Marta, princípios e o poder no PT, por Percival Maricato

Marta, princípios e o poder no PT, por Percival Maricato

Nem o mais ingênuo dos cidadãos politizados pode acreditar que Marta Suplicy está deixando o PT por descobrir que este está  renegando seus princípios. Se o PT mantivesse sua popularidade e a escolhesse  candidata aos cargos desejados, certamente ficaria no partido de boa vontade.

O que Marta está falando é em parcialmente  correto, mas tantos outros, Erundina por exemplo, já disseram o mesmo há mais de década atrás. Eu mesmo escrevi crítica publicada em revista interna, anexado em texto anterior deste blog, de 1991, mostrando o início do que considero equívocos.  Em resumo, no nascimento toda esperança estava nas bases, na soma de forças e unidade de segmentos expressivos do fazer política (ex presos políticos, operários de São Bernardo, Pastorais da Igreja etc), dedicou-se imensos esforços em criar diretórios com participação da população dos bairros e trabalhadores, depois foi preciso eleger delegados, que por sua vez elegeriam lideranças. Nessas últimas fases deste processo, o poder no partido passou a ser disputado por grupos organizados, cada uma com a sua posição corretíssima, todos com programas, donos da verdade (não discutirei se é possível evitar essas disputas, apenas constato o que vi).

Para esses grupos (tendências…) era preciso eleger a maioria dos delegados que por sua vez escolheriam os líderes com essas posições corretas, caso contrário, o projeto do partido correria risco de se esvaziar, seguir caminhos equivocados. Como presidente do diretório da Bela Vista, o maior do PT após o de São Bernardo, vi vários militantes pedindo transferência de domicílio eleitoral para outros bairros, onde o diretório tinha poucos filiados, para formar maiorias e assim eleger delegados, que por sua vez iam organizados nos congressos, prontos para votar em posições fechadas, quaisquer que fossem os argumentos de outros grupos. Eleger delegados se tornou mais relevante do que obter adesão da população. Melhor um filiado com posições corretas que meia dúzia de extraviados. Os congressos tornaram-se disputas tensas desses grupos.  Aos poucos a direção dos grupos se tornou profissional, estes, principalmente parlamentares que iam sendo eleitos, foram se tornando a direção do partido. Hoje a direção, com poucas exceções, é de profissionais e parlamentares.  O partido precisa de muitos recursos para sustentar a máquina, disputar eleições etc…Recursos existem nas empresas e no aparelho de Estado…Vender estrelinhas de plástico, contribuições de militantes ou dar festas já não bastavam Enfim, a história é longa e ao lado de benefícios inegáveis para a sociedade (massiva inclusão social, política e econômica de brasileiros aos benefícios do desenvolvimento), o PT também somou vícios, cujas consequências tem surgido a superfície nestes dias.

Nos dias atuais, as mudanças contínuas dos parlamentares pulando de um partido para o outro só pararam por proibição legal. Parte deles acharam uma brecha e continuam formando partidos. Aparentemente a sina de partidos e políticos é se dividir, muito e eternamente. Há influencia de ideologias, mas muitas vezes as opções são ditadas por vontade de desenvolver determinado trabalho ou mesmo interesse pessoal, o que não chega a ser ilegítimo.

Marta estaria bem melhor se confessasse não ter o espaço que julga merecer no PT e pronto. Dizer , após tantos anos, que constatou defeitos no partido só pode produzir resultados negativos, tanto como o partido só agora dizer que veio a conhecer a personalidade e ambições políticas da senadora.

Percival Maricato

27 Comentários

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

levemente

- 2015-05-06 10:43:03

Caso perca o mandato de Senadora,

Caso perca o mandato de Senadora, Marta estará apta a ser transformada, na imprensa, em uma espécie de Joana D'Arc da política nacional - Eliane Catanhede está aí para isso. Nada existe de melhor para sua pretensão de se tornar prefeita da capital paulista. O povo adora estórias - assim mesmo - na vida dos políticos que elege...

