Revista GGN

Assine

Polícia Federal

Delação de Marcos Valério à Polícia Federal aguarda homologação no Supremo

Foto: Reprodução
 
 
Jornal GGN - O publicitário Marcos Valério, condenado no mensalão, fechou acordo de delação premiada com a Polícia Federal e, segundo informações do jornal O Globo, desta quarta (19), o documento já aguarda homologação do Supremo Tribunal Federal.
 
A Corte analisará a delação porque políticos com foro privilegiado foram citados, diz a reportagem. Entre eles, Aécio Neves (PSDB). 
 
O acordo já havia sido oferecido ao Ministério Público de Minas Gerais, mas a Procuradoria do Patrimônio Público - cujos membros são permanentemente investigados pelo Conselho Nacional do Ministério Público, conforme mostrou o GGN aqui - rejeitou a negociação.
Média: 4.5 (6 votos)

Depois de prejudicar imagem de Haddad por 2 anos, delação da UTC é desmentida

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN - A campanha de Fernando Haddad a prefeito de São Paulo pelo PT, em 2012, não recebeu caixa 2 da UTC, ao contrário do que alegou o empresário Ricardo Pessoa em delação premiada, em meados de 2015.

Só agora, 2 anos depois do escândalo, é que a Polícia Federal ouviu o dono da gráfica acusado de ter sido o destinatário final de aproximadamente R$ 2,6 milhões pagos pela UTC em favor do PT. O montante ajudou a pagar a campanha de candidatos a vereador e prefeito em cidades pequenas, mas não inflou o caixa da campanha de Haddad.

Leia mais »

Média: 3.9 (7 votos)

Vaza depoimento que Aécio deu à Polícia Federal, sem alarde na grande mídia

Foto: Agência Senado

Jornal GGN - Sem espetáculo midiático, o senador Aécio Neves prestou depoimento à Polícia Federal, no início de maio de 2017, no inquérito em que é suspeito de receber propina de esquemas em Furnas. Mas toda a discrição não evitou que o conteúdo do interrogatório fosse vazado ao público nesta segunda (10), por meio um jornal da grande mídia.

Na reportagem em que informa que Gilmar Mendes concedeu mais 60 dias para a PF concluir o inquérito contra Aécio, o Estadão divulgou um arquivo onde consta o relatório do delegado Alex Rezende sobre o depoimento do tucano.

Leia mais »

Média: 5 (3 votos)

A procuradora Raquel Dodge e os aloprados da Polícia Federal, por Luís Nassif

Um dos grandes dilemas dos modernos sistemas de controle do crime organizado, é a estrutura de comando, as maneiras de coordenar uma corrente que tem como elos principais o Judiciário, o Ministério Público Federal e a Polícia e na qual as relações hierárquicas não são suficientemente claras.

São conhecidos os arrufos periódicos entre MPF e PF acerca das atribuições de cada um. O MP questiona o monopólio da investigação pela PF que, por sua vez, rebela-se contra o controle externo da PF, a ser exercido pelo MP. É um conflito que se estende também aos MPs estaduais.

Trata-se de convivência complicada, cheia de resistências de lado a lado.

Leia mais »

Média: 4.6 (48 votos)

O cheiro de pizza se espalha pelo ar, por André Singer

Jornal GGN – André Singer, em sua coluna na Folha, evidencia a pizzada que está sendo servida no Congresso, com definição de sabores pela mídia. Articular para que Rodrigo Maia possa ocupar a Presidência até o final de 2018 pode ser um balão de ensaio, ou não, dependendo da reação.

Segundo ele, a pizza carrega dois sabores. O primeiro é o de agradar o capital, evidenciando neste quesito matéria veiculada no Valor, de que o Maia já se articula com mercado. A matéria não dá nome nem reações dos tais contatos do mercado financeiro, mas da força que Maia faz em provar que está apto a assumir a função, mantendo, é claro, a equipe econômica e as reformas.

Leia mais »

Média: 3.3 (6 votos)

Para evitar paralisação de serviços públicos, governo pretende liberar R$ 4 bilhões

prf_marcello_casal_jr_-_abr.jpg
 
Polícia Rodoviária Federal anunciou redução no policiamento das estradas federais por falta de verbas. Foto: Marcello Casal Jr.
 
Jornal GGN - Após a suspensão da emissão dos passaportes pela Polícia Federal e de algumas atividades de patrulhamento da Polícia Rodoviária, o governo deve antecipar a liberação de recursos para evitar a paralisação de órgãos da administração. O valor total seria de R$ 4 bilhões, de acordo com o jornal O Estado de S. Paulo. 
 
As restrições no Orçamento começaram a afetar inúmeros ministérios, diante de um corte de R$ 39 bilhões em despesas. Ontem, o Senado aprovou um projeto de lei que permite o resgate de precatórios não sacados por beneficiários no prazo de dois anos, medida que deve colocar R$ 8,6 bilhões nos cofres do governo. Agora, o texto vai para a sanção presidencial. 
 
Metade deste valor poderia ser liberado, mas, para tomar uma decisão definitiva, o governo federal ainda vai esperar os dados da arrecadação de junho. 

Leia mais »

Média: 5 (1 voto)

Nassif: A Polícia Federal na era das tecnologias de rede

A física do crime organizado

Algumas conclusões importantes, na entrevista com o   Agente da Polícia Federal Bruno Requião.

Formado em física, com mestrado pela Unicamp e em conclusão do doutorado na UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul), Bruno trabalha em uma das áreas científicas da Polícia Federal: os estudos sobre Teoria de Redes e Sistemas Complexos, novo ramo da ciência que está sendo aplicado em vários campos, como biologia, física, ciências sociais.

Seu trabalho consiste em analisar grandes bancos de dados visando tirar conclusões e linhas de investigação.

Trabalhou por anos com repressão a entorpecentes e inteligência policial em regiões de fronteira.

Mais recentemente vem trabalhando com crimes cibernéticos na Delegacia de Defesa Institucional na Superintendência da Polícia Federal no Rio Grande do Sul, onde, em especial, se destacaram em 2014 e 2016 a Operação Darknet fases I e II de combate à pedofilia virtual na Deepweb.

Da entrevista concedida ao GGN, destacam-se as seguintes informações.

Leia mais »

Média: 5 (13 votos)

Geddel era o "carainho" interessado na delação de Funaro, diz MPF após prisão

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN - O ex-ministro Geddel Vieira Lima foi preso na Bahia, nesta segunda (3), no âmbito da operação Cui Bono, em que membros do PMDB e seus operadores são investigados por corrupção na Caixa Econômica Federal. A prisão preventiva foi cumprida pela Polícia Federal, a pedido do Ministério Público, que acusa Geddel de obstrução de Justiça. 

Segundo os procuradores, Geddel era o "carainho" na agenda telefônica de Lúcio Funaro, que teria entrado em contato com a esposa do doleiro para saber se existia algum acordo de delação premiada em negociação.

Funaro está preso em Curitiba e foi acusado pela JBS de receber propina nos últimos meses, a mando do grupo de Temer. O objetivo era evitar a delação premiada do doleiro. Joesley Batista também delatou pagamentos a Eduardo Cunha.

O doleiro, segundo nota do MP, teria colaborado entregando as mensagens em que Geddel pergunta sobre delação.

Leia mais »

Média: 5 (4 votos)

Padilha não diz à PF se Temer negociou pessoalmente os R$ 10 milhões da Odebrecht

Foto: Agência Brasil
 
 
Jornal GGN - O ministro Eliseu Padilha, da Casa Civil, não quis informar à Polícia Federal se o presidente Michel Temer participou do momento em que foi acertado com a Odebrecht, em 2014, o pagamento de R$ 10 milhões, valor investigado pela Lava Jato como possível repasse de propina.
 
Segundo informações da Folha, o jantar no Jaburu foi objeto de uma das 14 perguntas que a PF direcionou a Padilha durante seu interrogatório.
Sem votos

Agora, governo pretende tirar verba de convênios internacionais para emitir passaportes

passaporte_marcelo_camargo_abr_2.jpg
 
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
 
Jornal GGN - De acordo com o Ministério do Planejamento, a verba de R$ 102,4 milhões, necessárias para a emissão de passaportes, virão dos recursos destinados para convênios com organismos internacionais. 
 
Ontem (29), o governo apresentou proposta para a Comissão Mista de Orçamento do Congresso que iria retirar verbas da educação para permitir que os documentos voltassem a ser emitidos. A mudança do governo ocorre após o desconforto causado pelo projeto, com reclamações do presidente da comissão, o senador Dário Berger (PMDB-SC).
 
Na última terça-feira, a Polícia Federal suspendeu a emissão de novos passaportes, produzindo somente documentos de emergência. A PF alega “insuficiência do orçamento” e diz que fez ao menos 10 avisos formais para o governo alertando sobre o problema. 

Leia mais »

Média: 1.8 (6 votos)

Governo Temer quer tirar verbas da Educação para voltar a emitir passaportes

passaporte_marcelo_camargo_abr.jpg
 
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
 
Jornal GGN - Enviado ao Congresso nesta quinta-feira (29), um projeto do Ministério do Planejamento pretende tirar R$ 102,3 milhões do orçamento do Ministério da Educação para que a emissão de passaportes pela Polícia Federal.
 
