Revista GGN

Assine

Curitiba

Em Curitiba, vereadores mudam local de sessão e aprovam pacotaço de Greca

protesto_curitiba_melito_midia_ninja.jpg

Foto: Melito/Mídia Ninja

Jornal GGN - Nesta segunda-feira (26), os vereadores de Curitiba (PR) aprovaram o ‘pacotaço’ do prefeito Rafael Greca (PMN). Entre os projetos, estão mudanças no regime de previdência dos servidores municipais, um teto de gastos para a Prefeitura e o congelamento leis relacionadas ao plano de carreira dos servidores.

Após os protestos contra o pacote realizados na semana passada, os vereadores decidiram fazer a sessão na Ópera de Arame, a 7 quilômetros da Câmara Municipal, que fica no centro de Curitiba. 
 
Policiais militares cercaram o local e funcionários públicos protestaram em frente à Pedreira Paulo Leminski, que fica ao lado da Ópera de Arame. Os servidores foram reprimidos com cassetetes e spray de pimenta.

Leia mais »

Média: 1 (2 votos)

Procuradores dificultam delação de doleiro operador de propina em governos do PSDB

Foto: Câmara dos Deputados

Jornal GGN - É destaque na coluna de Mônica Bergamo, na Folha desta sexta (23), que o doleiro Adir Assad, acusado de operar propina sobre desvios em obras realizadas durantes os governos do PSDB em São Paulo, teve dificuldade para fechar um acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal.

Leia mais »

Média: 5 (5 votos)

Manifestantes são feridos em protesto contra pacote fiscal em Curitiba

manifestacao_parana_-_chico_camargo_cmc.jpeg
 
Foto: Chico Camargo/CMC
 
Jornal GGN - Um protesto de servidores municipais que contou com cerca de 4 mil pessoas, segundo os organizadores, teve manifestantes feridos na manhã desta terça-feira (20), em Curitiba (PR). 
 
Os participantes da mobilização protestavam contra o pacote fiscal proposto por Rafael Greca (PMN), prefeito curitibano. Um grupo tentou invadir a Câmara dos Vereadores, e a Polícia Militar utilizou spray de pimenta e cassetetes contra os manifestantes. Ainda não há confirmação do número de feridos. 
 
Entre outros pontos, o pacote proposto por Greca coloca um teto nos gastos com pessoal, muda o plano de carreira dos servidores, retira gratificações como a licença-prêmio e também aumenta a contribuição à Previdência. 

Leia mais »

Média: 2.3 (3 votos)

Com fim de prazo para Lula, quanto tempo até a sentença de Moro sobre o triplex?

Quando há petistas sentados no banco dos réus, Sergio Moro costuma dar a sentença condenatória em menos de 2 semanas

Foto: Lula Marques/PT

Jornal GGN - Termina nesta terça (20) o prazo para a defesa de Lula apresentar as alegações finais sobre o caso triplex. Há uma expectativa em torno de quanto tempo levará até que o juiz Sergio Moro emita decisão condenando ou absolvendo o ex-presidente. Levantamento do GGN mostra que, quando há petista sentado no banco dos reús, o magistrado de Curitiba costuma decidir em menos de 2 semanas. De 10 sentenças analisadas, seis enquadram-se nesse intervalo. Disputado por eventos empresariais, acadêmicos e político-partidários, Moro sempre leva em consideração se há prisão preventiva dos denunciados para acelerar o processo.

O ex-tesoureiro João Vaccari Neto foi um dos que recebeu a punição - 8 anos de encarceramento - rapidamente. Entre o fim do prazo para as alegações finais e o momento em que Moro recebeu os autos conclusos para decisão, passaram-se apenas 3 dias. Na mesma sentença, de 227 páginas, o juiz condenou também Renato Duque, considerado o operador do PT dentro da Petrobras, a 20 anos de prisão.

Leia mais »

Média: 3.8 (6 votos)

Lava Jato será denunciada por tentativa de intimidar defesa de Lula

Advogados prometem alardear nos órgãos nacionais e internacionais a perseguição a Roberto Teixeira pelo MPF em Curitiba

Foto: Fotos Públicas

Jornal GGN - A defesa de Lula promete denunciar aos órgãos nacionais e internacionais a tentativa de intimidação encampada pela Lava Jato em ação penal em que o ex-presidente é acusado de supostamente receber propina da Odebrecht. Isso porque, mesmo contra depoimentos colhidos na frente do juiz Sergio Moro, o Ministério Público Federal insiste em dizer que o advogado Roberto Teixeira ajudou a lavar dinheiro de esquema de corrupção na Petrobras ao prestar consultoria na negociação de imóveis.

Leia mais »

Média: 4.6 (11 votos)

Palocci promete implicar Lula, André Esteves e Abílio Diniz para obter delação

Foto: Reprodução
 
 
Jornal GGN - O ex-ministro Antonio Palocci já iniciou as tratativas por um acordo de delação premiada na Lava Jato com a Procuradoria Geral da República e com a força-tarefa de Curitiba, informou a Folha desta quarta (31).
 
De acordo com o jornal, os procuradores só aceitaram começar a negociação quando Palocci sinalizou "positivamente" para a possibilidade de confirmar a delação de Marcelo Odebrecht contra Lula.
Média: 2.1 (14 votos)

Fachin e Moro não devem analisar acusações da JBS contra Lula, diz defesa

Foto: Instituto Lula

Jornal GGN - A defesa de Lula protocolou na segunda (29) um recurso contra a decisão de Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal, que enviou ao juiz Sergio Moro, de Curitiba (PR), as acusações feitas por delatores da JBS sobre corrupção em governos petistas. O advogado Cristiano Zanin apontou, em nota à imprensa, que a delação que cita Lula não tem relação com a Lava Jato.

À Procuradoria Geral da República, Joesley Batista afirmou que criou duas contas no exterior para abastecer os governos Lula e Dilma, com recursos da JBS, que teriam chegado a 150 milhões de dólares em 2014. Essas contas seriam controladas pelo ex-ministro da Fazenda Guido Mantega, que é acusado de ser interlocutor da JBS junto ao BNDES e outros setores do governo. 

Pelo regimento do Supremo, Fachin pode revisar sua decisão e redistribuir o processo ou colocar o recurso da defesa de Lula em votação na 2ª Turma.

Leia mais: Porque a delação da JBS contra Dilma e Lula não pesam como a de Temer

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Porque a Lava Jato não poderia ser monopólio de Moro ou Fachin, por Ademar Rigueira

Foto: Lula Marques/PT
 
 
Jornal GGN - O juiz Sergio Moro não deveria herdar a maioria esmagadora dos processos da Lava Jato em primeira instância com a desculpa de que tudo faz parte de um grande enredo de corrupção envolvendo a Petrobras. A figura do juiz natural da causa, uma reclamação constante entre advogados que defendem réus nas mãos de Moro, não tem sido respeitada. É o que analisa o criminalista Ademar Rigueira Neto, em artigo no Conjur, nesta quarta (26).
 
Na visão de Neto, Moro, como juiz que instruiu vários processos da Lava Jato, foi adotando a prática de quebrar sigilos em busca de uma informação x e acabou descobrindo y. E em vez de permitir que essa descoberta fosse transformada em uma investigação sob o Juízo competente, ele acabou monopolizando vários casos.
Média: 3.4 (5 votos)

Lula é denunciado "por pedalinhos e outros absurdos", diz defesa sobre sítio de Atibaia

Jornal GGN - A Lava Jato em Curitiba desistiu de provar diante de Sergio Moro que o ex-presidente Lula é dono do Sítio de Atibaia, mas apresentou denúncia alegando que o petista se beneficiou de reformas no espaço, custeadas pela OAS e Odebrecht.

Na peça apresenta na noite de segunda (22), os procuradores apontaram que as empreiteiras investigadas na Lava Jato pagaram propina de R$ 155 milhões a agentes e partidos políticos "da base de Lula", por conta de 7 contratos firmados com a Petrobras.

Como Lula era o presidente da República à época da nomeação dos diretores da estatal que patrocinaram o esquema com as empresas, ele é acusado de ser o "mentor" de toda a corrupção revelada pela Lava Jato. Ou seja, a força-tarefa reciclou, com mais discrição, o famoso PowerPoint de Deltan Dallagnol.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Moro vai esperar até 20 de junho para dar a sentença de Lula no caso triplex

Foto: Divulgação

Jornal GGN - Em despacho assinado na manhã desta segunda (15), o juiz Sergio Moro apontou que vai decidir o futuro de Lula no caso triplex a partir de 20 de junho, último dia para que a defesa do ex-presidente apresente as alegações finais.

Leia mais »

Média: 2.9 (8 votos)

Delações valem mais que prova de que triplex é da OAS, aponta Moro

Foto: Lula Marques

Jornal GGN - Nesta segunda-feira (15), o juiz Sergio Moro negou uma série de pedidos da defesa de Lula para juntar aos autos da ação penal do caso triplex novas provas que ajudariam a negar a suposta participação do ex-presidente em esquema de corrupção na Petrobras.

Nesse processo, Lula é acusado de ter recebido da OAS um apartamento triplex, no Guarujá, e repasses para custear o armazenamento do acervo presidencial. Em troca, a empreiteira ganhou três contratos com a Petrobras.

Após a audiência de Lula, no último dia 10, a defesa solicitou a Moro uma "perícia financeira" no triplex, para juntar mais provas de que o imóvel não só está em nome da OAS, já que nunca foi vendido, como ainda foi dado como garantia pela empresa em operações financeiras. Leia mais »

Média: 2.6 (10 votos)

Lava Jato não tem noção de limite quando quer delação, apontou advogado de Palocci

 
Jornal GGN - A colunista Mônica Bergamo publicou, na Folha desta sábado (13), que o "ex-ministro Antonio Palocci recebeu conselhos e recados de que, para efetivar acordo de delação premiada, seria melhor desacelerar em relação ao habeas corpus em que pede ao STF (Supremo Tribunal Federal) para ser libertado".
 
Segundo Bergamo, "réus que fazem acordo de delação concordam em desistir de seguir disputando contra investigadores na Justiça, já que concordam em confessar seus crimes. Antes de fechar negociação, no entanto, dificilmente abrem mão desses instrumentos de defesa."
Média: 3.8 (10 votos)

"Doutor Moro, o senhor se sente responsável por destruir empregos?", perguntou Lula

Jornal GGN - O ex-presidente Lula confrontou o juiz Sergio Moro sobre o impacto da Lava Jato na economia, a relação promíscua dos procuradores e juízes com a imprensa e as delações "forçadas", que só são aceitas pelo Ministério Público Federal quando citam o petista.

Lula perguntou a Sergio Moro se ele se sente responsável pelo fato da Lava Jato ter destruído a indústria da construção civil e afetado setores de óleo e gás, gerando milhares de desempregados. Isso ocorreu após o magistrado perguntar se Lula não se sentia, de alguma forma, responsável pela corrupção que ocorria na Petrobras.

Leia mais »

Média: 4.5 (8 votos)

Defesa responde a veículos que usam Marisa para atacar Lula

Jornal GGN - A defesa do ex-presidente Lula respondeu a veículos da grande mídia que têm dito que o petista jogou no colo da esposa, dona Marisa, falecida em fevereiro passado, a responsabilidade pelas negociações do triplex no Guarujá.

No dia seguinte ao depoimento de Lula ao juiz Sergio Moro, que durou quase cinco horas, a maioria dos jornais de grande circulação insinuou que o ex-presidente usou a morte de dona Marisa para sair pela tangente em relação ao triplex.

Leia mais »

Média: 4 (9 votos)

Curitiba: vão-se os manifestantes, ficam os rojões, por Marcelo Auler

rojoes_curitiba.jpg

Na manhã de quinta-feira (11) o Blog ainda encontrou rojões jogados ao relento no chão do acampamento. Foto: Marcelo Auler

Do blog de Marcelo Auler

 
por Marcelo Auler

Foram dois dias de festa na capital paranaense. Certamente, a multidão que acorreu a Curitiba foi bem inferior aos 30mil, segundo organizadores, ou 50 mil, na expectativa das autoridades – como descreveu a juíza da 5ª Vara da Fazenda Pública, Diele Denardin Zydek (veja em Lula em Curitiba: apesar da juíza, venceu o bom senso!) – anunciados. Mas isto não impediu de a demonstração da força política de Lula, que recebeu apoio de pessoas dos mais distintos pontos do país – só do Piauí foram cinco ônibus com manifestantes.

Leia mais »
Média: 4.4 (7 votos)