Início Artigos

Artigos

Biquini Cavadão traz a esperança do Zé Ninguém porque nada é para sempre, por...

A geração do rock entre 80 e 90 foi uma geração de jovens, em sua maioria oriundos da classe média brasileira, mas que chegaram com perguntas, questionamentos e críticas aos problemas do Brasil

BHC: Brasil – Haiti – Cuba, por Fernando Nogueira da Costa

Lá, em Cuba, a violência sofre maior repressão policial-militar ou o povo tem maior educação e autocontrole dos instintos primários?

As urnas e a democracia: o que revela a demanda bolsonarista pelo voto impresso,...

Bolsonaro segue à risca a estratégia adotada pela extrema-direita norte-americana, insistindo na alegação de fraude na votação que o elegeu presidente em 2018, que afirma ter vencido no primeiro turno e nas eleições de 2014.

Um pouco…, por Tiago Ranieri

No entanto, apesar de contar todas essas historinhas acima – pois o homem precisa, SIM, de historinhas para tentar acreditar no sentido da vida e para diluir e suportar suas dúvidas, angústias e sofrimentos nessa existência –, inclino-me a Nietzsche, esse alemão que me deixou louco!

A “doutrina” inventada pelos militares para assumir o poder, por Maria Inês Nassif

O programa político do Exército que elegeu Bolsonaro elegeu o PT como inimigo público número 1 e se propõe a “erradicar” o partido de Lula

O Inominável que habita nas páginas de uma história vinda do lixo, por Maria...

Roald Dahl foi um homem que experimentou fortemente o sabor e os dissabores da vida, podendo ter a sua biografia dividida em três grandes fases: a que teve durante a infância; a que teve durante a Segunda Grande Guerra e a que usufruiu após a Guerra

Bolsonaro afunda e a economia patina, por Paulo Kliass

Ocorre que Paulo Guedes não pode tudo fazer aquilo que deseja, pois afinal ele ainda tem um chefe. E Bolsonaro tem uma obsessão no momento atual de sua vida: permanecer no poder a partir de 2022

Feliz aniversário, Estatuto da Criança e do Adolescente!, por Luisa de Marillac

Pois é, Estatuto, há mesmo quem não goste de você, sobretudo entre as pessoas que também não gostam dos direitos humanos, que acham que as pessoas que defendem os direitos humanos não deixam as “pessoas de bem” trabalharem.

A eminência parda de Bolsonaro, por Sergio Saraiva

Alguém do governo Bolsonaro temeria o que a CPI pudesse descobrir e tratava de deixar claro que tinha poder para impedir que as investigações prosseguissem, caso prosseguissem no caminho que “não interessava”.

“Lutem contra todas as forças do ódio” conclama Morin aos jovens, por Arnaldo Cardoso

Para Morin as possibilidades de conhecer se dão através das grandes interrogações – hoje abandonadas por muitos –, inclusive sobre o próprio ato de conhecer.

Economia Brasileira em Sete Pecados Capitais: soberba, por Luiz Alberto Melchert de Carvalho e...

Weber tinha razão. Meritocracia tem suas raízes no calvinismo, que defende que a graça se consegue com grande esforço, aqui na terra mesmo. Daí correlacionar-se graça e sucesso financeiro, como apregoam algumas igrejas evangélicas.

Os 121 Anos de Dom Timóteo Amoroso: um profeta da liberdade, por Franklin de...

Em sua coluna no Jornal do Brasil, o primo escritor Tristão de Athayde (Alceu Amoroso Lima), publicou, na edição de 22 de outubro de 1965, no diário carioca de circulação nacional, um texto dedicado exclusivamente a Luís Amoroso, intitulado “O mineirinho do Pomba”

Soberania do Estado Nacional e Moeda Digital do Banco Central, por Fernando Nogueira da...

Apresento o conflito entre trocar um mercado concentrado nos big-five bancos, sob supervisão bancária do Banco Central, para um dominado pelas big-techs, sem regulação da Autoridade Monetária.

Fernando Pessoa e Antonio Conselheiro, por Walnice Nogueira Galvão

De um lado, um poeta português de alto bordo. De outro, um sertanejo perdido nas entranhas do país.

Militares, geopolítica e o aumento da brutalização do regime, por Roberto Bitencourt da Silva

O presidente tem pleno conhecimento do interesse do capitalismo internacional pelos recursos energéticos e demais bens naturais brasileiros e latino-americanos. Como vassalo que é, esforça-se por entregá-los, de maneira célere, ao arrepio dos mais altos interesses nacionais e regionais.

O melhor presidente que o Brasil não teve, por Ivan Colangelo Salomão

Sob qualquer prisma que se avalie, porém, trata-se, de fato, de um dos gigantes da história política brasileira. Ainda assim, sua biografia restou indelevelmente marcada pelas quatro tentativas malsucedidas de assumir a Presidência da República.

Impeachment: A oposição precisa fazer sua parte, por Aldo Fornazieri

Diante da monstruosidade da tragédia que este governo vem causando em vários setores da vida nacional nenhum oportunismo será perdoável para aqueles que defendem um impeachment apenas para inglês ver.

O que esperas de mim? Por Aline Botelho

Queria conseguir compor em versos, o que esperam de mulheres Negras, pesquisadoras, trabalhadoras, mães, esposa, periféricas, quilombolas, ribeirinhas, e tantas outras…mas nossa escrevivência é muito mais profunda, doída, silenciada, vivida, sentida e gritada

E o comandante da Aeronáutica faz ameaça à democracia. Fica assim? Por Lenio Luiz...

A pandemia já tornou o Brasil extremamente malvisto pelo resto do mundo; parece que o comandante quer que o Brasil seja visto também como um país em que os militares tutelam a democracia, com ameaça constante de intervenção ou, quiçá, com uma intervenção

Democracia brasileira em ruínas, por Luiz Eduardo Soares

A desordem é a utopia de Bolsonaro, o caos seria prenúncio do golpe que prepara, dia após dia. Já não há como esconder a natureza fascista do projeto do presidente

Leia também

Últimas notícias

GGN