou fraude nesse tipo de alimento e, novamente, vai notificar o Ministério Público, a Anvisa e o Ministério da Agricultura, exigindo fiscalização mais eficiente. Nos três testes anteriores, foram detectados problemas. Em 2002, foram avaliados os virgens tradicionais e foi encontrado fraude. Em 2007, a situação se repetiu com os extravirgens. Em 2009, uma marca se dizia ser extravirgem e não era. Isso demonstra que os fabricantes ainda não recebem a fiscalização necessária.

É considerado fraude quando o produto é comercializado fora das especificações estabelecidas por lei. Para as análises, foram considerados diversos parâmetros físico-químicos para detectar possíveis fraudes: espectrofotometria (presença de óleos refinados); quantidade de ceras, estigmastadieno, eritrodiol e uvaol (adição de óleos obtidos por extração com solventes); composição em ácidos graxos e esteróis (adição e identificação de outros óleos e gorduras); isômeros transoleicos, translinoleicos, translinolênicos e ECN42 (adição de outras gorduras vegetais).

Na análise sensorial, defeitos ficam óbvios

Para a análise sensorial, convidamos especialistas para avaliar a qualidade das amostras quanto ao aroma, à textura e ao sabor de acordo com parâmetros técnicos. Segundo a legislação, em azeites extravirgens não podem ser encontrados defeitos na análise sensorial. Nessa avaliação, apenas oito marcas tinham qualidade de azeite extravirgem de acordo com os especialistas. Entre as outras, sete tinham defeitos que, pela legislação, os caracterizavam como azeites virgens. São elas: Borges, Carbonell, Beirão, Gallo, La Espanhola, Pramesa e Serrata. As quatro marcas com problemas de fraude foram consideradas, pela análise sensorial, como azeites lampantes.

Para os especialistas, o produto mais apreciado foi o Olivas do Sul. Outros bem avaliados foram os azeites Cocinero e Carrefour.

Todas as marcas testadas foram: Olivas do Sul; Carrefour; Cardeal; Cocinero; Andorinha; La Violetera; Vila Flor; La Espanhola; Carbonell; Serrata; Beirão; Qualitá; Gallo; Pramesa; Borges; Tradição; Quinta da Aldeia; Figueira da Foz e Vila Real.

Entre as marcas testadas podem ser considerados extravirgem: (Olivas do Sul; Carrefour; Cardeal; Cocinero; Andorinha; La Violetera; Vila Flor; Qualitá); são virgens: (La Espanhola; Carbonell; Serrata; Beirão; Gallo; Pramesa; Borges); e são mistura de óleos refinados: (Tradição; Quinta da Aldeia; Figueira da Foz e Vila Real).

A Proteste também verificou que nem sempre vale a pena optar pelo mais caro. Preço e renome nem sempre são sinônimos de maior qualidade. O melhor do teste foi, de fato, o que custa mais caro entre os testados. Porém, a avaliação mostra que há outros produtos de boa qualidade que custam bem menos.

Data de validade difícil de ler

A maioria das marcas traz na rotulagem a data de fabricação, com exceção da Cocinero e La Violetera. Essa informação não é exigida por lei, mas a Proteste considera importante para que se possa optar pelo produto mais fresco. No caso da Cocinero, há o agravante de a data de validade não ser muito fácil de ler, assim como na do Borges.

Além disso, nenhum azeite testado informa o prazo de validade depois de aberto. E o Serrata é o único que não traz um telefone ou outra forma de contato com o serviço de atendimento ao consumidor (SAC) do fabricante.

Na avaliação do estado de conservação dos produtos, nenhum deles teve um mau desempenho, mas Figueira da Foz, Tradição, Quinta d’Aldeia e Vila Real tiveram resultado apenas “aceitável” nessa avaliação. E os mesmos, com exceção do Tradição, apresentaram problemas também nas medições que se referem à qualidade.

Média: 4.5 (132 votos)
217 comentário(s)

Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Fabio Marcelo Michelini
Fabio Marcelo Michelini

BORGES NUNCA MAIS !!!

Tomei conhecimento dessa matéria hoje (24/09/2014) e a sensação de ser ENGANADO é de indignação. Em minha casa, consumimos o azeite diariamente e sempre confiei na marca que anos atrás sempre se destacava como um dos melhores produtos em sua categoria, mas se deparar com essa informação é realmente uma VERGONHA !

Coincidentemente, faz cerca de 4...5 meses que não adquiria, pois havia comentado com meus familiares justamente sobre uma desconfiança na qualidade do mesmo. Ele não fica pastoso após 48h na geladeira !! Façam o teste ! Das marcas populares, geralmente tb compro o Andorinha e do próprio Carrefour que sempre teve boa reputação em testes realizados, mas não distinguia a procedência do país. Vou prestar atenção agora. 

Estou pensando seriamente em juntar todos os comprovantes de compra do azeite Borges que realizei após a divulgação desse teste (no site da NF paulista é fácil levantar os comprovantes), fazer um boletim de ocorrência e acionar esse fabricante na justiça.

Creio que assim podemos contribuir para mudar alguma coisa.

Obrigado a Proteste e punição aos fabricantes inescrupulosos !  

Seu voto: Nenhum
imagem de Jim Morrison
Jim Morrison

Esporão é o the best!!!

Data venia, o azeite de oliva que, de fato, faz bem a saúde, deve atender aos seguintes requisitos:

1- Extra-virgem2- Prensado a frio3- Em vidro4- Vidro escuro5- Produzido e embalado no seu respectivo país de origem.6- Baixa acidez  Portanto, o Olivas do Sul e tantos outros não são tão bons quanto parecem. Se não for em vidro escuro podem esquecer= já oxidou!!!

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Josenildo Martins de  Carvalho
Josenildo Martins de Carvalho

Azeite Andorinha

Ola pessoal comprei uma lata de azeite Andorinha no supermercado Semar Uatuba S P , notei um sabor muito e ruim eacabou provocando mal estar. Suspeito de fraude grave, pois o azeite esta na promoção,péço ajuda.

Seu voto: Nenhum
imagem de Edson SC
Edson SC

Dica para comprar Óleos de Olivia Premium

Caros, Os óleos de oliva extra virgens  vendido na Brasil estão longe de terem as característica e os benefícios do verdadeiros óleos da oliva. Eu indico verificarem a Oleoteca do site Bottega Brasil. Comprei um óleo Premium deles, e agora não consigo mais tomar os disponíveis nos mercados. Agora conehcço um verdadeiro óleos de longe. Recomendo! 

Percebi que a cultura dos grandes óleos  é similar a cultura dos grandes vinhos. Inclusive há os grand crus. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Eloisa Helena
Eloisa Helena

Azeite Tradição

Mais de um ano do artigo e o azeite Tradição comprovadamente piorou muito.  Tem sabor horrivel a ponto de estragar o prato. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Bruna Fiorim
Bruna Fiorim

Azeite Cardeal

Pena que não informaram a acidez dos azeites. Por exemplo o Cardeal tem de acidez 0,2 a 0,5. Será que faz alguma diferença? (Uso o de acidez 0,5).

Seu voto: Nenhum
imagem de Wilson Esprag
Wilson Esprag

Azeite Falsificado

E quando a proteste pretende fazer um novo teste?

Isso deveria ser feito mensalmente já que os indícios de fraude são grandes!

 

Seu voto: Nenhum
imagem de deya dias
deya dias

Faisão Real

Uso a Marca Faisão Real, diz ser produto português, mas o sabor eh mt sutil ao de um azeite. Agora fikei com dúvidas qto ao produto... =/

Seu voto: Nenhum
imagem de Ludimila
Ludimila

Azeite

Nossa fiquei decepcionada com o resultado do azeite GALLO pois só comprava ele. Nas compras desse mês comprei o ANDORINHA gostei muito,quis comprar cocinero mas fiquei com receio quanto a embalagem e opitei por comprar o adorinha. Pórem vejo que ele foi bem na avaliação. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Lipe
Lipe

ISSO É BOM QUE ACONTEÇA,

ISSO É BOM QUE ACONTEÇA, ASSIM OS BRASILEIROS ACORDAM E COMEÇAM A DAR VALOR PARA OS PRODUTOS AQUI FABRICADOS, POIS SOUBE QUE UM DOS MELHORES AZEITES DE OLIVA ESTA SENDO PRODUZIDO NO SUL DO PAÍS, MAS O POVO PREFERE A BANDEIRINHA INTERNACIONAL NO ROTULO, AI TOMA COMO AZEITE, GRAXA E SABE-SE O QUE MAIS ....KKKKKK É TRISTE MAS É A REALIDADE SOMOS AUTO SUFICIENTES EM DIVERSAS AREAS PRODUTIVAS E COM MUITA QUALIDADE, MAS EXPORTAMOS O BOM POR PREÇOS RIDICULOS, E PAGAMOS CARO NA IMPORTAÇÃO POR PRODUTOS FRAUDULENTOS MUITO INFERIORES!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Cláudio Ferreira
Cláudio Ferreira

Equívoco

A matéria acima traz o seguinte comentário:

"Isso demonstra que os fabricantes ainda não recebem a fiscalização necessária."

A questão não é a fiscalização somente, mas a punição!

Quando encontrarem um produto fora da conformidade, fecha a fábrica por 30dias, se for reiincidente, 60dias, depois 90dias e assim por diante.

O fabricante só vai parar de fraudar quando ele for impedido de ser fraudador!

Fecha a fábrica e dá de cara um prejuizo de 30dias sem poder trabalhar que ele aprende já que na próxima ele leva 60dias.

Seu voto: Nenhum
imagem de Wilson Esprag
Wilson Esprag

Concordo plenamente! O que

Concordo plenamente!

O que falta no Brasil é punição!

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Sandro Marcos de Jesus
Sandro Marcos de Jesus

 Tendo em vista esta

 Tendo em vista esta magistrosa pesquisa, onde esclarece e alerta a todos os consumidores, podemos concluir que os empresários não se preocupam com o bem estar dos consumidores. A falta de respeito é tão grande que chega a agredir e discumprir o CDC  com suas propagandas enganosas e fraudulentas, para obter lucros exorbitantes. Cabe agora ao ministério público, como fiscalizador das normas, punir as empresas.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de rodrigues roberto
rodrigues roberto

qual azeite de oliva cofiavel

eu gostaria de saber qual o melhor azeite confia vel que devo utilizar entre o avaliados pela Proteste

Seu voto: Nenhum
imagem de julianetrindadeoliveira
julianetrindadeoliveira

azeite de oliva.

como posso saber se o azeite que eu uso esta adulterado? pois não esta entre as marcas que mencionastes,a marca que tenho é Faisão, aguardo retorno....

Seu voto: Nenhum
imagem de severino
severino

Porque o azeite não tem mais aquele cheirinho .

Não existe azeite de boa qualidade no Brasil e pode confiar ou duvidar mas fora do Brasil também não tem.

O azeite passou a ser tido e visto como algo bom para saúde mundial sendo influenciado ao uso diario mundialmente falando.E por conta disso ele esta sendo FALCIFICADO GERAL. No Brasil é aprovado e liberado vender 15% de puro azeite de oliva + 85% de soja,gosduras,etc dentro de um certo criterio??? duvidoso é claro.Sabe vc que nãp produzimos azeitonas ,então importamos e engarrafamos ,com os moldes desta aprovação que o nosso GOVERNO aprova ser vendido como azeite. 

PORTANDO NÃO TEMOS AZEITE PURO ,NÃO IMPORTA A MARCA. AZEITE no Brasil virou um negoção para doto o mundo.Imagine a economia Brasileira ``equilibrada `´do jeito que esta com +- 200milhões de pessoas, destas 85milhões usando azeite todo mês.

Azeite puro neste Brasil é igual ao Leite e a Gasolina essa já é batizada é aprovada pela BR desde a fabricasão. Isso sem falar do chines que faz mulata sambando,capoeirista,gelo e suco com água filtrada,cocada,pé-de-moleque,etc

É duro saber,dificil de acreditar,mas é a pura verdade sem mistura.

Seu voto: Nenhum
imagem de Anderson Machado
Anderson Machado

Azeite Tamegão

Tenho usado o Tamegão de lata, e é muito saboroso. Só anda meio difícil de se encontrar.

Seu voto: Nenhum
imagem de Faria Fride
Faria Fride

A Tabela

Nassif,

Use mais INFOGRÁFICOS... A tabela apresentada pela PROTESTE poderia ser utilizada para ilustrar muito bem esta reportagem, mesmo que adaptada do seu jeito. Dando créditos à fonte de dados não temos nada a perder em ciência, jornalismo ou informação!

Seu voto: Nenhum
imagem de Ítalo Andrade de Sousa
Ítalo Andrade de Sousa

Azeite extra virgem Olé

Pessoal, sempre utilizei o azeite cocinero, mas não o achei no supermercado e comprei o azeite Olé extra virgem, o mesmo não está no teste, conhecem se ele realmente é bom?

é desta marca: http://www.conservasole.com.br

cliquem na LINHA CONDIMENTOS no lado esquerdo do site.

não achei nada sobre o azeite olé no google.

Seu voto: Nenhum
imagem de Matuto
Matuto

Cadê os responsáveis?

Da pra saber quais são os fiscais resposaveis pelo controle.

Ninguem controla quem deveria controlar?

Não basta consultar um planilha de trabalho?

 

Essa gente precisa ser expulsa do ramo, senão teremos mais dez anos de fraudes.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

AZEITES

Cocinero em embalagem de plástico? Tô fora! Azeites de marca de supermercado? Tô fora! O Proteste fazia uma promoção na década de 90, quando era oferecido como "brinde" para quem assinasse sua revista, uma câmera fotográfica.Fiz a assinatura, e ganhei o maior mico.A câmera era vagabundérrima. Fica a pergunta :

Aquele Proteste é o mesmo que fez os "testes com os azeites?

ESte link é do site que fez o teste? http://www.protestecomunicacao.com.br/BR_RDB_GLOB_VSA_int_1.asp?mktcode=UDPT00

Há outro Proteste:

http://www.proteste.org.br/institucional

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Armando Suarez Viegas Guerreiro
Armando Suarez Viegas Guerreiro

Proteste -Teste de Azeites Extra Virgem Cuidado

Sr. José Adailton

Se o sr. se interessar por  favor leia o comentario que eu fiz no dia 29/11/2013 que acho que confirma sua dúvidas

De  lá para cá (29/11/2013) houveram 2 mudanças:

1- Entrei com uma reclamação no Procon SP contra a Proteste 

 2- O Carrefour após varia tentativas respondeu a minha indagação. 

Obrigado

Seu voto: Nenhum

AZEITES 2

Sr. Armando:

 

Localizei seu comentário.Desse Proteste que vende assinatura de revista e dar "brinde" eu não compraria um carro usado.

 

Seu voto: Nenhum

AZEITES

Sr. Armando

 

Se o sr. mandar o link da página , irei ler seu comentário

 

obrigado

Seu voto: Nenhum
imagem de Armando Suarez Viegas Guerreiro
Armando Suarez Viegas Guerreiro

link do meu comentario

Cocinero extravirgem no conteúdo que importa

Cocinero extravirgem, no conteúdo argentino, volume 500ml a R$. 9,50... tô dentro!

Gallo fracionado ou [...inflacionado] por "rótulos fraudes gourmet" pra inglês ver... tô fora!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

"Ganhe as profundezas, a ironia não desce até lá" Rilke. "A ironia é o pudor da humanidade" Renard. "A ironia é a mais alta forma de sinceridade" Vila-Matas.

imagem de Jose Antonio Moraes
Jose Antonio Moraes

Fraude azeite

http://www.oliveoiltimes.com/olive-oil-basics/report-most-imported-extra...

Isto contece no mundo todo. Não é exclusividade brasileira.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Bárbara M M Lessa
Bárbara M M Lessa

Bons azeites

Ainda o melhor deles é o Olivas do Sul, mas se querem comprar um bom azeite devem procurar um butique, onde só vendem extra virgem, e observar a data de envazamento também.

Bons azeites: Olivera Ramos, Monte do Mouchão, Ouro Bailen, Colina de Garzon, Mykonos, Olivas do Sul, De Carlo Alho e tangerina, Paganini (limão e salsa). E os Vamozíssimos Oliviers & Co.

 

 

abraços

Seu voto: Nenhum

comprar azeite católico

comprar azeite católico batizado do dia a dia santo em butiques!!??!

que barbaridade...

Seu voto: Nenhum

"Ganhe as profundezas, a ironia não desce até lá" Rilke. "A ironia é o pudor da humanidade" Renard. "A ironia é a mais alta forma de sinceridade" Vila-Matas.

imagem de Cau
Cau

Azeite

Azeite Chileno Extra Virgem de Oliva BORGEL , alguém conhece?Achei muito bom... 

Seu voto: Nenhum

Original Borges era o argentino extravirgem...

Cau

"Azeite Chileno Extra Virgem de Oliva BORGEL , alguém conhece? Achei muito bom..."

é flagrante corruptela do azeite azeitado "nacionalizado" BORGES... fuja já!

 

Seu voto: Nenhum

"Ganhe as profundezas, a ironia não desce até lá" Rilke. "A ironia é o pudor da humanidade" Renard. "A ironia é a mais alta forma de sinceridade" Vila-Matas.

imagem de Leo Alvim
Leo Alvim

Azeite "tipo" extra virgem

Não sem espanto, quando fui comprar o Borges de costume, me deparei com um reluzente aviso na embalagem de todos os azeites ditos extra virgem alterados para TIPO EXTRA VIRGEM. Isso diz tudo, pois tudo nessa vida pode ser tipo isso ou tipo aquilo, mas virgem ou é ou não é. Não comprei nenhum!

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Cecília Pereira
Cecília Pereira

Encontrei esta página por

Encontrei esta página por acaso. Sou produtora / futura exportadora de azeite e para já o que posso dizer é: tenham atenção ao preço "quando a esmola é muita o pobre desconfia...". Tudo encarece e muito o preço do litro de azeite (embalagens, transportes, taxas, etc, etc), portanto...

E existem muito bons azeites que não dizem na rotulagem "extraído a frio", talvez porque em Portugal a maioria são extraídos assim mesmo...

E sim, as grandes marcas começam a ter estratégias de venda muito diversificadas...

Boas Escolhas. Qualquer questão, disponham...

Cecília (Portugal)

Seu voto: Nenhum
imagem de Antonio de Oliveira
Antonio de Oliveira

NA CADEIA.

A fraude foi comprovada e daí?  Enquanto não colocarem todo este pessoal na CADEIA  não vai adiantar nada. Eles vão ser condenados a pagar uma merreca de multinha e pronto, podem voltar a ganhar dinheiro passando o resto dos idiotas consumidores de  " azeite " brasileiros.  SEM CADEIA NÃO TEM CONCERTO. Esperem e verão a mesma notícia de azeites adulterados dentro de no máximo 6 meses. TEM DE RECOLHER AS FRAUDES DAS PRATELEIRAS E TOMAR CUIDADO, POIS CERTAMENTE ELAS PODEM VOLTAR PRO MESMO LUGAR COM UM RÓTULO DIFERENTE E ENGANOSO.    ( CADEIA ,CADEIA , CADEIA ) . SEM CADEIA NÃO EXISTE AZEITE EXTRA VIRGEM.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Armando Suarez Viegas Guerreiro
Armando Suarez Viegas Guerreiro

Teste Com falta de informações fundamentais

*****INFORMAÇÕES AUSENTES PODEM FAZER CONSUMIDOR CAIR EM ERRO **** Apos acessar as informações deste teste no site me dirigi a uma loja do supermercedo Carrefour (Loja Tatuapé- av Celso Garcia) para adquirir o Azeite da Marca Carrefour . Quando cheguei lá verifiquei que existiam azeites Carrefour com 3 procedencias (Portugal, Espanha e Italia) Na matéria não havia indicação do pais de procedencia dos azeites testados. Acessei o site da Proteste (www.proteste.org.br) e verifiquei que não exitia esta informação. Enviei um email para o Proteste e a resposta que eles enviaram é ;" as informações mais detalhadas do teste estão no site, porém, são retritas a associados.Por isso, gostaríamos de lhe convidar a fazer parte da nossa associação com um promocional de 3X de R$17,00, onde poderá contar com o recebimento das revistas, os nossos benefícios e um brinde de boas vindas.>Achei esta resposta uma afronta e não fiz a inscrição. O que eu pedi foi uma informação básica que deveria fazer parte do texto. (aliás em um teste recente de vinhos brancos esta informação fazia parte do texto) Verifiquei tambem que existe um site em Portugal (Proteste Deco) em formato muito semelhante ao daqui (imagino que talves sejam empresas do mesmo grupo), Eles fizeram um teste de azeites extra virgens (em agosto de 2013)vendidos no mercado portugues. Neste teste é informado o pais de procedencia assim como tamanho da embalagem etc. sem necessidade do usuario ser associado,
Entrei no site RECLAME AQUI e verifiquei que quase que diariamente aparecem reclamações contra o Proteste Brasil relatando associados que recebem cobranças supostamente indevidas assim como não recebimento de brindes etc.
Não contente com o ocorrido tentei resolver o problema com o Carrefour mas sem sucesso:
Em 22/11/2013 abri uma consulta no SAC (on line) . Como não obtive qualquer resposta falei com o SAC via Email sem qualquer resposta
Dia 25/11/2013 fiz nova consulta ao Sac On Line cobrando resposta a minha consulta inicial e a informação que eu recebi é de que eu a receberia em 48horas. Como não recebi resposta no dia 28/11/2013 fiz uma consulta ao SaC via 0800 e a atendente informou que passaria para outra pessoa. Depois de pouco tempo ela me informou quecomo a outra pessoa estava atndendo outra consulta ela retornaria via telefonema para a minha residencia e até agora continuo esperando.
Eu acho que isto é um desrespeito ao consumidor. Tambem acredito que muita gente adquiriu o azeite Carrefour influenciado pelo teste sem reparar da existencia de 3 (ou mais) procedências

Seu voto: Nenhum
imagem de Valéria Mesquita
Valéria Mesquita

Azeite extra virgem

Não acredito nestas matérias, pois hoje em dia qualquer um pode pagar aos corruptos órgãos governamentais de controle, para derrubar qualquer produto concorrente! Basta pagar bem $$$$$$! Tudo no Brasil é fraude hoje em dia, até as pesquisas de qualidade!

Seu voto: Nenhum
imagem de Denis Martins
Denis Martins

azeite extra virgem

Não leio mais nada nem posso acreditar em quem fala "azeite de oluva".  Pelo amorr de deus, que ignorância !

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Paulo Paioli
Paulo Paioli

Além de Extra Virgem é importante que o azeite extraído a a frio

Morei muitos anos na Espanha, onde tinha uma amiga cuja mãe era dona de um olival. E com ela aprendi que o melhor azeite além de ser extra virgem tem que ser prensado/extraído a frio. Quando no rótolo não vem este lembrete: extraído a frio (ou prensado a frio) é que foi ao fogo para extrair o azeite dos frutos e aí, perdeu as propriedades mais importantes de sua qualidade para alimentação saudável.

Seu voto: Nenhum
imagem de Suelena Ribeiro deOliveira
Suelena Ribeiro deOliveira

Azeites fraudulentos

Tenho o Gallo e o La Espanhola ditos extravirgens (considerados pela Proteste apenas virgens) e o Quinta d'Aldeia dito extravirgem que nem azeite de oliva pode ser considerado, por ser composto de outros oleos e ate gorduras. Que posso fazer, se ja nao tenho a nota fiscal?

Seu voto: Nenhum

Isso acontece em todo o mundo!

Estava comentando a respeito disso com um amigo aqui em Toronto, durante um aniversário há uma semana. Falei que não existem óleos puros mais (por um preço razoável) e que aqui no Canadá não tinha encontrado um óleo virgem que prestasse. Após o episódio li a respeito e constatei que está acontecendo no mundo inteiro! 

Aqui está um link pra quem quiser ler (Em Inglês):

http://www.canada.com/life/Extra+virgin+olive/2684297/story.html


 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Cleusa Souza de Almeida
Cleusa Souza de Almeida

Azeite de Oliva

Antigamente comprava o Azeite Gallo e tinha um sabor delicioso, mas atualmente ele não tem gosto de nada e quando vou às compras, não quero nem passar por perto, de tanto horror que tomei. Costumo dizer que o Gallo virou galinha. Não entendo porque a qualidade caiu tanto. Vivo procurando um azeite que realmente tenha sabor, mas está difícil de encontrar.  Pode indicar uma marca de azeite extra virgem que realmente seja saborosa?

Atenciosamente,

Cleusa

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Ultimamente tenho usado o

Ultimamente tenho usado o Andorinha e gosto muito.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Demarchi

imagem de Guilherme Ferreira
Guilherme Ferreira

E o "Terras de Camões", ninguém sabe de nada?

Terras de Camões é um dos óleos extravirgens mais baratos, que nem o Borges, que vem com "+40% grátis".

Só que quanto ao Borges, já descobriram que não era mesmo extravirgem...

:-(

Seu voto: Nenhum
imagem de João Poço
João Poço

Teste rápido para ver se o azeite não é dos piores

Ponha na porta da geladeira.

Um azeite mal refinado (températura muito alta) vai ter um monte de gorduras trans.

Elas precipitam na dentro da garrafa e deixam o azeite turvo.

O teste não garante que o azeite é original ou falsificado. Mas que não fará mal imediato a sua saúde.

Só uma análise rigorosa em laboratório de renome poderá garantir que o azeite é azeite,

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de silvio dos santos de lima
silvio dos santos de lima

fraude no azeite

tenho 25 anos de casado,e sempre usei azeite gallo,com um tempo percerbi que a qualidade tinha caido,entao fiquei pulando de um pra outro ate conhecer la espanhola e agora fiquei muito puto.por favor qual e o melhor que possa comprar.la espanhola nunca mais. obrigado.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Wagner Tavares
Wagner Tavares

Compre o Native

O Native importa um azeite chileno de acidez máxima 0,2%. O sabo é incrível. Toda vez compro uma marca diferente, mas nenhum chegou aos pés do Native

Seu voto: Nenhum
imagem de Luiz Carlos  Pajé
Luiz Carlos Pajé

um comentário

O tal azeite Quinta D'aldeida, é tão ruim, que dixa qualquer falsificador envergonhado

Seu voto: Nenhum

Vocês preocupados com o

Vocês preocupados com o azeite, mas viram o que aconteceu com o leite de côco?

Pois é, a quantidade de coliformes fecais 1000 vezes maiores que o máximo admitido.

Sabe o que empresa disse?

Que não tem nada de errado, nós que é vimos o acento no lugar errado, que se tratava mesmo de leito de cocô!

Pode isso? estou indignidado!

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Só a solidariedade e a matemática salvarão a humanidade

Dendê

Ao invés de pegar esses azeites gringos feitos na china, usem o nosso azeite de dendê que eu acho muito mais gostoso 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Virgindade

Nem o azeite nem a censura da Borges são extra virgens.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.