Há sinais de inflação represada 

A visão otimista que expressei aqui, analisando os dados de inflação do IBGE está sendo revista. Há um acúmulo de pressões de custos que ainda não foram captados pelos índices de preço ao consumidor.

Banksy

Na semana passada, com base nos indicadores do IPCA-15, montei um cenário relativamente tranquilo sobre a evolução dos preços. Há um conjunto de fatores que começam a preocupar.

Assim como o arroz, por exemplo, há um movimento similar do algodão, que em breve explodirá nos preços dos têxteis em geral.

As razões são variadas. Em relação à demanda, houve aumento nos mercados externo e interno.

Este ano, as exportações acumuladas de algodão bruto aumentaram 83% em quantidade, 69.5% em valor. A diferença se explica. O preço final do produto exportado equivale à cotação em dólares convertida em reais pelo câmbio do dia. Com a desvalorização do real, permitindo aos exportadores ganhar mais, em reais, há uma pressão dos importadores para pagar menos, em dólares. Com esse movimento, a cotação caiu de US $1.706 para US $1.574 a tonelada média, queda de 7,7%. Pelos dados da ESALQ, do começo do ano até agora o preço do algodão em pluma subiu 22,8% em reais e caiu 5,4% em dólar.

No mercado interno, a renda básica estimulou o setor de produtos têxteis, de panos de prato a vestuário. De abril a julho, o setor cresceu 88%. Não saíram dados posteriores, mas as informações são de um aquecimento forte nas vendas. Embora ainda não captado pelos indicadores de preços, há sinais de que os repasses de custos estão sendo assimilados pelos consumidores, especialmente em produtos de baixa renda.

Do lado da oferta de insumos, houve a desestruturação das cadeias produtivas. Já se sente falta de algodão e de uma série de insumos. Também houve redução das importações, especialmente de produtos de algodão da China, cuja quantidade caiu pela metade no acumulado até agosto, apesar da queda expressiva nas cotações. Em relação a fios de algodão, por exemplo, as importações caíram de 875 toneladas para 577 toneladas no acumulado até agosto, em relação ao ano anterior. Em tecidos de algodão, a queda foi de 860 toneladas para 193.

Há problemas também com matérias primas para outros setores.

Em suma, a visão otimista que expressei aqui, analisando os dados de inflação do IBGE está sendo revista. Há um acúmulo de pressões de custos que ainda não foram captados pelos índices de preço ao consumidor.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  A recuperação desigual e insuficiente do setor de serviços

14 comentários

  1. pelo que entendi, uma combinação explosivo = um aumento, ainda que pequeno, de renda (no caso o auxílio) e falta total de estratégia fazem qualquer produto, pelo jeito, dar um salto de preço.

    • Grande Joel Lima ou Joel Briguilino um fiel e velho amigo de Nassif.Como vai você meu amigo?Alguma notícia de arkx ou Arks Brasil,o bicho simplesmente desapareceu.Cheguei a imaginar que ele é o blogueiro bolsonarista Allan Santos.Deixou crescer a barba para escapar da patrulha.

  2. Nassif, muitas notícias que vem da construção civil, em que está havendo inclusive falta de material nas lojas, são preocupantes. A situação não eh favorável! Tempo de reler o velho Rangel, pois me parece estar havendo justamente o início do processo descrito por ele em A Inflação Brasileira.

  3. Ora, ora ….como disse, basta ir ao supermercado…….o mesmo tanto de dinheiro compra bem menos…….o mesmo tanto de mercadorias custa bem mais…….

  4. No varejo de “não alimentos”. Ha uma explosão de preços e falta de produtos. Muitas indústrias não estão aceitando mais pedidos para este ano. As fábricas estão sentindo o efeito do afastamento de funcionários por COVID, demissões durante a pandemia e principalmente corte da cadeia de suprimentos. Ficaram sem comprar durante meses e hj falta todos os tipos de insumos. Qdo retorna na cadeia até os “comodities” estes estão sendo exportados e o que sobra para o mercado nacional tem preços aumentados semanalmente. Outro ponto, devido a falta de tudo, não há mais pagamentos com prazo, sobrou duas formas: a vista ou adiantado.

  5. Comenta 2:
    Nassif, comentei sobre isto aqui semanas atrás e não teve atenção.
    Continuando o que falei, o varejo do grande ao pequeno ainda correu para as compras com medo da falta. Logo, isto gerou mais demanda. Na indústria ficou a sensação de grande consumo. No varejo sabemos que apenas alguns segmentos teve aumento de demanda. As fábricas do Sul do país (região Bolsonarista) estão empolgadas (apesar de faltar tudo). O pior eh que temos uma bolha. Quando a cadeia de suprimentos se regularizar (acredito que até o Início do segundo Semestre de 21) teremos uma falta de consumo e uma capacidade produtiva alta (podendo quebrar negócios e uma nova onda de desemprego).

  6. Nassif, esse movimento este em outras areas.
    Na empresa de um familiar as ofertas de aco carbono e inox so tem validade de 2 dias.
    Abs

  7. Nassif, como citado acima há um aumento de preços generalizado. Aqui na nossa operação em SC os insumos de embalagem (pvc) 25% em setembro. Polietileno 44% de aumento. Previsão de entrega 90 dias e sem abertura de novos clientes. Somente com bom histórico de pagamento e mesmo com relacionamento não tem prazo de pagamento.
    PRONAMPE é para inglês ver, não tem protocolo de atendimento, sem nenhuma informação para saber como está o processo. Já tem empresário Bozominion com saudades do BNDES.

    Pela recontagem dos votos Amoedo ganhou aqui em SC, poucos fanáticos assumem e continuam abraçados rumo ao precipício com a Familícia.

    A realidade dos números está é uma facada firme na turma do zap. Abração

  8. Fora o tropé que está com as autoridades. Guedes, o super-ministro que era o chefe de Bolsonaro na visão mercadista, agora anda assessorado-tutelado por um agente do centrão e da competente reserva-pijamista. Nem gastando dezenas de bilhões mensais com o auxílio, recuperou apoio que tinha no início. O que se dará é queda provável porque seus ex-ministros saem jogando sobre ele a roupa suja a ser lavada. Se Guedes cair, com a volta provável dos 4 cavaleiros do apocalipse de presidentes brasileiros (inflação em alta; carestia de alimentos; fuga de dinheiro e fome), não vai ter mídia, centrão, gabinete do ódio, empresários e judiciário amigos que o segure. Com a ficha suja já correndo pela imprensa, vai ser um filme feio de se ver. 2021 vai desrepresar muita lama que ficou grudada nos encanamentos da nação.

  9. SOLTANDO O BRAÇO 28/09/2020 às 16:08hs

    .

    ELEIÇÕES ONTEM.
    Em anos de priscas eras no confins do sertão da Bahia de onde sou,em períodos de eleições Municipais,isto é,ARENA I e ARENA II,a coisa funcionava exatamente nesses termos:Quando um candidato a Prefeito sentia que a vaca estava a caminho do brejo,contratava uns três caboclos de sua turma e confiança e,faltando 15 dias para as eleições e armava o circo mais ou menos assim:Geralmente entre meia noite e uma hora da manhã mandava a galera do mal fazer uma peneira de balas dum dum na parede da sua residência,no portão da casa e até no carro quando adentava a casa.Pronto,o rebuliço tava formado.Nas primeiras horas da manhã a bomba estourava: Fulano foi vítima de emboscada,e cada hum dava a versão que melhor se encaixava na coisa.Devo dizer que em alguns casos a tramóia chegou a funcionar.Ao longo do tempo virou -se o “conta outra mano,essa não cola mais”.

    ELEIÇÕES HOJE.
    Trump já disse que não entrega a rapadura de jeito e qualidade por as eleições serão fraudadas via votos pelos Correios.Ao que parece,não está colando.Depois recebe um pacote enviado de forma suspeita de conteúdo mais suspeito ainda,dizendo-se ser vítima de envenenamento.A turma torceu o nariz.Exigiu que o adversário Joe Biden faça exames toxicológicos antes dos debates,geralmente decisivos nos resultados das eleições americanas.A turma fez de conta que não viu.Moral da história:O FDP não paga Imposto de Renda há 15 anos.Uma sugestão.Ele dispensa a segurança,tira a peruca,e vai com a família rangar num dessas MC Donald’s da vida.Lá para umas duas horas da manhã ao retornar a Casa Branca, é parado por uma blitz só de afrodescendentes de dois metros de altura por um de largura.Coloca-o em decúbito dorsal,e um negão enfia o joelho no cangote do pilantra e dá um bom aperto no pescoço dele.Ao conseguir gritar:Me soltem,sou o Presidente dos Estados Unidos da América,a Fox News já gravou tudo.Aposto meu pescoço que aí a coisa vai.

    Mademoiselle Bolsonaro não gostou nadica de nada das infâmias assacadas contra ela nas redes sociais,o maior ponto de prostituição do Brasil.
    Da safadeza dos $ 89 mil que Queiróz botou na conta dela,e musicado por Tico Santa Cruz,ela até não fez muito escarcéu.Mas as injúrias,infâmias e difamações de que ela teria traído Jair com Osmar Terra a mulher queimou ruim.Foi preciso uns 6 policiais para segurar a mandona do pedaço.

    Aqui em Salvador deu-se a largada para as eleições Municipais.Santinhos,fitas do Senhor do Bonfim,garotas paradas nos sinais de trânsito agitando bandeiras do seu candidato,o escambau de Mussurunga.Acreditem se quiserem:O primeiro retrato que voou e e aterrissou no para brisa do meu carro,estava escrito:Procura-se Ciro Gomes,vivo ou morto.

    Um País que tem esse negão como Presidente da Fundação Palmares devia ter aquele Padre Robson lá de Goiás como seu Santo Padroeiro.

    Estamos conversado.

    • ADITIVO AO SOLTANDO O BRAÇO.

      Al Capone mandou pelos menos uns 100 para os quintos dos infernos,saqueou,roubou,torturou,matou matar mais uns 200,fez tudo quanto é miséria.Nada aconteceu,mas descuidou-se de uma coisa nem tão grave assim diante das barbaridades cometidas e foi ver o Sol nascer quadrado.O senhor sabe meu amigo Sr.Clever o que levou Al Capone puxar cadeia? A turma daqui não faz nem idéia.Pois vos digo: IMPOSTO DE RENDA.Se as leis do Tio Sam continuam talkei severas como antigamente,o Veneziano de olhos esbugalhados pode antecipar sua viagem para o além e o emperucado exótico não disputa nem a série E.Cadeia na certa.

  10. SOLTANDO O BRAÇO 28/09/2020 às 16:08hs

    .

    ELEIÇÕES ONTEM.
    Em anos de priscas eras no confins do sertão da Bahia de onde sou,em períodos de eleições Municipais,isto é,ARENA I e ARENA II,a coisa funcionava exatamente nesses termos:Quando um candidato a Prefeito sentia que a vaca estava a caminho do brejo,contratava uns três caboclos de sua turma e confiança e,faltando 15 dias para as eleições armava o circo mais ou menos assim:Geralmente entre meia noite e uma hora da manhã mandava a galera do mal fazer uma peneira de balas dum dum na parede da sua residência,no portão da casa e até no carro quando adentava a casa.Pronto,o rebuliço tava formado.Nas primeiras horas da manhã a bomba estourava: Fulano foi vítima de emboscada,e cada hum dava a versão que melhor se encaixava na coisa.Devo dizer que em alguns casos a tramóia chegou a funcionar.Ao longo do tempo virou -se o “conta outra mano,essa não cola mais”.

    ELEIÇÕES HOJE.
    Trump já disse que não entrega a rapadura de jeito e qualidade por que as eleições serão fraudadas via votos pelos Correios.Ao que parece,não está colando.Depois recebe um pacote enviado de forma suspeita de conteúdo mais suspeito ainda,dizendo-se ser vítima de envenenamento.A turma torceu o nariz.Exigiu que o adversário Joe Biden faça exames toxicológicos antes dos debates,geralmente decisivos nos resultados das eleições americanas.A turma fez de conta que não viu.Moral da história:O FDP não paga Imposto de Renda há 15 anos.Uma sugestão.Ele dispensa a segurança,tira a peruca,e vai com a família rangar num dessas MC Donald’s da vida.Lá para umas duas horas da manhã ao retornar a Casa Branca, é parado por uma blitz só de afrodescendentes de dois metros de altura por um de largura.Coloca-o em decúbito dorsal,e um negão enfia o joelho no cangote do pilantra e dá um bom aperto no pescoço dele.Ao conseguir gritar:Me soltem,sou o Presidente dos Estados Unidos da América,a Fox News já gravou tudo.Aposto meu pescoço que aí a coisa vai.

    Mademoiselle Bolsonaro não gostou nadica de nada das infâmias assacadas contra ela nas redes sociais,o maior ponto de prostituição do Brasil.
    Da safadeza dos $ 89 mil que Queiróz botou na conta dela,e musicado por Tico Santa Cruz,ela até não fez muito escarcéu.Mas as injúrias,infâmias e difamações de que ela teria traído Jair com Osmar Terra a mulher queimou ruim.Foi preciso uns 6 policiais para segurar a mandona do pedaço.

    Aqui em Salvador deu-se a largada para as eleições Municipais.Santinhos,fitas do Senhor do Bonfim,garotas paradas nos sinais de trânsito agitando bandeiras do seu candidato,o escambau de Mussurunga.Acreditem se quiserem:O primeiro retrato que voou e e aterrissou no para brisa do meu carro,estava escrito:Procura-se Ciro Gomes,vivo ou morto.

    Um País que tem esse negão como Presidente da Fundação Palmares devia ter aquele Padre Robson lá de Goiás como seu Santo Padroeiro.

    Estamos conversado.

  11. Acho que o nome do bacana é LUIZ CÉSAR FERNANDES,me parece que foi ou é banqueiro seja lá de que Banco for.Pois bem,escreveu hoje um artigo no Valor Econômico afirmando peremptoriamente que até 2022 o Brasil quebrará e a situação será semelhante à da Venezuela.Não sei exatamente onde ele quer chegar,mas batendo pernas pelos Shopping Centers da vida a impressão que tenho é a mesma dele.Estamos caminhando solenemente para o fundo do poço e meu amigo Nassifão ainda não se deu conta disso.Mais,tenho a impressão que desta vez não escapa uma viva alma.Tamo fumados.

  12. Há um imenso erro na estimativa de baixa inflação devido a crise, explico porque.
    1º) Preço de produtos importados não são dados pelo consumo brasileiro.
    2º) Quando há queda do consumo por mais que se consiga retrair os salários os custos fixos são divididos por um número menor de produtos, logo o custo unitário sobe.
    3º) Quando se entra numa lógica de demitir para diminuir custos, se demite os funcionários mais fáceis de serem recontratados, logo os com menores salários, com isso o custo unitário sobe.
    4º) Como já escrevi, teremos Estagflação.

  13. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome