fbpx
quinta-feira, novembro 14, 2019
  • Carregando...
    Início Agricultura Familiar Sistemas agroecológicos são mais sustentáveis, afirma pesquisa

    Sistemas agroecológicos são mais sustentáveis, afirma pesquisa

    Estudo realizado no semiárido de Pernambuco será lançado em vídeo e apresenta dados sobre agroecologia

    Documentário traz dados importantes sobre agroecologia - Foto: Ana Lira

    da Página do MST

    Sistemas agroecológicos são mais sustentáveis, afirma pesquisa

    Por Catarina de Angola
    Da Página do MST

    O Centro Sabiá lançou nesta quarta-feira (05), Dia Mundial do Meio Ambiente, o vídeo “Agroecologia é Vida”. O curta, que utiliza a técnica da relatoria gráfica, traz informações sobre a importância da agroecologia e as vantagens em se produzir e consumir alimentos agroecológicos.

    O curta entrou no ar às 10h de amanhã nas redes sociais da organização, e traz resultados do Estudo Agroecologia no Semiárido de Pernambuco “Centro Sabiá: Caminhos para a Construção de Sistemas Alimentares Sustentáveis”, realizado juntamente com a agência da cooperação alemã Misereor.

    A pesquisa integra um conjunto de investigações realizadas em regiões semiáridas da Ásia, África e América Latina. Em Pernambuco, 400 famílias agricultoras, das regiões Agreste e Sertão integraram o estudo. O curta apresenta alguns resultados do documento e os desafios colocados para a prática da agroecologia no Brasil.

    “A proposta é ajudar a população a entender o que é a agroecologia e como ela é importante para quem produz e para quem consome. Nós, junto a outras organizações, agricultores e agricultoras do movimento agroecológico, construímos ao longo dos últimos anos muitas informações e resultados desse trabalho. Com o vídeo queremos popularizar a agroecologia, e acreditamos que a comunicação é importante para isso”, pontua Carlos Magno, coordenador técnico-pedagógico do Centro Sabiá.

    Entre os resultados da pesquisa está a constatação de que na agroecologia a produção é mais sustentável, o que contribui com a preservação da biodiversidade e a recuperação de áreas degradadas. Outro resultado diz respeito à geração de renda, que é maior em cenários de agroecologia: um sistema agroecológico tem dez reais a mais de produtividade econômica por dia do que um sistema não agroecológico, o que significa três mil reais a mais de renda anual.

    O vídeo também apresenta alguns desafios da agroecologia, como a desigualdade de gênero. Tanto em sistemas agroecológicos como em sistemas não agroecológicos de produção, as mulheres ainda trabalham mais que os homens e com isso têm uma grande sobrecarga.

    Leia também:  Sem esperar mais por Bolsonaro, Pernambuco convoca pesquisadores para “decifrar” óleo nas praias

    Pré-estréia

    Na terça-feira (04), o Centro Sabiá realizou uma pré-estreia do vídeo, aberta ao público, na frente da sua sede e com projeção na rua. O evento contou com produtos agroecológicos, vendidos na hora, confecção de camisas com a técnica do estêncil, sorteios e venda de cerveja artesanal. A sede fica na Rua do Sossego, nº 355, no bairro da Boa Vista.

    “Será um momento de celebrar, de forma descontraída e informal, com amigos, amigas, e quem mais quiser assistir o vídeo conosco. Todas as pessoas que quiserem conhecer mais sobre essa produção e sobre a agroecologia estão convidadas”, explica Carlos.

    A pesquisa completa já está disponível no site do Centro Sabiá, no endereço: www.centrosabia.org.br. A partir das 10h, o curta estará nas páginas do Centro sabiá no Youtube e Facebook.

    *Editado por Fernanda Alcântara

    Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

    Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

    Assine agora

    Deixe uma mensagem

    Por favor digite seu comentário
    Por favor digite seu nome