levemente

- 2015-05-06 10:39:23

Sem sentido dar conselhos a Marta

Sem sentido dar conselhos a Marta como se ela estivesse a disputar votos de pessoas que votam no PT, faça chuva ou faça sol. Marta quer angariar eleitores entre aqueles que andam nas passeatas - cheirosas - recentes e entre os novos atores "políticos" do Brasil, os paneleiros. Para isso conta com o apoio na grande imprensa, dentre outros, de Eliane Catanhede - aquela, da "massa cheirosa". Essa grande imprensa topa tudo para aboletar Fernando Haddad da prefeitura de São Paulo no ano que vem. Até mesmo abraçar essa ex-rival, agora purificada, a esses olhos, pela desfiliação do PT. Marta não quer trilhar um caminho à esquerda. Ela quer ir pelo centro e pela centro-direita. E isso combina com o que ela vem fazendo até aqui. Até mesmo com o discurso de ter descoberto agora que o PT traiu seus pilares. É inocência achar que os manifestantes de 15 de março e os paneleiros não estarão prontos a abraçar apaixonadamente tal discurso quando Marta se lançar candidata à prefeitura da capital de seu estado. E é isso que ela vai fazer. E está disposta, para tanto, a lançar mão de variadas armas. Nenhuma de esquerda.

Adir Tavares

- 2015-05-06 09:47:30

E com 70 anos

Você disse tudo: O destino da Marta está selado: o fracasso e o esquecimento. 

Adir Tavares

- 2015-05-06 09:29:10

Mais uma...

Essa senhoura traiu a mim e meus familiares. Mais uma traíra no rol do Partido dos Trabalhadores.

Pedro Penido dos Anjos

- 2015-05-06 02:08:47

Madame!

Madame!

Arthemísia

- 2015-05-06 02:07:49

Nossa, que meda!

Nossa, que meda!

Sergio Saraiva

- 2015-05-06 01:57:26

Terra de brancos, desde os tempos de Noel.

A Vila tem um feitiço sem farofa

Sem vela e sem vintém que nos faz bem

Tendo nome de princesa transformou o samba

Num feitiço decente que prende a gente

Lá não tem cadeado no portão 

Porque na vila não tem ladrão.

Arthemísia

- 2015-05-06 01:42:48

Respeito muito, apesar de

Respeito muito, apesar de tudo, Luiza Erundina. No entanto, me incomoda a memória curta que o brasileiro tem mania de alimentar. Quando saiu do PT, Luiza Erundina o fez exatamente pelo que hoje critica o PT: ela queria se aliar ao poder da época, achava que era a estratēgia correta aceitar cargo no governo Itamar Franco. Ou seja, foi fazer as tais alianças espúrias, que hoje condena no PT. Quando o PT começa a adotar essa política, aí não pode, é só interesse pelo poder. Essa hipocrisia generalizada ē que cansa minha beleza. Agora vem Marta, falando em corrupção, mas que não quer abrir mão do mandato que foi conseguido com dinheiro de corrupção, segundo ela. Porque Narciso acha feio o que não é espelho.

 

Sergio SS

- 2015-05-06 01:14:42

Belo relato...

... da formação e funcionamento das bases do PT.

Mesmo com alguns desvios de conduta pelo poder interno, o PT é, de longe, o partido mais democrático do Brasil. E ademais, como evitar a profissionalização de entidades que adquirem tamanho e importância.

Vide o GGN...

:)

Fabio SP

- 2015-05-06 00:45:11

O que o Paulo Hadad tem a ver

O que o Paulo Hadad tem a ver com isso?

C.R.

- 2015-05-06 00:03:27

MARTA

   A esquerda sempre teve como característica  a divisão ideológica e o sectarismo: lenistas, stalinistas, trotskistas, maoistas etc. Nada de novo, cada vez que um grupo sentia-se não representado lutava pelo poder e para alijar seus rivais, Era moda ser de esquerda, mas havia uma briga cerrada sobre o que era o verdadeiro socialismo. Não podia ser diferente com o PT, vários sairam de suas fileiras por não se sentirem representados. A Erundina criticou o PT quando saiu, Plinio de Arruda Sampaio criticou também,  Marina Silva idem, Na época da Erundina e do Plinio sequer havia denúncias sérias de corrupção do PT, apenas o fictício mensalão,  era briga pura e simples por espaço e liderança dentro do partido. O próprio PT expulsou a Convergêncai Socilaista de suas  fileiras, que deu origem ao PSTU em 1992, depois, em 2005, sairam mais dissidentes do PT  para criar o PSOL .

      A esquerda tem tendência à luta   política fatrícida, ou, em outras palavras, a briga pseudo-ideológica pelo poder socialista, que acaba por reduzir seu poder como um todo. Lembremos que a moda agora é  ser de direita, as constantes lutas internas causam o fracasso de qualquer projeto socialista. Os tambores foram substituídos pelas panelas. O destino da Marta está selado: o fracasso e o esquecimento. Cada dissidência é incapaz de agregar valor ou  levar a condução de qualquer projeto socialista mais radical ou mesmo mais  liberal. Senão vejamos a Erundiana apoiou Aecio Neves para presidente, ou melhor, seu partido o PSB apoiou. Nada mais emblemático do que a trotskista Erundina apoiar um oligarca como ideias anti-estatizantes e favoráveis  ao empresariado. Viva a Marta.

Ozzy

- 2015-05-05 23:58:55

Panelas

Não sei sobre a Marta, mas aqui em Vila Isabel, terra de Noel e da elite branca golpista, ouvi um panelaço ensurdecedor.

fabio GM

- 2015-05-05 23:33:55

Ambição

Isto que o senhor coloca no post é normal para qualquer pessoa, ou o senhor acha que algum entra em um partido politico porque é bonzinho e quer ajudar o pais, claro que não, a grande maioria entra por ambições pessoais ou por ter um ego muito grande. E se um partido não ajuda a pessoa a crescer ela simplismente vai para outro.

Acho um exagero querer dar muito destaque a uma pessoa que muda de partido, pois isto é normal e um direito dela.

Então acho que algo tão simples assim, a troca de um partido, deveria ser tartado como algo normal e sem grande importancia.

 

luiz valentim

- 2015-05-05 23:19:04

Pra Mídia(veja, globo) antes ela era a Marta "relaxa e goza"

abortista etc. Agora é mais uma contaminada pela "Indignação seletiva" ao estilo Arnaudo Jabour !

Porquê essa senhora não disse claramente que mudou pra tentar a Prefeitura de São Paulo e que ficou Puta d vida , quando o Parttido a preteeriuao indicau o Paulo Hadad?

Porque polticos de renome não tem vergonha de tentar enganar seus letores?

Poprquê a sineridade é uma palavra pouco lembrada      nesse meio?

 

Messias Franca de Macedo

- 2015-05-05 23:09:15

  'A diferença é que a

 

'A diferença é que a operação 'Mãos Limpas' não visava um golpe de Estado'

Juristas brasileiros enviaram perguntas sobre a 'lava-jato' a Raúl Zaffaroni, o maior penalista da América Latina, que criticou as delações premiadas.

 05/05/2015 Martín Granovsky, de Buenos Aires - Especial para Carta Maior (...) FONTE [LÍMPIDA!]: http://cartamaior.com.br/?/Editoria/Principios-Fundamentais/-A-diferenca-e-que-a-operacao-Maos-Limpas-nao-visava-um-golpe-de-Estado-/40/33407

Messias Franca de Macedo

- 2015-05-05 23:01:08

  Sergio Moro é investigado

 

Sergio Moro é investigado por seus abusos desde 2005

Por Miguel do Rosário, postado em maio 5th, 2015

(...)

A Carta Maior acaba de publicar entrevista com um dos maiores juristas da América Latina, que chama a Lava Jato de “golpe de Estado”, obviamente se referindo às arbitrariedades de Sergio Moro, dos procuradores e delegados responsáveis, que fazem de tudo para transformar as investigações sobre a Petrobrás em ações políticas para derrubar o governo Dilma e destruir o PT. 
O golpe terá dificuldades para ser levado adiante, apesar do apoio histérico da grande mídia, porque está sendo desmascarado.
O site Consultor Jurídico traz outras denúncias contra Sergio Moro.
(...)


FONTE [LÍMPIDA!]: http://www.ocafezinho.com/2015/05/05/sergio-moro-e-investigado-por-seus-abusos-desde-2005/#sthash.uvA8KNqM.dpuf

e mais aqui:

Excessos de Sergio Moro são discutidos no STF e no CNJ pelo menos desde 2005

5 de maio de 2015, 15p8

http://www.conjur.com.br/2015-mai-05/excessos-sergio-moro-sao-discutidos-cnj-2005

Luís Henrique Donadio

- 2015-05-05 22:43:59

O roto e o rasgado...

E agora, o Percival Maricato, um dos primeiros a propor a estupidez das prévias e a destruição da democracia interna, a reclamar da Marta.

Haja paciência com tanta bobagem.

Adir Tavares

- 2015-05-05 22:39:31

.

Boa, jamais vou ler essa merda!

Anarquista Lúcida

- 2015-05-05 22:21:20

Bom vc tem direito d nao concordar, mas eu nao dou força à Folha

Nem de graça... 

Fábio de Oliveira Ribeiro

- 2015-05-05 22:06:34

Citando um especialista em

Citando um especialista em política brasileira, um jornalista do Roda Viva que ocorreu há muito, muito, tempo disse ao Orestes Quércia (então entrevistado) que ele era comparado a uma lagartixa. Ele ficava lá na parede imóvel como se fosse inofensivo. Então, quando todo mundo já nem se dava conta de sua presença a lagartixa comia uma mosca e desaparecia rapidamente de barriga cheia. Marta Suplicy é uma lagartixa fashion muito louca. Ela fica zanzando de um lado para o outro na parede exibindo suas lantejoulas, penduricalhos e braceletes luminosos como se quisesse comer todas as moscas o tempo todo. As moscas contudo, raramente deixam de evitar seres que se movimentam muito e representam perigo em potencial. Quércia morreu tranquilão, pois ganhou quase tudo que disputou (ganhou até quando fez Ulisses Guimarães concorrer à presidência e ser humilhado). Marta não vai ganhar tudo que quer e morrerá frustrada e será enterrada com todas suas plumas e paetês. "Aqui jaz uma lagartixa esfomeada" será seu epitáfio querciano.

NICKNAME

- 2015-05-05 22:00:29

Falando em espaços políticos

é famosa (e só não ver e nega quem é santo) de que a falta de espaço e a patrulhagem no PT (e nos de esquerda). Isso tb é gritante nos Sindicatos, seja por lideranças petistas ou por outras. Criticou-se Ciro Gomes por pular de galho em galho, mas numa entrevista ele diz que foi num partido X (não lembro) que tinha espaço sem coerções sutis ou declaradas). Unger é outro, parece que é filiado ao PMDB (e foi ele que escreveu o manifesto do PMDB). A independência intelectual é rara, o mais fácil e cômodo é estar indo a favor da corrente (...), de um grupo. E nosso colonialismo mental é f... isso não só diz Uger, mas bem antes S. B.de Hollanda sobre nossos intelectuais que importam acriticamente e com pose o que é de outras realidades.

Odonir Oliveira

- 2015-05-05 21:50:57

Este artigo valia ler

Basta se cadastrar para ler um 10 por mês.Não dou conta nem desses 10.

Nassif posta bastantes artigos da Folha, inclusive.

Ivan de Union

- 2015-05-05 21:15:23

Perdao, mas o item eh bizarro

Perdao, mas o item eh bizarro e AINDA foca em problemas menores.  Mas somente os problemas do PT.  Eu ja cansei.

Anarquista Lúcida

- 2015-05-05 20:46:50

Esse conteúdo é fechado, Odonir

Pode ser acessado gratuitamente, mas exige cadastro na Folha. Nao vale a pena dar força à Farsa de Sao Paulo... Melhor nao transmitir nenhum link para conteúdo fechado da Folha. 

 

Odonir Oliveira

- 2015-05-05 20:31:00

Voltas que o mundo dá, por Inácio Araujo, na Folha

http://inacioaraujo.blogfolha.uol.com.br/2015/05/04/voltas-que-o-mundo-da/

MARTA PRA PREFEITURA? Não contem com ele.

Nem comigo(s).

agincourt

- 2015-05-05 20:28:28

Marta

Marta, mesmo em sua defecção, nada mais faz que seguir o princípio lulista: “No princípio, era o princípio; depois, tudo vira meio”.

Severino Januário

- 2015-05-05 20:26:06

Para certas pessoas, deve ser

Para certas pessoas, deve ser um prazer orgásmico oferecer o pescoço para o Drácula morder. Nada mais de encontros chatos, de reuniões cansaativas... Ah, soltar a franga, liberar geral o instinto animal...!

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador