Revista GGN

Assine

Mais uma vez a bola está com Dilma

Graças exclusivamente ao amadurecimento institucional, o país começa a voltar para a normalidade política.

Digo exclusivamente porque esta volta à normalidade ocorre apesar da apatia da presidente Dilma Rousseff, que até agora se mostrou incapaz de articular um programa mínimo de governo.

Tem a seu favor o fato de que oposição (com Gilmar Mendes) e imprensa não lhe deram um minuto de folga desde o segundo turno.

***

Agora, ocorre uma confluência de fatores estabilizadores.

Do lado da oposição, a desmoralização do golpismo de fancaria do PSDB de Aécio Neves, Carlos Sampaio e Aloisio Nunes.

Nesse período todo, contando com a retaguarda total da mídia, não logrou desenvolver uma proposta sequer. A inabilidade política foi tal que, ao propor a anulação completa das eleições, Aécio Neves conseguiu jogar fora a única âncora para o impeachment: a parceria com o PMDB.

Conseguiu descontentar os aliados, queimou-se com a opinião pública e com o empresariado e ainda teve que assistir o enterro do aliado Eduardo Cunha.

Essa sucessão de erros políticos é surpreendente em alguém que parecia ter vindo da melhor escola política mineira.

A exposição ao sol desmanchou a imagem de Aécio e levou junto a do PSDB.

É possível que, nos próximos meses, o empresariado paulista e o mercado financeiro passem a apostar na Rede Sustentabilidade, de Marina Silva.

***

O segundo fator de estabilização é a Lei de Direito de Resposta aprovada pelo Congresso e sancionada por Dilma. Ela deverá conter os exageros de uma imprensa que parece ter perdido totalmente o rumo em sua aposta inconsequente no pior.

***

A terceira frente foi essa tentativa canhestra de emplacar o ex-presidente do Banco Central Henrique Meirelles na Fazenda.

Pode haver discordâncias em relação ao estilo de Joaquim Levy. Pode cometer erros de diagnóstico, mas é um funcionário público responsável que jamais jogaria o país em aventuras.

Além de seu desconhecimento de economia, Meirelles é do tipo que cede o que for necessário para sustentar uma imagem vazia.

Ao sair de cena, dfevolve um pouco de tranquilidade ao cenário econômico.

***

Com as três frentes relativamente apaziguadas, abre-se espaço para o desafio maior: Dilma começar a governar.

Nos últimos dias, assessores presidenciais anunciaram a disposição do governo de ouvir sugestões visando reativar a economia. Dá a impressão que Dilma abrirá concurso para selecionar as melhores sugestões e dar um prêmio para os autores.

Se se indagar de qualquer analista se acredita que a proposta é para valer, a resposta será negativa. Dilma não conseguiu romper a imagem de isolamento que construiu.

***

Se quiser participação, basta recorre aos instrumentos de que dispõe.

Centro relevante de discussão da sociedade civil, o CDES (Conselho de Desenvolvimento Econômico Social) perdeu totalmente relevância no governo Dilma. Agora, com Jacques Wagner na Casa Civil, poderá voltar a ter importância.

Ao mesmo tempo, o governo tem no IPEA (Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada) e no CGEE (Centro de Gestão e Estudos Estratégicos) dois think tank com bom repertório de diagnósticos e visões de futuro.

***

Há um enorme elenco de estudos, desde as reformas institucionais defendidas por instituições ligadas ao mercado, simplificações tributárias estudadas por Associações Comerciais, políticas industriais e instrumentos de capitalização estudados pela Universidade e pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social).

Falta apenas a presidente dar-se conta disso e sair a campo para ouvir, ouvir, ouvir. E, depois, ouvir mais até assimilar os conceitos e, sendo uma pessoa reconhecidamente inteligente, conseguir definir seu segundo governo.

***

A presidente tem resistido bravamente a propostas que, no fundo, buscam desmontar o estado de bem-estar social construído desde a Constituição de 1988.

Falta sair da atitude defensiva e apresentar propostas de governo.

Média: 3.8 (52 votos)
115 comentários

Comentários

Espaço Colaborativo de Comentários

Opções de exibição de comentários

Escolha o modo de exibição que você preferir e clique em "Salvar configurações".
imagem de Clever Mendes de Oliveira
Clever Mendes de Oliveira

É, parece que lentamente as coisas vão se acertando

 

Luis Nassif,

Não terei tempo agora para comentar com mais vagar este seu post “Mais uma vez a bola está com Dilma” de terça-feira, 17/11/2015 às 20:28. Eu o havia lido rapidamente antes e resolvi deixar a observação sobre Aécio Neves, porque vejo no que eu disse uma possibilidade grande e essa possibilidade não é considerada por ninguém.

Provavelmente só li este seu post da primeira vez até a parte que você fala sobre Aécio Neves, pois a o reler achei que ele está bem concatenado e merecia mais observações.

Você fala sobre a falta de programa da presidenta Dilma Rousseff no primeiro tópico. No segundo há a acusação a Aécio Neves e que eu considero equivocada, como também me parece equivocada a ideia que você divulgou em um post que haveria a implosão do PSDB com a saída de José Serra para o PMDB e a saída de Geraldo Alckmin para o PSB. Em minha avaliação José Serra e Geraldo Alckmin, pelo conhecimento que eles tem do exercício do poder, não chegariam a cometer um equívoco assim.

Depois de no terceiro tópico você dar um destaque especial a Lei de Imprensa, você passa, no quarto tópico, a avaliar a suposta substituição de Joaquim Levy por Henrique Meirelles. Você está certo em chamar a tentativa de emplacar Henrique Meirelles como ministro da Fazenda como uma tentativa canhestra. Penso, entretanto, que essa sua avaliação é pequena, no sentido que há mais para se dizer.

Você deveria falar de pelo menos três possíveis grupos que entraram nessa esparrela. Em meu entendimento é pouco provável, mas não é impossível, que esta notícia tenha sido repassada pela oposição para criar uma arenga interna no governo. O mais provável, entretanto, em minha avaliação, é que a notícia tenha sido espalhada pelo pessoal do próprio governo para desviar o foco das discussões importantes.

E há um terceiro grupo para o qual não foi dado a devida atenção e que de certo modo você o poupou um tanto por corporativismo. Eu me refiro ao grupo da mídia que deu vazão a essa notícia e com gente importante participando dela. É preciso ter uma completa falta de conhecimento do exercício do poder para imaginar que a presidenta Dilma Rousseff aceitasse Henrique Meirelles, tendo realizado durante quatro anos uma política contrária a que Henrique Meirelles executou no Banco Central, salvo quando Henrique Meirelles se comportava como você o descreveu de modo feliz na frase que transcrevo a seguir:

“Meirelles é do tipo que cede o que for necessário para sustentar uma imagem vazia”

E para aqueles que questionassem por que ela não aceitaria o Henrique Meirelles se aceitou o Joaquim Levy para realizar o inverso do que ela realizou no primeiro governo, eu responderia que é preciso ter uma completa falta de conhecimento do exercício do poder para considerar que a presidenta Dilma Rousseff esteja executando no segundo governo uma política contrária ao que ela fez no primeiro governo. A política do primeiro governo e a do segundo governo têm objetivos semelhante só que são executadas de modo diferente.

No primeiro governo a presidenta fez um grande esforço de desvalorização da moeda. E no segundo governo ela não precisa do esforço para desvalorizar a moeda. Ou seja, as circunstâncias são outras e, portanto, ela terá que agir de modo distinto. Então as pessoas na mídia que divulgaram a notícia de substituição de Joaquim Levy pelo Henrique Meirelles não sabem sobre o que estão falando. Trabalham no mundo da ficção. São literatos e não jornalistas se estes tivessem a mesma função de um professor e que é transmitir conhecimento.

E os três tópicos finais e o último tópico são para você relançar e avaliar propostas para o governo. Penso que nas suas sugestões há também um equívoco. Neste e no próximo ano não haverá muito espaço para uma presença mais marcante do governo (Do Estado) a menos que seja no sentido de já apresentar propostas para daqui dez a vinte anos. Com a moeda mais desvalorizada, o governo tem de ser mais comedido para evitar que a valorização da moeda ocorra novamente. Ele tem que buscar um crescimento em torno de 5% ao ano e só daqui uns vinte anos quando o PIB brasileiro alcançar o atual PIB da China, mas com uma renda per capita cerca de sete vezes maior do que a chinesa de agora, o Brasil poderia trilhar novamente o caminho da valorização da moeda.

Clever Mendes de Oliveira

BH, 20/11/2015

Seu voto: Nenhum

Meu caro Nassif,

quisera eu ter o seu otimismo.  Um mal jogador deve manter a bola longe dos seus pés, pois até a bola atrapalha quem não sabe jogar.   Esta é a Dilma.  Só acreditarei quando ela mandar o cardoso para casa e colocar em seu lugar um verdadeiro republicano, que meta na cadeia todos os pfs não republicanos.

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Nandex
Nandex

Palestra interessante

Palestra interessante explicando o plano do mercado financeiro de coagir economias:https://www.youtube.com/watch?v=ChmYfkVDFSU 

Seu voto: Nenhum
imagem de Clever Mendes de Oliveira
Clever Mendes de Oliveira

O inábil Aécio talvez seja assim para os interesses dos outros

 

Luis Nassif,

Não tenho muito como entrar no mérito deste post “Mais uma vez a bola está com Dilma” de terça-feira, 17/11/2015 às 20:28, aqui no seu blog e de sua autoria, mas gostaria de dar destaque aos dois seguintes parágrafos:

“Do lado da oposição, a desmoralização do golpismo de fancaria do PSDB de Aécio Neves, Carlos Sampaio e Aloisio Nunes.

Nesse período todo, contando com a retaguarda total da mídia, não logrou desenvolver uma proposta sequer. A inabilidade política foi tal que, ao propor a anulação completa das eleições, Aécio Neves conseguiu jogar fora a única âncora para o impeachment: a parceria com o PMDB”.

Nunca dei algum valor a Aécio Neves, independentemente de ele ser do PSDB. E ser do PSDB é uma pecha que pesa ainda mais comigo não tendo nenhuma consideração por um representante do PSDB mesmo quando se trata de alguém que eu admiro muito como é o caso de A. Augusto Junho A. De todo modo, não me incluo no grupo dos que se põem contra Aécio. Aqui vale recorrer a minha veia conspiratória.

Em meu entendimento entre seguir o brado de Arthur Bernardes, o fundador do Partido Republicano – PR, a que pertencia o pai – Aécio Ferreira da Cunha – dele, Aécio Cunha Neves, que dissera em 1932: “quanto a mim fico com São Paulo porque para lá transferiu a alma cívica do povo brasileiro”, Aécio Cunha Neves optou por seguir o avó dele, Tancredo Neves, por ver no impeachment uma jogada dos paulistas sobre a qual ele não teria nenhum controle, e ficar do lado da corrente getulista, afinal ele bem sabe que a anulação das eleições no TSE só ocorrerá nas Calendas Gregas. Assim, ao pedir a anulação das eleições e não o impeachment, ele fica bem com o público dele, paralisa o PMDB e também o PSDB, e de certo modo defende uma mineira com laços gaúchos. Não terá o meu voto mas não deixo de ficar satisfeito com o estratagema.

Clever Mendes de Oliveira

BH, 17/11/2015

Seu voto: Nenhum

Dilma enterrou todo o legado

Dilma enterrou todo o legado de Lula. Ainda assim, a militância cega aplaude essa incompetente.

Em 2010, o Brasil cresceu 7,5%. Pela primeira vez na história, passou a Inglaterra e se tornou a 6a. maior economia do planeta.

As estimativas do FMI previam que o país, em 2014, ultrapassaria a França e seria a 5a. maior economia mundial.

Previam ainda que até o final da década nosso PIB per capita bateria nos US$ 20.000, valor considerado o degrau inicial do chamado primeiro mundo.

Maaaas aí chegou a Exterminadora do Futuro. Fez uma c#gada atrás da outra, concedeu subsídios  à JBS, à Volks e a um monte de gente que não precisava; desonerou setores com base apenas em critérios políticos; detonou as contas públicas, arrochou o funcionalismo público; não ouviu ninguém, se meteu em tudo quanto foi ministério, impondo sua vontade a despeito do que era tecnicamente o correto,

Resultado da brilhante atuação da gerentona: desemprego, retração de 3% do PIB nesse ano. Seremos ultrapassados pela Itália, que já havíamos deixado pra trás lá na década passada.

A última previsão é que nosso PIB total será de US$ 1.650 tri em 2016 e US$ 1.950 tri em 2019.

Detalhe: em 2011, primeiro ano da incompetenta, o PIB bateu em US$ 2.600 tri.

O governo dilma está custando ao Brasil UMA DÉCADA DE CRESCIMENTO. É pior do que o Governo Sarney e Collor juntos. 

Parabéns aos militontos que ainda tem a cara de pau de vir aqui defendê-lo.

 

 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

-------------------------------------------------- CIRO 2018 --------------------------------------------------

imagem de D_P
D_P

Arrochou o funcionalismo

Arrochou o funcionalismo ?

Coitados né..ganham muito pouco....

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Que sirva de experiência:

Que sirva de experiência: Nenhum governo eleito consegue administrar o país sem a rubrica no seu orçamento - firmada pelo congresso - que garanta a segurança da previsibilidade orçamentaria.

O ministro da Fazenda deve ter ficado mais maduro quanto à falta de liquidez cíclica, devido ao ápice de posturas especulativas do sistema financeiro, e se encontre formado em si, no sentido de buscar essa regulação no mercado antes deste causar o desmantelamento do tecido social.

É inadmissível que decisões irresponsáveis do Banco Central, como aumento das taxas de juros, operações de swap cambial, e inflação destrutiva de ativos continuem como salvacionismos dos bancos; causem déficits e exija da presidenta Dilma suscitar seus limites na instância do ajuste fiscal.

Haja o que houver, a PF, MPF e STF,  como são órgãos do Estado, devem respeitar a expressão de defesa das receitas das empresas e disposições das atividades que movimentam as relações da economia, cujo modelo de gestão eles também dependem de fazer a vigilância, para cuidar dos seus próprios compromissos, mas, principalmente sendo fieis com o funcionamento completo da nação.

Os bancos que controlem suas crises sistêmicas.

 

Seu voto: Nenhum

Uma ideia ou intuição dita de modo próprio pode servir de via de acesso em direção a percepção metafísica do ser e o quanto no universo ele é capaz de constituir por si mesmo para tal transcendência existencial.

imagem de Durval Marcos
Durval Marcos

Nassif, forçou demais. O país

Nassif, forçou demais. O país está indo para o brejo e você fica com divagações.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Raimundp
Raimundp

Concordo

Para a midia (glob) e a turma do amedoin so lamento....no golpe nao vai.... Isso aki nao e uma republiqueta....

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de aleminas
aleminas

TÁ FALIDO, NASSIF...

Infelizmente.. não tem grana nem para o projeto "Patria Educadora". Hoje estava almoçando com uma amiga que trampa numa editora. O governo deve 400 milhões para as editoras e não sabe quando vai pagar. Aliás, tinha visto a matéria no Bom Dia Brasil, ms não tinha me tocado. Aí ela comentou. Cara... ela explicou: o governo tem um acordo com as editoras. Ele encomenda os livros. As editoras investem no livro (papel,tinta, mão de obra, grana do autor, funcionários etc). Paga tudo adiantado. E recebe depois. Só que o governo já recebeu os livros e não pagou! As editoras, me disse ela, estão preocupadas por que bancaram tudo. O que é normal. Sempre foi assim. Mas agora, na maior candura, o governo diz que "não tem previsão". Puta sacanagem né, Nassif? Patria Educadora.. bah! Vou dizer aqui pra admnistradora do condomínio, pro Colégio do meu filho, pra porra da Net, para Comgas, Eletropaulo, para o  Bradesco Saúde etc que EU NÃO TENHO PREVISÃO de quando vou pagá-los será que dá certo, Nassif?

Seu voto: Nenhum

Mas pode ser pior!

"É possível que, nos próximos meses, o empresariado paulista e o mercado financeiro passem a apostar na Rede Sustentabilidade, de Marina Silva"

Se as fontes do Nassif (por absoluta falta de opções) indicam esse caminho, a brasilia verde que enxergo no futuro é essa:

Pensei que nada pudesse superar o erro de Dilma Roussef presidente!

Seu voto: Nenhum (7 votos)
imagem de Alexander
Alexander

Nassif, se possível, gostaria

Nassif, se possível, gostaria que tivesse por aqui uma opinião de juristas especialistas para analisar o argumento da OAB contra o artigo 10 da Lei do Direito de Resposta, porque numa primeira impressão é estranha essa posição da OAB, coincidindo com os interesses das empresas de mídia, no caso deste artigo.

Seu voto: Nenhum
imagem de Gildasio Oliveira
Gildasio Oliveira

Crítica e auto-crítica

A grande verdade é que não se conhecem os frutos de uma árvore até que ela frutifique. Aí então saberemos se são bons ou ruins. Dilma foi eleita em uma eleição limpa, a despeito dos que discordam. Um processo de Impeachment comandado por bandidos e por gente de moral duvidosa não é o melhor para o cenário Político Brasileiro. Deixamos a Direita livre, e o que ela produziu? Uma Ditadura de vinte anos e uma Imprensa com cara de Poder Judiciário. Essa segunda praga, pelo menos, pode ser amansada com a nova Lei do Direito de Resposta... mas a pregação do ódio, do sectarismo, de tudo o que não se ouve mais falar, veio graças à resistência de Dilma; de fato, a bola esteve com ela o tempo todo. Se a Direita agora precisa socorrer-se aos sofismas para sobreviver, eu garanto: já foi mais criativa e insidiosa do que hoje está. E não nos esqueçamos: o momento mais difícil de um quebra-cabeças é quando ele está a ponto de ser resolvido!

 

Nem vou citar que as trapalhadas da Direita tiveram seu componente geneticamente ativo sobre a Economia; o desvio de tanto dinheiro como o que é apurado pela Zelotes (focada) inviabiliza qualquer plano de governo, quer ortodoxo, quer heterodoxo. Mas a revelação das fisionomias dos que jogam nesse jogo sendo reveladas é de suma importância para o crescimento institucional do Brasil; e a esse crescimento, o Povo Brasileiro deve dar todo seu apoio. Alguém comentou antes de mim que as variáveis são as seguintes: se Dilma ataca a Direita, vão acusá-la de ditadora e de utilizar a força em benefício próprio; se ela não ataca, vão acusá-la de ser inepta e incompetente... e desses dois conceitos advindos do atacar ou não atacar tentarão derrubá-la... logo, atacada por atacada, ela escolheu a solução que preserva melhor as instituições.

 

Parabéns à nossa Presidente.

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Daniel Esser
Daniel Esser

Bola com Dilma

Sem resolver o problema da São Marcos, não dá para governar.

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Almir G. Pereira
Almir G. Pereira

Sugestões para Dilma

Não adianta: a melhor opção é ir vivendo e esperar 2018. 2015 foi o ano do Aócio! Ele ocupou os espaços do discurso político com a mais deslavada "dor de cotovelo" e de "paguei de idiota", ao ver, nos 45 minutos, a virada que daria a vitória a Dilma, após sua fatídica comemoração antecipada! A sua reação a ver Dilma chegando rápido foi inesquecível (aliás, parece que tiraram do YouTube).

Bom, o que Dilma deverá fazer? Parar de ouvir o PMDB, pois até esse partido não sabe o que faz, se vai ou se fica e decidir pelo que achar melhor para o País, com interlocutores preparados.

Sugiro que ela invista uma horinha de seu precioso tempo para ver o vídeo a seguir, da entrevista com o Prêmio Nobel Joseph Stiglitz. Creio que muita coisa que ele propõe tem mais aplicação aqui, no Brasil, que nos EUA.

 

Seu voto: Nenhum
imagem de cassie
cassie

"NORMALIDADE"

O que você chama de normalidade? Eu não entendo sua metodologia. Inflação real a mais de 11%, juros estratosféricos, 6 em cada 10 brasileiros endividados e destes 59% com parcelas em atraso, desemprego, sem contratações de temporárias de final de ano, lama, Petrobras no buraco, BNDES sem dinheiro para os mortais, crescimento negativo, indústria falida, comércio quebrado, corrupção, mais corrupção, 32 minstérios (pois nada de verdade mudou), gasolina a R$ 4,45 em algumas cidades, violência nas alturas, falta de transporte, hospitais fechando as portas, grupos pedindo a volta de militares, outras querem tirar a presidente, outros nem querem olhar para ela, Presidente com aprovação de 8%, Presidente da Câmara e Senado investigados em mais corrupção...Ufa...me diga o que você chama de NORMALIDADE.

 

Texto original Sandra Alif

Seu voto: Nenhum
imagem de j.marcelo
j.marcelo

FINALMENTE DERAM UMA"

FINALMENTE DERAM UMA" CORREÇÃO DE VARA"(LEI DE DIREITO DE RESPOSTA)

A "ESSES MENINOS LEVADOS Q SÓ APRONTAM"(MÍDIA GOLPISTA)

MAS OS" PAIS"(O GOVERNO) PRECISOU SOFRER MUITO

NA MÃO DESTES" MENINOS DANADINHOS"!!!!!

 

Seu voto: Nenhum
imagem de Claudemir Iseppi
Claudemir Iseppi

Mais uma vez a bola está com Dilma !!!!

Seu comentário tem alguma lógica e tambem um contrasenso !

Somente com a "varinha mágica" poderíamos imaginar qualquer Presidente tomar medidas transformadoras nesses 10 meses de 2015.

No fervor da operação Lava Jato, com membros do governo sendo acusados, julgados, presos, no oportunismo da oposição e da grande mídia acreditando e tentando "incendiar" Brasília pelo impeachment da Presidente, com seu maior partido de apoio, o PMDB, querendo tirar o corpo fora, a Presidente ficou simplesmente acuada, imobilizada.

Qual seria o mérito dela nessa possível mudança de cenário ?  Primeiro ter encaminhado ao Congresso um pacote de medidas que, se por si só não é tudo, induziu o Congresso a pensar, a sugerir, a aprovar, a implementar e Segundo e principaalmente, pela sua RESISTÊNCIA !!!!

Disse em algum momento que não temia pressões, deve ter vencido pelo cansaço dos opositores.

Como não existem medidas com "varinha mágica", quais são os orgãos competentes para avaliar mercados, tendencias, recursos potencias ? São exatamente aqueles que vc mencionou IPEA, CGEE, enfim, momento e medidas AMADURECIDAS !!!!

Seu voto: Nenhum
imagem de J
J

A turma do golpe de Estado

Os foristas que sonham com um golpe, uma volta a tempos autoritários, a prisão indiscriminada de progressistas,MST, MTST, sindicalistas, a reversão/extinção de todas as políticas sociais, como bolsa família, cotas, prouni, enem, mais médicos, agricultura familiar, programas habitacionais, luz pra todos, privatização das universidades públicas e empresas como Correios, Petrobras, Caixa, BB, extinção da Infraero, abertura total do mercado brasileiro para EUA e Europa, alinhamento automático com Uncle Sam, mulher na cozinha, homosexualismo como crime, liberar as armas, Deus nas escolas, carolas no poder, abrir as sessões dos parlamentos municipais, estaduais e federal com cultos religiosos, rebaixar o salário mínimo, ou extingui-lo, acabar com a CLT, voltar as domésticas para a senzala, tirar os negros e pobres de shoppings e aeroportos, taxar pesadamente automóveis para que somente 1/3 da população possa tê-los, controlar a internet como fazem Irã e China, fechar todos os blogs, sites e portais sujos, fechar a Carta Capital, proibir qualquer forma de aborto, liberar a pena de morte, inclusive para menores, acabar com a lei que proíbe o nepotismo, voltar os engavetadores, acabar com o ensino de antropologia, retificar o currículo de biologia, sociologia e filosofia, além de um grande expurgo e reelaboração da história que se ensina. Proibir uma série de livros, autores, pensadores. Unir a nação em torno de um pensamento único. Exportar esse pensamento para a América Latina. Quantos sonhos destros, e ainda faltam muitos.

A realidade deste ano que se esvai não se repetirá facilmente. Este foi o ano do grande suspiro fascista. Eles mostraram a cara, e muita gente mesmo ficou com os cabelos de pé. Foi pior que filme do Exorcista. Temos 3 anos para voltar o país a um patamar de regular para bom, ou aceitável. E 2018 está aberto, inclusive para o PT.

Seu voto: Nenhum
imagem de Alex Silva
Alex Silva

O texto do Nassif já estava

O texto do Nassif já estava bom, mas foi abrilhantado pelo seu comentário, parabéns!

Seu voto: Nenhum
imagem de LUCIA  MARCIA ANDRE
LUCIA MARCIA ANDRE

A bola está com Dilma!

Esse é o problema! A bola está com Dilma! E Dilma parece ter esquecido que o partido pelo qual se elegeu tem um projeto e um programa... Aliás, parece ter se esquecido de muita coisa... Ela é uma boa gestora, mas é uma péssima política.Espero que consiga se recuperar um pouco e dar um mínimo de ouvidos ao Wagner que é um bom conselheiro. Espero...

Seu voto: Nenhum
imagem de Gogolla
Gogolla

Mais uma vez a bola esta com Dilma

Francamente.

Onde ele esta vendo o bem-estar social no Brasil???

Quem disse que o PSDB era aliado do Eduardo Cunha?? ele sempre foi e é aliado do governo.

Quem disse que o PSDB jogou fora possibilidade de se aliar ao PMDB por ocasião do impeachment?? não tem nada a ver uma coisa com outra.

Se voltarem para Marina Silva era só essa que falta. rsrss...

Esta foi a Piada do Dia. Também depois deste terrorismo todo precisa de bom humor mesmo.

Seu voto: Nenhum (28 votos)
imagem de L. Souza
L. Souza

O Cunha rompeu com o Governo

O Cunha rompeu com o Governo faz tempo. Era aliado sim do Aecio. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)
imagem de Pedro Pereira
Pedro Pereira

Tem que da tua cara de safado

"Quem disse que o PSDB era aliado do Eduardo Cunha??"

Quem elegeu o Cunha? Foi o governo? Que eu saiba o governo tinha seu candidato, Arlindo Chinaglia.

Ou você é muito burro.

Ou é muito cínico, hipócrita e oportunista, agora que descobriu que o Cunha e indefensável, quer tirar o filhote do colo dos tucanos, que o elegram, e colocar no colo do governo.

 

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Sobre o Direito de Resposta.

O direito de resposta é como proteger a goiaba com saquinho, evita que ela fique bichada.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Balão do Impichim.

Seu voto: Nenhum (15 votos)
imagem de Moacyr
Moacyr

Só se a bola já estiver

Só se a bola já estiver furada, caro Nassif...

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Sandra Ali
Sandra Ali

Tentaram dar o golpe mas ninguém tinha moral!!

Concordo totalmente com você Nassif, tentaram tirar a bola da Dilma, conquistada democraticamente nas urnas. Mas nenhum desses políticos tem moral ou capacidade para fazer melhor que o PT e honestidade e interesse também não tem. Parecem ciranças no jardim da infância, a menina ganhou a bola na votação mas os meninos, bem machistas, não deixa ela jogar mas também não sabem jogar kkkkkkk Não sabem esperar a próxima eleição para oferecerem algo de verdade melhor do que o governo que está aí e que melhorou muito a vida e a economia do país. As roubalheiras sempre existiram, a diferença é que com a elite ninguém mexe, não se apura nada, mas como o PT é partido fundado por trabalhadores, então a devassa que sempre deveria acontecer, agora está acontecendo, que bom!!!  

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de Renato Cunha
Renato Cunha

Até parece que estamos

Até parece que estamos ouvindo os discursos do deputado José Guimarães aparteado pelo senador Humberto Costa. A roubalheira já vem de longe, então vamos continuar roubando. Maluf rouba mas faz. Pelo menos tirou a população da miséria (mesmo jogando abaixo da linha da miséria, mas tirou). Pelo amor de Deus, é o que me faltava. Como se não bastasse os deputados e senadores, ainda aparece um "........." que é a favor do governo do PT. Eu sou a favor do Brasil. Não estou defendendo ninguém, pois ninguèm presta, a menos que se prove o contrário. O que estou defendendo aqui é o governo sério que defenda os interesses da população, sem demagogias, sem hipocrisia, sem o "toma lá, dá cá", se é que na política isso existe...  

Seu voto: Nenhum
imagem de EDSON VIEIRA NUNES
EDSON VIEIRA NUNES

Tentaram dar o golpe mas ninguém tinha moral.

Super inteligente e lúcido o comentário de Sandra Ali. Fico feliz por saber que existem pessoas  com discernimento para entender o que foi e o que é este Brasil.  Pena que a maioria é papagaio da Veja e outros meios de comunicação.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

O Governo já acabou antes de

O Governo já acabou antes de alcançar o fim do primeiro ano porque até a torcida do Mengao viu o quanto custou o preço de se manterem firmes agarrados no osso do poder.

Essa é a grande meta maquiavelica dos politicozinhos latino americanos, a visao mesquinha do curtissimo prazo.

Ocorre que o governo de fato possui tecnica, ao menos alguma. Mas não tem cascalho (faz-me rir) e recurso politico.

Como só o que conseguem fazer é anunciar investimentos sem cuidar da organização ou dos processos, adeus Joana.

Ficará num passo em falso com o PMDB agarrado e sugando a máquina até a última gotinha.

E a Rede Globo assistindo à tudo de camarote. Ela, juntamente com evangélicos e reacionarios do pior naipe em geral, os grandes vencedores.

Valeu Lulao! Valeu PT!

Belíssimo trabalho de enterro da esquerda vocês fizeram.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Belíssimo trabalho de enterro

Belíssimo trabalho de enterro da esquerda vocês fizeram.

Exatamente! Esse é um dos piores legados do governo da incompetenta: a direita mais reacionária saiu do armário e desfila à luz do dia, bradando em alto e bom som que é direita com orgulho (claro, se ser de esquerda é ser/apoiar esse lixo de governo Dilma, os caras se sentem à vontade pra dizer que são o oposto).

Lembre-se de que até muito pouco tempo atrás nego tinha VERGONHA de dizer que era de direita. Até o PFL tinha vergonha, desconversava, dizia "veja bem, essa coisa de direita e esquerda hoje em dia nao tem nada a ver e tal..."

Agora. não. Os reaças estão vindo com tudo, sem medo de ser feliz. Quem é de esquerda é achincalhado, taxado incompetente, de corrupto, de cavador de boquinha e carguinho comissionado.

Obrigado por mais essa, querida incompetenta. 

Seu voto: Nenhum

-------------------------------------------------- CIRO 2018 --------------------------------------------------

imagem de Cláudio Antônio
Cláudio Antônio

Por favor me expplique

O que você chama de normalidade? Eu não entendo sua metodologia. Inflação real a mais de 11%, juros estratosféricos, 6 em cada 10 brasileiros endividados e destes 59% com parcelas em atraso, desemprego, sem contratações de temporárias de final de ano, lama, Petrobras no buraco, BNDES sem dinheiro para os mortais, crescimento negativo, indústria falida, comércio quebrado, corrupção, mais corrupção, 32 minstérios (pois nada de verdade mudou), gasolina a R$ 4,45 em algumas cidades, violência nas alturas, falta de transporte, hospitais fechando as portas, grupos pedindo a volta de militares, outras querem tirar a presidente, outros nem querem olhar para ela, Presidente com aprovação de 8%, Presidente da Câmara e Senado investigados em mais corrupção...Ufa...me diga o que você chama de normalidade, pois acho então que somos uma nação de anormais. Saudações

Seu voto: Nenhum (4 votos)
imagem de joca
joca

Emprego

Calma Claudio Antonio. Tem muita gente que diz que estamos voltando para a normalidade porque senao perdem o emprego. No Ministerio de Saude, por exemplo, o ministro agora e do PMDB, mas o resto (segundo escalao) em diante e todo do PT. Na Educacao a mesma coisa . Sao 23.000 cargos comissionados que o governo disse que iria eliminar apenas 3.000, mas ate agora nada. O ex-governador do Distrito Federal, Agnelo Queiroz, destruiu a governabilidade de Brasilia e como punicao recebeu um cargo no Ministerio de Saude. 

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Perfeito. Não consigo

Perfeito.

Não consigo entender.

O cara deve escrever da beirada de um lago suíço tomando wisky e fumando charuto.

Só pode.

Seu voto: Nenhum (12 votos)
imagem de Celso Junqueira
Celso Junqueira

Governo FHC?

Tirante "grupos pedindo a volta de militares", você me lembrou o governo FHC. Acrescento o "UM ANO DE RACIONAMENTO DE ENERGIA ELÉTRICA".

Seu voto: Nenhum (5 votos)
imagem de Tulio
Tulio

Descansem 14 dias, em 01/12

Descansem 14 dias, em 01/12 divulga-se o PIB do 3º tri. Serviços caiu 4,2% no trimestre, indústria 9%, comércio 6%. Dificilmente o PIB fica acima de 5,0% negativo (3º tri de 2015/ 3º tri de 2014). Não sei o dado da agro nem da construção que são por construídos por modelos, contudo o das pesquisas já divulgadas foi péssimo, como construção tende até a tá pior do que a indústria sei não, acho que cai Levy em dezembro. Dima ainda vai ter uma calmaria. Basta não colocar Meirelles e mudar pra se salvar, se trocar 6 por meia dúzia e manter essa política econômica bizarra vai pro ralo...

Seu voto: Nenhum (6 votos)
imagem de João Silva
João Silva

Nome aos bois

Nassif. Só faltou você colocar no artigo quem quer implacar um novo ministro da fazenda "Henrique Meirelles", Lula é claro. Dê nome aos bois.

Seu voto: Nenhum (11 votos)

Jogaram o país no buraco,

Jogaram o país no buraco, ela, seu mentor e o PT.

Essa relativa estabilidade institucional é goma, lorota, conversa pra inglês ouvir.

Seu conteúdo é feito da paupérrima ilusão segundo a qual basta o país "crescer".

A mesma que o fez ser ufanista quando o país "crescia" sem enfrentar problemas estruturais: midia, judiciario, sistema eleitoral, sistema tributario.

A Dilma é uma zumbi. Vai chegar ao fim incapaz de levantar uma palha contra os principais problemas do país.

E o campeão de votos já se aquece como se na melhor janela de oportunidade das últimas décadas ele mesmo tivesse sido capaz.

Você(s) se iludem muito facilmente.

Há, na verdade, um bando de ineptos e covardes por aí.

Seu voto: Nenhum (23 votos)

Chico

Concordo em alguns pontos com você : a estabilidade institucional - a despeito de Dilma e, talvez por causa dela - está por um fio.

Dilma não é irresponsável a ponto de renunciar, mas a questão estrutural me parece séria realmente. E Dilma tinha em mente, acho, a construção do governo com uma estrutura diferente desta que está aí. Buscou os quadros mas não obteve sucesso. Por isso lhe restou Mercadante e cia.. Além disso, muita bola nas costas, muita criancice e muita "alopragem" para recordar um pouco episódios mais longínquos. Problemas que se repetem e desgastam. Você tem razão.

Não sei se zumbi é uma boa qualificação, mas respeitando sua opinião, diria que sua base é pequena e quem a apóia nem sempre a compreende e quer fazer valer interesses outros. Você certamente conhece bem mais que eu e sabe como funcionam os gabinetes ...

Quanto a Lula, houve um recrudescimento de sua candidatura mas tenho minhas dúvidas a respeito... Marina não é minha candidata mas é preciso avaliar quem estaria concorrendo. Para ficar "pelas esquerdas" ...

Quanto ao bando, concordo plenamente. Situação difícil e pra lá de indefinida.

Seu voto: Nenhum (3 votos)

Anna Dutra

Não conheço ninguém de

Não conheço ninguém de gabinete.

O raciocínio que vale demais pra mim, é:

Se há capital politico, use-o.

O Lula teve grande quantidade ao seu dispor.

Não usou porque não sabe o que é ou porque tem medo.

Imagino que a primeira opção é a melhor.

O preço de sua sonora "omissao" é altissimo.

Os problemas avolumaram e a chance se foi.

A Dilma tem parcela de culpa, também. Entretanto, bem menor.

Seu voto: Nenhum (8 votos)

culpa

Estamos de acordo.
Lamento.

Seu voto: Nenhum (2 votos)

Anna Dutra

imagem de trovinho
trovinho

Prestidigitação legal

Sei não...tem setor do judiciário useiro e vezeiro em encontrar soluções heterodoxas contra o povo. Tenho medo do gilmar “dantas” tirar da cartola/toga um coelho/ gato que acabe com o direito de resposta. 

Seu voto: Nenhum (2 votos)
imagem de aliancaliberal
aliancaliberal

Não depende do PSDB, não

Não depende do PSDB, não depende do PMDB, não depende do PT, depende apenas da assembléia do povo, se ela assim desejar tudo pode mudar não vai adiantar lei da mordaça , pixuleco, que o poder esta nas ruas não dentro de gabinetes.

Levou se 10 anos para derrubar Slobodan Milosevicm não sei quanto tempo será necessário para derribar Dilma e o PT do poder, só sei que a liberdade sempre vence.

Seu voto: Nenhum (22 votos)

A escolha da Dilma

Dilma terá que escolher entre continuar com a política ortodoxa do Levy, cujos resultados até o momento têm sido desastrosos, sem melhoras no médio prazo, ou mudar para a política heterodoxa recomendada pelo Lula, baseada no estímulo ao consumo, através do aumento do crédito.

A aposta do Lula de trocar o Levy pelo no Henrique Meirelles  no ministério da Fazenda  parte da crença que este iria concordar com a política heterodoxa do Lula, o que não é certo.

 

Seu voto: Nenhum (5 votos)

Post interessante, de fato.

Post interessante, de fato. sö faltou esclarecer de onde ( ou de quem ) surgiu a brilhante idéia do nome de Meirelles, e se era no bem estar do povo brasileiro que essa pessoa ou grupo estava pensando.

Seu voto: Nenhum (6 votos)

Só falta fritar...

... o Sinistro Cardozzzzzo...

Infelizmente, o jeito que ela ia conseguir isso miou: indicação (desatrosa) para o STF!

Quem sabe Cunha não tenha nos feito um favor com a PEC da bengala?

Seu voto: Nenhum (7 votos)

"Se você não for cuidadoso, os jornais farão você odiar os oprimidos e amar os opressores." - Malcom X

"Com o tempo, uma imprensa cínica e corrupta formará um público tão vil como ela mesma." - Pulitzer

das coisas importantes:

fim do financiamento privado

desmascaramento do Gilmar como gerador de crises a partir de seu cargo no STF/ TSE

desmascaramento e esperamos a cassação do Eduardo Cunha, o gerador de chantegens na camara...

desmascaramento de alguns juizes do TCU, pelo envolvimento em casos da operação Zelotes

aprovação do direito de resposta, que bota um (pequeno) freio no PIG...

e por aí vai...

 

 

Seu voto: Nenhum (10 votos)
imagem de antonio barbosa
antonio barbosa

Outras forças estão surgindo e não vem sozinhas.

"Sendo uma pessoa reconhecidamente inteligente"... jura por Deus? (se é que acredita nele). Há algumas semanas atrás Levy era o Levi_atã da economia, agora é um homem integro. Puxa que virada hein. Se alguém pensa que as coisas acalmaram tá muito enganado. Vá na feira hoje e veja os preços dos produtos agrícolas por causa do aumento dos combustívies e me diga se está tudo tranquilo. De uma coisa esta nota está muito certa, Aécio é uma decepção e o PSDB seja de Alkmin, Serra ou FHC é um LIXO de oposição. São uns bananas, uns filinhos de papai, de vôzinho que não tem culhões para nada. Ah, mas se eles não mais nos representam, outros estão surgindo com muita força para se opor a este desgoverno e estes não vem sózinhos. 

Seu voto: Nenhum
imagem de Felipe Lopes
Felipe Lopes

Agora sim, Nassif

Quando você diz: "Há um enorme elenco de estudos, desde as REFORMAS INSTITUCIONAIS defendidas por instituições ligadas ao mercado, SIMPLIFICAÇÕES TRIBUTÁRIAS estudadas por Associações Comerciais, políticas industriais e instrumentos de capitalização estudados pela Universidade e pelo BNDES..." parece que finalmente algo que presta pode sair dessa crise encomendada de graça pela presidente. Sim, porque ficar martelando apenas em aumentar impostos é jogar fora a oportunidade de tirar do papel pelo menos algumas das reformas estruturais de que precisamos a décadas.

Seu voto: Nenhum (1 voto)

Comentar

O conteúdo deste campo é privado e não será exibido ao público.
CAPTCHA
Esta questão é para testar se você é um visitante humano e impedir submissões automatizadas por spam.