Início Autores Posts por Fábio de Oliveira Ribeiro

Fábio de Oliveira Ribeiro

2969 Posts 7086 comentários

22/07/2021, um dia para entrar na infâmia, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Há bem pouco tempo Joice Hasselmann era a heroína dos bolsonaristas. Agora foi reduzida a objeto de escarnio num momento de fragilidade.

Gail Bradbrook x Justiça Inglesa: uma colisão de duas visões de mundo, por Fábio...

O caso da Dra. Gail Bradbrook x Justiça Inglesa não pode ser tratado como um mero processo criminal de dano a patrimônio particular.

A estética da morte, por Fábio de Oliveira Ribeiro

E assim, a interdição ética, moral e até religiosa (não matarás) é esteticamente levantada ou, no mínimo, fragilizada. O capitalismo opera assim a última revolução: a nazificação da sociedade mediante o consumo de armas de fogo.

Um AGU muito engraçado e o presidente desgraçado, por Fábio de Oliveira Ribeiro

A cada dia um número maior de pessoas contrai a moléstia, fica doente e eventualmente morre. Os hospitais estão lotados de pacientes e os estoques de suprimentos hospitalares estão começando a se esgotar.

Fux 1º e único, legislador em última instância, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Na prática, o presidente do STF introduziu na Lei um novo prazo que não foi prescrito pelo Poder Legislativo. Ele poderia suspender a eficácia da Lei, mas não criar outro prazo para o seu cumprimento.

Fake Militarism, a maior e mais duradoura obra do capitão amalucado, por Fábio de...

Em caso de golpe, o mito será rapidamente descartado por militares como ocorreu no caso de Castelo Branco.

Léthê, a padroeira do Brasil, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Não é possível escrever um livro contendo as biografias de cada uma das vítimas da violência policial no Brasil desde 1988. Se fosse escrito, nenhuma editora o publicaria.

E com vocês a Justiça Militar, um T-Rex prestes a ser extinto, por Fábio...

Legítimo representante do Predador-Exterminador que dominou o Brasil, Bolsonaro foi programado para destruir o presente e caçar o futuro idealizado pela Constituição Cidadã.

Adeus Ramiro d’Orco tupiniquim… seu prazo de validade terminou, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Na prática o governo Bolsonaro acabou no sábado em que o Brasil ultrapassou a marca de 500 mil mortes causadas pela forma criminosa como o combate à pandemia foi gerenciado pelo governo federal.

Só agora começou, por Fábio de Oliveira Ribeiro

José Sócrates é um escritor refinado e dono de um temperamento desafiador. Isso fica evidente quando ele narra o episódio das botas, que o diretor do presídio resolveu confiscar alegando que o regulamento não permitia o uso de botas de inverno por detentos.

A luta pela democracia deve ser permanente, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Todo o peso da responsabilidade pela perpetuação do Estado está nas costas do Poder Judiciário, algo que os malditos agentes imperiais norte-americanos estão destruindo por toda parte, como se fossem gafanhotos que assolam as plantações na África.

Um herói do genocídio pandêmico?, por Fábio de Oliveira Ribeiro

O processo está concluso com Marco Aurélio desde 02/03/2021. Até aquela data 257,5 mil pessoas haviam morrido no Brasil por causa do #COVID19.

Sade, Hayek e von Mises: os pais fundadores do neoliberalismo bolsonarista, por Fábio de...

O neoliberalismo é o sadismo acima de todos. A agressão como fundamentos da atividade governamental. A solidão e o abandono como experiências sociais fundamentais garantida pelo Estado.

Suspeito e para sempre suspeito, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Águas passadas, o triunfo do advogado não deve representar a humilhação do juiz beligerante. Sérgio Moro não foi vítima de seu próprio método, mas da ausência dele.

Cassandra e a maldição brasileira, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Extermínio do rebanho, seja durante a pandemia seja depois dela. As opções colocadas à disposição da população não incluem o livre exercício da soberania popular para mudar o curso dos acontecimentos.

Lagartixa jacaré efeito, noite 1, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Meus pés ficaram gelados, então coloquei uma meia. Com febre eu perdi o sono e comecei a ter delírios. Eis aqui um deles.

Cassandra e a maldição brasileira, por Fábio de Oliveira Ribeiro

O objetivo é apenas preservar a financeirização da economia com o menor custo orçamentário possível. O sofrimento imposto ao povo desta vez não virá embalado na promessa “É preciso fazer o bolo crescer para depois dividir”.

Uma breve radiografia da confusão constitucional brasileira, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Até 2015 nós tínhamos uma constituição que era mais ou menos respeitada pelo Judiciário. Ela foi esvaziada pelo lavajatismo e pelo golpe de estado de 2016 disfarçado de Impeachment.

As abelhas da discórdia ferroam o STF, por Fábio de Oliveira Ribeiro

O ministro Luis Barroso parece acreditar que está acima das obrigações impostas pelo §1º, inciso IV, do art. 489, do CPC ou, pior, que tem o direito de modificar sozinho o regimento do STF.

Viva a Cova América, morra quem morrer…, por Fábio de Oliveira Ribeiro

Como será a remuneração dos jogadores da seleção na Cova América? Proporcional ao número de mortes por COVID-19 que ocorrerem durante o torneio?

Leia também

Últimas notícias

GGN