Nesta semana, a PF suspende a emissão de novos passaporte por tempo indeterminado, afirmando que não haviam recursos. "A medida decorre da insuficiência do orçamento destinado às atividades de controle migratório e emissão de documentos de viagem", afirmou a PF.
 
A proposta causou desconforto na Comissão de Orçamento do Congresso. O senador Dário Berger (PMDB-SC), presidente da comissão, pediu que fosse indicada uma outra fonte de recursos. 
 
A ideia do governo era de retirar o orçamento que seria destinada para capacitação e formação inicial e continuada para educação básica, de programas de alfabetização de jovens e adultos, de ações de graduação, pesquisa e extensão e de iniciativas de valorização da diversidade e também da promoção de direitos humanos. 

Leia mais »

Média: 1.8 (5 votos)

Empresa de Maggi nega relação com avião interceptado com cocaína

aviao_interceptado_cocaina_-_pm_goias_0.jpg
 
Foto: Polícia Militar de Goiás
 
Jornal GGN - Por meio de nota, o grupo Amaggi, do senador licenciado e ministro da Agricultura, Blairo Maggi (PP), negou qualquer relação com a aeronave interceptada pela Força Aérea Brasileira (FAB) neste domingo com mais de 500 quilos de cocaína. 
 
O avião teria decolado de uma pista na fazenda Itamarati, arrendada pela empresa. A Amaggi afirmou que a Aeronáutica ainda investigará o local da decolagem, afirmando que a localização foi “apenas declarada pelo piloto durante abordagem do policiamento aéreo”.
 
A empresa negou qualquer relação com a aeronave e diz que não emitiu autorização de pouso ou decolagem, confirmando que a Fazenda Itamarati possui 11 pistas autorizadas para pouso eventual, “localizadas em pontos esparsos de 54,3 mil hectares de extensão”. 

Leia mais »

Média: 2.2 (5 votos)

Troca de comando e autonomia da PF são factoides da Folha, por Armando Coelho Neto

Troca de comando e autonomia da PF são factoides da Folha

por Armando Rodrigues Coelho Neto

Os ataques à Presidenta Dilma Rousseff por parte dos delegados da PF deixaram claro o alinhamento ideológico daquela categoria. Sem filtros ou escrúpulos aderiram ao discurso falso moralista, seja por ignorância ou má fé. Ignorância por conta do expressivo contingente de desinformados, muitos dos quais afiados em leis, repletos de diplomas, fartos em arrogância, mas com conhecimento zero da história do Brasil. A propósito, não conhecem bem sequer a história da própria instituição a que servem. Esse contingente sequer lê Diário Oficial. Se o fizesse, saberia quem lhe deu salário, instrumentos legais e materiais para trabalhar. A má fé fica por conta daqueles que sabendo de tudo isso, se entregaram à aventura golpista.

A PF está com a credibilidade arranhada e os mais recentes ministros da Justiça, quando conveniente, ignoram o eficiente papel instrumental dela como capitã do mato do golpe, via Farsa Jato. Preferem incensar, por medo, a Procuradoria da República - farta de convicções e contradições, que de forma direta ou indireta alimenta futrica eterna entre instituições.

Leia mais »

Média: 4.4 (7 votos)

Governo Temer já tem nome novo para a PF e Lava Jato reage à mudança

Foto: Agência Brasil

Jornal GGN - O governo Temer pretende trocar o comando da Polícia Federal e fazer mudanças na parte administrativa, o que provocou reação de membro da força-tarefa da Lava Jato. O procurador do núcleo em Curitiba (PR), Carlos dos Santos Lima, apontou, nas redes sociais, que a intenção do ministro da Justiça Torquato Jardim é "barrar as investigações por todo o País". "Sem a Polícia Federal, as investigações oerdem muito de sua força operacional."

Leia mais »

Média: 2.1 (7 votos)

Não tem fraude na gravação de Joesley e Temer, diz Polícia Federal

 
Jornal GGN - A Polícia Federal concluiu nesta sexta (23) a perícia na gravação feita por Joesley Batista com Michel Temer. Após a conversa render ao presidente investigação por obstrução de Justiça e corrupção passiva, a defesa solicitou uma perícia no áudio, na tentativa de argumentar que houve fraude. Mas segundo a Folha, a PF concluiu que as interrupções foram "naturais" e nada indica que ocorreu manipulação da conversa.
Média: 5 (4 votos)