Opositores manifestam contra Maduro nas ruas da Venezuela

Partidários do autodeclarado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, participam de uma manifestação contra o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro em Caracas, Venezuela

Foto: Reuters

Da Agência Brasil

Manifestantes saíram às ruas nesta segunda (4) na Venezuela, atendendo à convocação do autodeclarado presidente interino Juan Guaidó, em protesto contra o governo de Nicolás Maduro. Nas redes sociais, apoiadores de Guaidó postaram imagens das manifestações em diferentes cidades e na capital, Caracas.

Guaidó retornou à Venezuela, depois de 11 dias viajando pela América do Sul, e foi recepcionado por apoiadores que o carregaram e celebraram seu regresso. Havia temor sobre a volta dele ao país pelas ameaças de prisão e ações por parte de autoridades ligadas a Maduro.

O interino fez discurso para os apoiadores e convocou-os para uma mobilização nacional no próximo sábado (9).

“Obrigado a todos pelo carinho e o calor imenso que nos receberam. Convoco o país para uma nova mobilização no sábado, 9 de março. Todo o apoio que recebemos e o respaldo que necessitamos dependem de nos mantermos nas ruas”, disse Guaidó.

Partidários do autodeclarado presidente interino da Venezuela, Juan Guaidó, participam de uma manifestação contra o governo do presidente venezuelano Nicolás Maduro em Caracas, Venezuela.
Foto: Manaure Quintero/Reuters

Em seguida, o interino agradeceu o apoio internacional que recebeu no regresso à Venezuela.

“Agradecemos aos embaixadores da Argentina, do Brasil, do Canadá, do Chile, do Peu, do Equador, dos Estados Unidos, da Alemanha, da Espanha, da França, dos Países Baixos, de Portugal e da Romênia, que nos acompanharam na nossa chegada à Venezuela em uma demonstração firme do compromisso do mundo com a nossa democracia”, acrescentou.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Jeanine Áñez retira candidatura às eleições presidenciais da Bolívia

7 comentários

  1. A questão não é dó. Com ou sem dó não faz a menor diferença. O presidente eleito,Maduro,já percebeu isso e não irá entrar na armadilha dos falcões do norte já que sabe muito bem que poderão substituir este fantoche por outro.
    Assim,o presidente eleito continuará a lutar diuturnamente contra o imperialismo apoiado,sobretudo,nas classes mais necessitadas da sociedade e nos países que tem compromisso com a auto determinação dos povos.

  2. Seguro meu apoio ao presidente interino guaido, que seja muito honrado pelo povos venezuelanos bom governo, o povo merece um abraço,boa sorte Juan guaido,

  3. Estamos vivendo a era do absurdo! Como alguém se autoproclama presidente de um país e é levado a sério?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome