Grupo teatral Mata! relembra nos palcos a repressão durante a ditadura

Jornal GGN – O grupo teatral Mata! apresenta o espetáculo “Guerrilheiro não tem nome”, inspirado no livro “MATA! O Major Curió e as Guerrilhas do Araguaia”, do jornalista Leonêncio Nossa. A temporada gratuita de apresentações encerra no dia 28, às 19h, e 29 de maio, às 18h, no Centro Cultural São Paulo.

A peça, dirigida por Anderson Zanetti, relembra a repressão durante o período da ditadura militar. O público é convidado a mergulhar na história do Brasil, por meio dos detalhes das torturas e assassinatos dos presos políticos na região do Araguaia.

No dia 29 de maio, depois da apresentação, acontecerá um debate aberto em torno do tema “Araguaia, à margem da redemocratização” com a participação do jornalista Leonêncio Nossa. Ele teve acesso ao arquivo pessoal do major Sebastião Rodrigues de Moura, conhecido como Curió, considerado um dos grandes repressores da ditadura militar.

O Grupo Teatral MATA! surgiu no final de 2012,  inicialmente como grupo de estudos voltados para o teatro e  a formação cultural do Brasil contemporâneo. Em 2013, aprofundou os estudos na Guerrilha do Araguaia, que aconteceu entre os anos de 1967 e 1974, e transformou parte da história em espetáculo teatral.

Serviço

Local: Centro Cultural São Paulo – Sala Adoniran Barbosa

Endereço: Rua Vergueiro, 1000 – Paraíso, São Paulo – SP, 01504-000

Horário: sábado, dia 28 de maio, às 19h. Domingo, dia 29 de maio, às 18h.

Classificação: 16 anos

Duração: 80 minutos

Ingresso: entrada gratuita *Retirar o ingresso uma hora antes de iniciar a sessão.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  Ditadura proibiu Dom Pedro Casaldáliga de estar em áreas indígenas

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome