Xadrez do elo desconhecido entre Temer e Yunes

Atualizado às 19:15 do dia 27/02

Qual a razão do primeiro amigo de Michel Temer, José Yunes, ter entrado em pânico, quando seu nome apareceu em delação de executivo da Odebrecht, a ponto de procurar o Ministério Público Federal para uma delação sem sentido?

Aos jornalistas, Yunes disse que lhe foi solicitado por Elizeu Padilha – Ministro-Chefe licenciado da Casa Civil – que recebesse “documentos” em seu escritório. Os tais “documentos”, na verdade, eram propinas pagas pela Odebrecht e levadas até ele pelo notório doleiro Lúcio Funaro.

Aos jornalistas, Yunes declarou ter sido apanhado de surpresa. E, assim que se deu conta do ocorrido, procurou o amigo Temer, que o acalmou.

Ao MPF, declarou que nada disse a Temer.

De sua parte, Temer mandou informar os jornais que exigirá explicações de Padilha.

O que está por trás dessa dança dos lobos, tão desesperada e tão sem nexo?

Dias atrás o grupo Anonymous divulgou um pacote de documentos sobre negócios de Yunes, Temer e outros sócios.

No primeiro artigo da série, mostramos que a principal suspeita levantada – a associação de Yunes com grandes bilionários – na verdade era uma sociedade para um condomínio a ser construído na Bahia.

Vamos, agora, à parte perigosa revelada pelos documentos, ajudado por comentaristas do Blog que passaram informações centrais para fechar a narrativa.

Peça 1 – as diversas formas de lavagem de dinheiro

Por que interessa conhecer os negócios de José Yunes, o primeiro amigo?

Primeiro, porque, após a delação do executivo da Odebrecht, descobriu-se que ele participava dos esquemas de captação de recursos de Michel Temer.

Depois, porque um dos modus operandi de muitos políticos é o de receberem no exterior, através de depósitos em fundos de investimento com aparência de legalidade. Em vez de contas convencionais em países estrangeiros, fundos de investimento através dos quais entram no Brasil como investimento externo.

De certo modo, é o caso de José Serra, conforme esmiuçado por Amaury Ribeiro Jr no livro “A privataria tucana”.

O fundo de investimentos de sua filha Verônica acumulou um patrimônio significativo. Em pelo menos um caso, sabe-se que foi utilizado para troca de favores com empresas.

Foi o caso da Serasa Experian, que, no final do mandato de Serra como governador de São Paulo, ganhou de graça o Cadin estadual (Cadastro Informativo dos Créditos não Quitados de Órgãos e Entidades Estaduais).

Assim que Serra deixou o governo, Verônica intermediou para a Serasa-Experian a venda de um site de e-mail marketing, a Virid. Na época, o mercado avaliava o preço em no máximo R$ 30 milhões. A Experian pagou R$ 104 milhões. Empresa de capital aberto na Bolsa de Londres, manteve o valor da transação em sigilo. Para todos os efeitos, foi um lucro legalizado do fundo de investimentos de Verônica.

Sérgio Machado tinha investimentos no exterior, através de um filho que era alto funcionário do Credit Suisse – e, ao que consta, foi sacrificado pela gula do pai e do irmão político.

Portanto, há uma probabilidade de que as empresas de Yunes possam ter servido para abrigar recursos políticos captados por Temer.

Leia também:  Juiz entende que MPF adulterou diálogos entre Temer e Joesley e absolve ex-presidente

Não faltará paraíso fiscal no purgatório político em que se meteu Yunes, caso os Anjos Gabriel do Ministério Público Federal resolvam investigar a sério.

O dossiê disponibilizado pelo grupo Anonymous na Internet traz algumas pistas que precisam ser bem investigadas, das empresas dos Yunes.

Peça 2 – o Banco Pine

Aqui se chega no elo desconhecido: o Banco Pine, ou Fist Pinebank, Inc, ou FPB.

O Banco Pine é o sucessor do BMC (Banco Mercantil de Crédito), da família Pinheiro, do Ceará, de três irmãos – Norberto, Nelson e Jaime Pinheiro -, que chegaram a montar um banco médio, bem-sucedido.

Assim como outros bancos cearenses, o Pine especializou-se em AROs (Antecipação de Receita Orçamentária) para prefeituras e em crédito consignado para funcionários públicos.

Em 1997, dois dos irmão (Norberto e Nelson), montaram o banco Pine, depois de venderem sua participação no BMC para o irmão Jaime. 

Em 2005, Nelson Pinheiro vendeu a integralidade de sua participação no Banco Pine a Noberto Pinheiro e passou a se dedicar aos seus negócios financeiros: Brickell S.A. – Crédito, Financiamentos e Investimentos e FPB Bank. Em 2006 o Banco BMC foi vendido ao Banco Bradesco pelo seu acionista Jaime Pinheiro.

O First Pinebank, depois de uma passagem turbulenta pelos Estados Unidos, tornou-se um banco panamenho; e a BR Partners, uma associação de Ângela Pinheiro, filha do patriarca Jaime Pinheiro, com Ricardo Lacerda, ex-presidente da Goldman Sachs do Brasil.

Aqui, começa nosso pequeno quebra-cabeça:

Em 2005, o nome do Pine Bank já apareceu associado ao doleiro Toninho Barcelona, no escândalo do Banestado (https://goo.gl/wQh4dq)

Em julho passado, a Lava Jato já tinha batido no FPB (https://goo.gl/opDxOv), através da Operação Caça-Fantasmas, da 32a fase. Identificou o FPB Banc Inc – àquela altura, um banco panamenho, o PKB da Suiça e o Carregosa, de Portugal, suspeitos de montarem representações clandestinas para clientes interessados em abrir contas em paraísos fiscais. Outro nome que apareceu no FPB foi o de Eduardo Rosa Pinheiro, também a família Pinheiro.

A suspeita da Lava Jato é de que esse esquema teria sido usado por doleiros e operadores de propina para esconder o dinheiro da corrupção da Petrobras e de outras empresas públicas, investigadas, além da Lava Jato, pelas operações Custo Brasil, Saqueador e Recebedor.

Os bancos tinham ligação direta com a Mossak Fonseca. A Polícia Federal e o MPF pediram prisão preventiva dos funcionários do banco, mas o juiz Sérgio Moro permitiu apenas condução coercitiva, alegando que as evidências levantadas pela Lava Jato apenas apontavam atuação clandestina no país.

Assim como na batida na Mossak Fonseca, quando se constatou que não havia pistas que levassem a Lula – mas a alguns bilionários influentes -, abafou-se a investigação e manteve-se em sigilo as descobertas.

Mas outros países atuaram. No dia 10 de fevereiro de 2017, menos de duas semanas atrás, a Superintendência Bancária do Panamá suspendeu a licença de corretagem do Pine Bank, a partir de informações levantadas pela Lava Jato (https://goo.gl/KYF0gc). No Panamá, era um banco pequeno, com US$ 134 milhões em depósitos e apenas US$ 13 milhões de capitalização declarada,

Leia também:  Juiz entende que MPF adulterou diálogos entre Temer e Joesley e absolve ex-presidente

Constatou-se que o banco recorria apenas à Serasa para analisar sua carteira de clientes, em vez de colocar relatórios reais das empresas. Além disso, a FPB tinha montado 44 empresas através dos escritórios da Mossak Fonseca, provavelmente para desviar dinheiro de suborno.

Os jornais do Panamá apontavam o fato do site do banco não informar nada sobre seus proprietários e acionistas. Sabia-se apenas que o banco pertencia a uma família de empresas debaixo do guarda-chuva de Brickell Group.

O jornal Panama News anotava que o FBK tinha um presidente de nome Eduardo Pinheiro, um gerente geral chamado José Palucci e um convidado especial para a inauguração da sede, de nome Mailson da Nóbrega.

O jornal levantou o nome da consultoria Brickell Management Services Inc, de Miami, com apenas 6 funcionários. E constatou que Pine Bank foi acusado pelo FED de violar vários pontos da lei anti-lavagem de capitais, tendo encerrado as operações nos Estados Unidos. Segundo o jornal, “propriedade anônima, gestão aparentemente ausente – um banco estranho para se fazer negócios, exceto se houver algum priopósito especial”.

Peça 3 – os negócios da família Yunes

Ao longo das últimas décadas, a família de José Yunes expandiu seus negócios por vários setores. Aparentemente, tem dois filhos bastantes empreendedores, dos quais Marcos Mariz de Oliveira Yunes é o que fica à frente dos negócios.

A principal empresa do grupo é a Yuny.

Trata-se de uma grande incorporadora criada em 1996 (https://goo.gl/9iirmz). Em 2007 recebeu aporte de R$ 700 milhões do Golden Tree Insite Partners. Pode ser coincidência de nomes, mas há uma Golden Tree Insite Partners no Reino Unido (https://goo.gl/0WddPa) que em 2010 foi declarada insolvente.

Mais tarde, a VR tornou-se sócia da Yuny. Hoje em dia, do Conselho participam Abraham  Szajman e Ury Rabinowitz, este alto funcionário da Brasil Telecom nos tempos de Daniel Dantas – em princípio, significa apenas que é um executivo requisitado. Depois, montou uma joint-venture com a Econ Construtora, a Atua Construtora, para imóveis de baixa renda.

No grupo, há outras empresas menos transparentes.

Uma delas é a Stargate do Brasil Estética de Produtos e Serviços

Criada em 30 de abril de 2007, é sociedade de José Yunes com Arlito Caires dos Santos. No Google, consegue-se chegar próximo com um Carlito Aires dos Santos – trocando o C do sobrenome para o nome, empresário mato-grossense de Peixoto de Azevedo, cuja empresa foi aberta em 20 de março de 2015 (https://goo.gl/lv7cpF).

Por sua vez, a Stargate é sócia da Golden Star, Serviços e Participações Ltda. Aparentemente, a intenção da sociedade foi a aquisição dos bens do panamenho Kamal Mohan Mukhi Mirpuri por Gilberto Pereira de Brito. O endereço de Kamal remete às proximidades do Trump International Hotel em Colon, Panamá. Kamal é proprietário da Multitrade Export Ltda, do Panamá.

Não é o único elo panamenho na nossa história, como se viu no caso do PInebank.

Peça 4 – as ligações do Pine com os Yunes

Em outros tempos, uma das maneiras de “esquentar” dinheiro frio, depositado fora do país, era através de uma operação cruzada. O investidor depositava seus dólares nas agências externas do banco; e elas serviam de garantias para empréstimos que eram concedidos, aqui, para empresas controladas por ele. Foi assim com o Banco Excel, de um membro da família Safra, que chegou a adquirir a massa falida do Econômico, mas quebrou quando a apreciação do real promoveu o descasamento das garantias externas com os financiamentos internos.

Leia também:  Juiz entende que MPF adulterou diálogos entre Temer e Joesley e absolve ex-presidente

No dossiê do Anonymous são inúmeras as evidências de ligações comerciais do Banco Pine com as empresas dos Yunes, particularmente com a incorporadora Yuny.

·      Em setembro de 2010, a Atua Construtora e Incorporadora convoca AGE para autorizar a contratação de financiamento de R$ 5 milhões junto ao Banco Pine

·      Em dezembro de 2011, outra AGE  para autorizá-la a tomar mais R$ 5 milhões com o Pine

·      Em 18 de julho de 2013, outros R$ 5 milhões (ou renovação do crédito rotativo) novamente junto ao Pine

Peça 5 – os negócios de Temer com Yunes

Os caminhos de Michel Temer, da família Pinheiro, do Banco Pine e da incorporadora Yuny se cruzam em vários imóveis de Michel Temer e de sua holding Tabapuã.

Edifício Lugano

Temer tem duas unidades no edifício Lugano, na rua Pedroso Alvarenga 900, uma construção luxuosa com conjuntos comerciais de 102 a 202 m2.

A incorporadora é a Yuny, dos Yunes.

Spazio Faria Lima

Temer possui duas salas no edifício na rua Iguatemi  (https://goo.gl/4XecSC), com escritórios que vão de 350 a 700 m2. Na região, escritórios de 350 m2 custam de R$ 3,5 a R$ 7 milhões.

Trata-se de uma obra faustosa também da Yuny.

Em 23 de maio de 2011, transferiu para a Tabaupã, empresa que tem em sociedade com a filha Luciana.

Quem aluga o escritório é Andréa Pinheiros, da BR Partners, e uma das herdeiras do banco Pine, filha de Jaime Pinheiro, o patriarca.

Conclusão do jogo

Tem-se, então, todas as peças do jogo:

1.     O melhor amigo do presidente, José Yunes,  participava dos processos de arrecadação de propinas das empresas investigadas pela Lava Jato

2.      As empresas de Yunes tinham financiamento farto com o Banco Pine, da família Pinheiro, que tem um dos irmãos envolvido com os escândalos da Lava Jato, fechado nos Estados Unidos por acusação de lavagem de dinheiro e, há duas semanas, fechado tambem no Panamá.

3.     Temer com grandes investimentos em projetos da Yuny, a incorporadora da família Yunes, convidando o patriarca José Yunes para assessor especial..

Dificilmente toda essa movimentação passaria despercebida pela Lava Jato, ainda mais depois de invadir os escritórios da Mossak Fonseca e ter identificado o papel do Pine Bank.

Um dia se saberá ao certo a razão de terem segurado essas informações.

Correção

A matéria original foi corrigida com informações enviadas pelo Banco Pine.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

101 comentários

  1. Nassif, esse jogo mostra que

    Nassif, esse jogo mostra que , mais uma vez, o juiz de Curitiba não tem nada de imparcial e não é tão honesto como parece. Pois mirou o Lula e descobriu que se tratava de Globo e da quadrilha do Michel temerido. Preferiu fazer vista grossa diante de tanta falcstruas, mas não do lula! 

  2. Realmente essa história do

    Realmente essa história do primeiro amigo está confusa. Será uma esperteza pra despistar os perdigueiros de Curitiba? Apesar que eles só pensam no lula! 

  3. VIGARISTAS

    Imagino como um cidadão  brasileiro sentiria algum orgulho em defender esta  “patria”, é muita virarice.

    Assim como na batida na Mossak Fonseca, quando se constatou que não havia pistas que levassem a Lula – mas a alguns bilionários influentes -, abafou-se a investigação e manteve-se em sigilo as descobertas.

  4. Irmãos Pinheiro

    Os irmãos Pinheiro têm mansões, sim mansóes, uma próxima a outra em Indaiatuba. Se não me engano a revista Veja uma vez elegeu uma dessas casas como entre as 10 mais belas do Brasil. Até pouco tempo (não sei se ainda hoje) o Banco Pine patrocinava um time de polo, que funcionava numa dessas propriedades. Polo sabidamente é um esporte extremamente caro (por exemplo, cada jogador leva 7 cavalos para um jogo) – e lugar manjado para esquentar dinheiro.

  5. Para quem (ainda) lembra da

    Para quem (ainda) lembra da visita do Moraes à Curitiba, tão logo empossado como ministro-golpista: em reunião fechada, prometeu ao desMoronado vaga no stf (no lugar do decano: de cano em cano); então, como o desMoronado tocaria no temerista-golpista, se correria perigo de perder a indicação? Não sei como fica, agora, já que foi “caroneado” pelo (im)próprio Moraes, numa das jogadas mais fedorentas dessa fedentina em que se transformou o embrulho entre (des)poderes. Enquanto o desMoronado “crer” na promessa GOLPISTA, não tem pra ninguém além do Lula. Pobre Lula, nas mãos dessa camarilha. E, afinal, o desMoronado já devolveu os bens indevidamente apropriados da Dona. Marisa?

    • Dê-me uma alavanca e levantarei o mundo, dê-me a mídia…..

      O monopólio midiático censura até as manifestações de FORA TEMER no carnaval, portanto a verdade é “apenasmente” a publicada.

      A turminha dos dois neurônios plin plin reage estimulada por impulsos TV.

  6. Na MOSCA

    Incorporadora YUNY na MOSCA. Mas, tem mais. Voltemos aos anos 90/ quando a revitalização da Vila Olimpia, as benisses do Prefeito da época. Enfim, o rolo é grande. A boca pequena se dizia que a YUNG tinha o sócio oculto MT. 

  7. muita sujeira e confiança…

    vigaristas brasileiros são os únicos que conseguem 2 mil com a lavagem de mil

    lá fora muito mais que já identificados, justamente por esta “retrolavagem” que ninguém teve a ousadia de fazer, não a de vender dinheiro sujo por menos, a de vender dinheiro por mais sem ser banco

  8. “PREVARICAÇÃO”…TEU NOME É

    “PREVARICAÇÃO”…TEU NOME É “REPÚBLICA DE CURITIBA”.

    E QUEM IRÁ INVESTIGAR NOSSOS “HERÓIS NACIONAIS”???

  9. Um dia se saberá ao certo? Já

    Um dia se saberá ao certo? Já o sabemos há meses: os 41% de aumento parao judiciário que dilma negou e que Temer concedeu.

  10. pelo o que eu entendi a lava

    pelo o que eu entendi a PF já chegou na porta dessa turma, através de operações diferentes.. mas não quis tocar a campainha. vergonha?? medo?? o que??não vem ao caso.

  11. Qual é o verdadeiro objetivo de Moro e Janot ?

    (1) A Lava Jato escondeu o que havia descoberto sobre a Mossak Fonseca.

    (2) Moro censurou as perguntas de Eduardo Cunha sobre Temer-Yunes.

    Se houver investigação séria, podemos chegar à seguinte conclusão: o combate à corrupção é apenas uma cortina de fumaça usada por Sérgio Moro e Rodrigo Janot.

    Então, quais são os verdadeiros propósitos de Sergio Moro e de Janot ?

     

        • A coisa é muito mais sinistra. Pesquise prá ver

          Antonio, a coisa toda relatada no artigo desse site que a Maria deixou é realmente muito cabeluda, concordo com você!  Mas, quando você pesquisa o assunto[geopolítica] anos a fio fica impossíel impossível não ligar os pontinhos de como funciona a dinâmica geopolítica e financeira mundial, e isso porque,  por “coincidência”, sempre aparecem no cenário as mesmas conexões de sempre –  os  Rotshchild, Rockfeller, Soros e mais uns tantos relacionados com Israel/sinonista. Fica evidente que a grande rede de poder que se formou no mundo infiltrada e atuando por meio das instituições como Onu, Banco Mundial, Fed, FMI, cúpula da comindade europeia, os grandes bancos mundiais como goldman sacks, citygrup etc[maioria dealers da dívida pública de todos países devedores], fusções das maiores empresas mundiais[Bayer/monsanto]nunca brincou em serviço, não! A atuação dessa gente é secular e remonta séculos e séculos; Pode pesquisar, sempre as mesmas famílias[conectadas entre si por linhagem], independente dos anos e séculos. Eles estão sempre conectados entre si quando o assunto é poder, dominação financeira e apropriação de recursos das nações; os rastros dessa gente estão presentes nos bastidores das grandes questões mundiais, tenha certeza disso..  A linhagem maldita dessa escória, através de negócios sempre sujos[financiamento terrorista, tráfico de armas, drogas, operações financeiras ilegais-lavagem de dinheiro,evasão de divisas, apropriação de recursos públicos e riquezas naturais, negociação ilícita de títulos sem lastro, Fundos Privados de toda sorte, associação comercial fraudelenta, intervenções militares/guerras híbridas, financiamento de movimentos para desestabilizar governos, grupos terroristas etc e etcs, são o modus operandi visando a mais completa dominação de todos os cenàrios no planeta: dominação economica, política e social. E, indo mais além, é triste, mas pesquisando as conexões todas é que voce tromba com algo inusitado – o banco do vaticano., mais precisamente o “Estado Profundo” do próprio vaticano. – porque ele, segundo os pesquisadores, existe só que estrategicamente não parece. Sim, tudo muito cabeludo, não?? Tenha certeza, a coisa é muito mais sinistra do que parece..

      • Maria Vieira, li o link que

        Maria Vieira, li o link que voce postou, mas nao consegui dados sobre o autor da materia (eladiofernandez).

    • Isso é claro

      O objetivo é destruir o PT.

      “Um dia se saberá ao certo a razão de terem segurado essas informações.” – nós já sabemos. Para os amigos, tudo. Para os inimigos, a lei.

    • golpismo

      Já foram atingidos : 1) o afastamento ilegal da presidente eleita;2) o fatiamento e a privatização de setores estrategicos da Petrobrás: 3) a entrega do pré-sal às multinacionais do petroleo;4) a destruição das principais empresas de engenharia brasileira ( e com elas toda a tecnologia e expertise obtida após anos de pesquisas);5) a falencia moral dos principais poderes da republica(executivo, legislativo e judiciario).

  12. Serasa e negócios com a justiça brasileira

    TSE firmou acordo para vender nome do eleitor, data de nascimento e nome da mãe para Serasa. Até o G1 se espantou:

    http://g1.globo.com/politica/noticia/2013/08/tse-firma-acordo-para-repassar-dados-de-eleitores-serasa.html

    Estadão ficou espantado, também:

    http://politica.estadao.com.br/noticias/geral,justica-eleitoral-repassa-dados-de-141-milhoes-de-brasileiros-para-a-serasa,1061255

    O acordo com o Serasa, empresa com sede corporativa em Dublin, Irlanda,  não morreu – foi apenas suspenso, ao que diz esta reportagem:

    http://www.tse.jus.br/imprensa/noticias-tse/2013/Agosto/corregedoria-geral-eleitoral-suspende-acordo-entre-tse-e-serasa

  13. Xadrez do elo desconhecido entre Temer e Yunes

    com apenas as informações já tornadas públicas – sem ainda as delações da Odebrecht e as demais e as outras – já há mais do que subsídios para:

    1. anular o impeachment;

    2. punir os responsáveis pelo golpe;

    3. revogar todos os atos e contratos do governo usurpador.

    e por que está campanha já não está nas ruas desde sempre?

    sim! porque estas informações – e todas as demais – tanto Dilma quanto Lula sempre tiveram ao alcance de seus dedos!

    já passou há muito o momento – as 12 badaladas – de as pessoas comprometidos com o Brasil e seu Povo, aceitarem a dura realidade:

    – todos, absolutamente todos, desde o Legislativo com a bancada própria de Cunha, passando pelo STF e PGR, incluindo os grandes empresários brasileiros, e mesmo parcela significativa das FFAA, todos são cúmplices no golpe do impeachment inconstitucional;

    – todo o Lulismo, desde o próprio Lula, Dilma, a quase totalidade do PT, PC do B, todos jamais de fato se empenharam contra o golpe do impeachment inconstitucional. não sejamos ingênuos, se o Anonymous teve acesso a este material, presuma-se o que no aparelho de Estado, com acesso as áreas de inteligência, o governo Lulista poderia ter divulgado para alavancar um grande movimento de massas contra o golpe.

    se o lugar da Lava Jato & Associados é na cadeia junto com aqueles que pretensamente “investigou”, haverá também de se apurar a responsabilidade no golpe daqueles que se omitiram, ou por covardia ou por conveniência política.

    não restará pedra sobre pedra.

    .

      • Xadrez do elo desconhecido entre Temer e Yunes

        Lulinha Paz e Amor, certamente!

        NÃO ESQUECEREMOS. NÃO PERDOAREMOS.

        Lulinha Paz e Amor não tem nem o vigor físico, nem o perfil psicológico, nem a postura política e muito menos a estatura ética para liderar a guerra pela libertação do Brasil.

        não haverá retorno.

        .

        .

        • Bom intelectual no Brasil tem

          Bom intelectual no Brasil tem que colocar todos no mesmo barco. Todos são iguais!!! Isso só é verdade para os intelectuais que se dizem progressistas. A imparcialidade é tudo!

          • Xadrez do elo desconhecido entre Temer e Yunes

            -> No entanto, pode estar surgindo uma nova figura: Lula Jararaca. Porque não?

            porque em 04/03/2016, data da tentativa de prisão de Lula (por sinal até hoje não elucidado o motivo da “missão ter sido abortada”) , também se anunciou o retorno da Jararaca rediviva. de lá prá cá, o que mudou? continua a mesma lenga-lenga da Paz e Amor…

            se disto houvesse a mais remota possibilidade, eu seria o primeiro aqui a apoiar…

            .

        • Quem muito fala e escreve,da
          Quem muito fala e escreve,da bom dia a cavalo.Voce nao se emenda nunca,no firme proposito de aparecer.Depois do emblematico “chora Dilma,chora”,voce perdeu completamente o caminho de casa.

          • Xadrez do elo desconhecido entre Temer e Yunes

            -> no firme proposito de aparecer.

            se meu “firme propósito” fosse aparecer, seria muito mais fácil e conseqüente escrever elegias ao grande líder Salvador da Pátria. então o sucesso seria garantido.

            “Chore, Dilma, chore!” foi um post em 05/01/2017, período de muito choro no Brasil. horripilantes cenas de canibalismo. será que só a antropofagia nos une, como postado em 21/12/2016? o que podemos fazer nesta guerra de mundos?

            -> voce perdeu completamente o caminho de casa.

            aparecer? prá quem? prá quem não quer ver o que tá na cara? mais cedo ou um pouco mais tarde, por bem ou por mal, de um jeito ou de outro, todos nós   vamos acabar compreendendo: não há retorno. nenhum de nós nunca mais voltará para casa.

            .

    • A questão meu caro é quem vai
      A questão meu caro é quem vai fazer isso? Não existe autoridade do nada, ela tem ser pactuada e construída com as forças que vigoram na sociedade.
      Mas sonhar é bom.

      • Xadrez do elo desconhecido entre Temer e Yunes

        -> A questão meu caro é quem vai fazer isso?

        é uma boa questão. mas uma outra antecede a ela: quais são as forças políticas que hoje autenticamente se propõe a fazer isto? esta é a questão.

        quanto mais luz se joga neste brejo no qual afundamos, mas claro fica aqueles que não pretendem de modo algum dragar o atoleiro.

        muito longe de sonhar, estamos ainda em nosso pior pesadelo.

        abraços

        .

  14. Veronica Serra – apenas relembrando este caso

    http://www.brasil247.com/pt/247/economia/96697/Por-que-Lemann-e-Ver%C3%B4nica-pagaram-tanto-pelo-picol%C3%A9.htm

    POR QUE LEMANN E VERÔNICA PAGARAM TANTO PELO PICOLÉ?

    21 DE MARÇO DE 2013 

    No dia 14 de março deste ano, o fundo 3G, do bilionário Jorge Paulo Lemann, protagonizou a maior aquisição da história da indústria alimentícia. Por US$ 23 bilhões, ele e seus sócios compraram a gigantesca empresa norte-americana Heinz, dona da principal marca de ketchups do mundo.

    Negócios desse porte sempre obedecem a critérios claros e objetivos. No caso da Heinz, o 3G pagou o equivalente a duas vezes o faturamento da Heinz, de US$ 11,5 bilhões no ano passado, e 19 vezes o lucro da companhia. Essa relação preço/lucro, o chamado P/E (price/earnings), é o principal parâmetro utilizado em avaliações de empresas. Uma relação de dez vezes o lucro, muitas vezes, é adequada numa aquisição, mas há também casos em que se pagam prêmios, como no caso da Heinz.

    Nada, no entanto, é comparável ao negócio fechado por Lemann e Verônica Serra, sócios do fundo Innova, na compra de 20% da minúscula sorveteria Diletto, de Cotia (SP), por R$ 100 milhões. A empresa, que tem dois anos de vida e fatura R$ 30 milhões por ano, foi avaliada em R$ 500 milhões. Ou seja: 17 vezes o faturamento. Se o critério utilizado na Heinz fosse semelhante, a empresa americana valeria US$ 195,5 bilhões, e não os US$ 23 bilhões pagos pelo 3G. A relação preço/lucro da Diletto é desconhecida, uma vez que seus números não são públicos e não se sabe sequer se a companhia começou a lucrar.

    Procurados pela reportagem do 247, nem o fundo Innova nem o bilionário Lemann informaram quais foram os critérios que embasaram a aquisição. Por exemplo, quem fez a avaliação e quais foram os parâmetros utilizados?

    Verônica, como se sabe, é filha de José Serra e teve seus negócios esquadrinhados no livro “Privataria Tucana”, um best-seller publicado pelo jornalista Amaury Ribeiro Júnior.  Depois de uma bolsa de estudos em Harvard, concedida pelo próprio Jorge Paulo Lemann, ela se tornou gestora de fundos de investimento, ao lado do marido Alexandre Bourgeois.

    Lemann, por sua vez, foi diretamente beneficiado no governo FHC, pela decisão mais importante de sua trajetória empresarial: a aprovação, pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica, o Cade, da fusão entre Brahma e Antarctica, ocorrida em 1999, que lhe deu 70% do mercado brasileiro e musculatura monopolista para crescer em outros países.

    Naquele momento, o Cade era presidido por Gesner Oliveira e José Serra era candidato à sucessão de FHC. Serrista de carteirinha, Gesner se tornou presidente da Sabesp, estatal de saneamento, no governo tucano. E, depois da fusão Brahma-Antarctica, o Cade jamais voltou a permitir a realização de outros atos de concentração de mercado tão intensos. Por exemplo, ao comprar a Sadia, a Perdigão se viu forçada a vender vários ativos.

    Leis que restringem monopólios existem nos Estados Unidos desde o início do século passado para proteger indivíduos e consumidores do poder das grandes corporações. Recentemente, ao tentar comprar a cervejaria mexicana Modelo, Lemann teve suas pretensões barradas por autoridades regulatórias dos Estados Unidos, país onde ele também enfrenta a acusação de aguar a cervejaria Budweiser, prejudicando a qualidade de um ícone americano, em favor do lucro.

    O caso Diletto é tão fora dos padrões que gerou até uma movimentação atípica, nos meios de comunicação, para preservar as imagens de Lemann e de Verônica. Nas reportagens, o nome da filha de Serra aparece no fim, quase escondido. Além disso, embora a transação tivesse sido anunciada na noite de segunda-feira, uma reportagem-exaltação já aparecia impressa, na manhã do dia seguinte, na versão brasileira da revista Forbes, sobre o “estilo Lemann” e o porquê da decisão de entrar no mercado de sorvetes.

    Em reportagem anterior do 247 sobre o caso (leia mais aqui), diversos leitores levantaram uma questão intrigante: será que, por meio de uma aquisição totalmente fora dos parâmetros tradicionais, recursos oriundos da chamada “privataria” estariam sendo internalizados no Brasil?

  15. Simplesmente inacreditavel a

    Simplesmente inacreditavel a capacidade do Moreno de Pocos de Caldas,de desvendar assuntos desta natureza,as suas entranhas,as pontas da safadeza justificada,do enrredo criminoso,das molecagens e das patifarias dos ladroes dos coralinhos azul e branco,a mostrar as caras limpas e cinicas dos donos do Brasil.Estaria faltando com a verdade comigo mesmo,se afirmasse que tinha o MT das planilhas das Construtoras,como um reles quadrilheiro a nao ficar devendo nada a um Marcola da vida.Entrou para o o mundo do crime sofisticado,bem antes do que imaginava.Estarrecedor o que nos tras Luis,munido de suas provas irrefutaveis,que essa maldita operacao Lava a Jato nao e nada do que mostrava ser,e tera muito que explicar quando o sol,o melhor desinfetante,nascer e a aurora raiar.Alvissaras Luis Nassif,terra a vista,e voce a cada dia,se consolida como o mais brilhante jornalista de sua geracao.

  16. Castigo divino

    Só creio em um castigo para estes juizecos e promotores desejosos de fama e reconhecimento, por parte dos bilionários: o fogo do inferno, pois a injustiça que fizeram com a Presidenta e fazem com Lula é imperdoável. Para conseguir seu intento perverso eles não se importaram em jogar o Brasil no caos e desespero.

    Como alguém que se intitula Cristão, como aquele promotor de nome de remédio, pode servir a um papel destes. Simplesmente um fariseu.

  17. O fio de Ariadne

    Muito bem, Nassif. Se não fosse os jornalistas independentes, provavelmente não saberiamos a metade dessa missa nem daqui a vinte anos. A PF e o MPF parecem divididos. Ha os que querem investigação geral e irrestrita e ha os que caçam apenas petistas e continuam prendendo e condenando pesadamente os mesmos pobres, mestiços e negros; os sem importância social aos seus olhos. Quem disse que a Justiça é cega?

    Com Temer segurando a PF através de seu ministro da Justiça, tendo o STF no bolso e o beneplacito de boa parte do Judiciario, como demonstra claramente Sergio Moro, qual o problema dessas e outras de suas negociatas? Tudo isso é importante, deve ser esclarecido, mas de minha parte não tenho ilusões quanto à um Judiciario imparcial e ainda muito deslumbrado e subserviente aos poderosos. Veja o caso da familia Marinho, em que nada arranha o enorme telhado de vidro que possui. E como esse, ha muitos outros. A camarilha do Temer, então….

    • O saudoso Brizola faz muita falta….

      Imaginem se o Brizola tivesse vivo e presenciasse o golpe de 2016, com certeza teria liderado a esquerda e o povo numa campanha pela legalidade, como fez antes. Bem diferente do que a maioria das lideranças de esquerda estão fazendo hoje, principalmente no PT.

      Falta ao país líderes autênticos como Brizola, que tenham disposição para o enfrentamento. O Lula é um político importante e bem intencionado, mas é um conciliador. Diferente do Brizola que era um político disposto a comprar brigas necessárias, o ex-presidente Lula é um negociador que acredita nas promessas vazias da Casa Grande.

       

      • Eu sempre preferi Brizola. No

        Eu sempre preferi Brizola. No entanto, Lula teve a capacidade de mobilizar votos, o que Brizola não teve.

        Mas todo mundo tem direito a mudar. A esperança é que Lula tenha aprendido alguma lição com essa perseguição toda e agora possa realmente dar uma guinada à esquerda.

  18. ISSO TUDO É CANSATIVO SÓ DE
    ISSO TUDO É CANSATIVO SÓ DE LER. COMO O BRASIL SE TORNOU UMA COISA TÃO SUJA? Será que é assim no mundo todo? Não tem como desenrolar tudo isso. O Brasil é para brasileiros, mas só alguns. A maioria são só vassalos.

  19. Luis pode ter levantado a
    Luis pode ter levantado a tampa do vaso.A blogosfera dita suja,ja se deu conta dessa conluio criminoso.Moro balanca como uma vara de bambu.

    • Voce cometeu um erro,ao
      Voce cometeu um erro,ao deblaterar que Moro,O Rei dos Hunos,balanca,nao ha como,me adverte o inefavel Peru.Em principio dei-lhe razao,mas conjecturei:Se os filhos de Roberto Marinho se enrolarem-se no enrredo,que a cada mexida que Nassif faz melimetricamente pensada no seu Xadrez,mais eles ficam expostos a luz do Sol,o mais letal dos desinfetantes,a Globo joga ele na cova dos leoes.E disso que estou tentando lhe dizer.O Peru baixa a cabeca e sussurra:Pode ate se,e se retirou mais triste que MT na quarta feira de cinzas,quando for ao ar as planilhas da Odebrecht & Cia.

  20. Luis pode ter levantado a
    Luis pode ter levantado a tampa do vaso.A blogosfera dita suja,ja se deu conta dessa conluio criminoso.Moro balanca como uma vara de bambu.

    • Vim de branco para para ser
      Vim de branco para para ser claro,vociferava o Senador Vitorino Freire,procer do Coronelismo Maranhense em tempos de priscas eras,de quem o ex Presidente Jose Sarney aprendeu tudo que nao presta.Vou tentar se-lo.A versao de Yunes nao se sustenta em pe,a ponto de Ricardo Jose Delgado Noblat,um patife,considera-lo uma peneira e ver situacao de MT escurecer.Nenhuma palavra sobre o papel de Moro nessa descaracao.Nao parece coisa simples,por obvio.Como o submundo do crime opera por caminhos sofisticados,tenho para mim que a Operacao Lava Jato,se pelos designios de Deus ou de caso pensado,atrelou-se a tudo isso.O Sol dira.Nao ha mal que sempre dure,nem bem que nunca se acabe,reza a lenda.

    • Vim de branco para para ser
      Vim de branco para para ser claro,vociferava o Senador Vitorino Freire,procer do Coronelismo Maranhense em tempos de priscas eras,de quem o ex Presidente Jose Sarney aprendeu tudo que nao presta.Vou tentar se-lo.A versao de Yunes nao se sustenta em pe,a ponto de Ricardo Jose Delgado Noblat,um patife,considera-lo uma peneira e ver situacao de MT escurecer.Nenhuma palavra sobre o papel de Moro nessa descaracao.Nao parece coisa simples,por obvio.Como o submundo do crime opera por caminhos sofisticados,tenho para mim que a Operacao Lava Jato,se pelos designios de Deus ou de caso pensado,atrelou-se a tudo isso.O Sol dira.Nao ha mal que sempre dure,nem bem que nunca se acabe,reza a lenda.

    • Vim de branco para para ser
      Vim de branco para para ser claro,vociferava o Senador Vitorino Freire,procer do Coronelismo Maranhense em tempos de priscas eras,de quem o ex Presidente Jose Sarney aprendeu tudo que nao presta.Vou tentar se-lo.A versao de Yunes nao se sustenta em pe,a ponto de Ricardo Jose Delgado Noblat,um patife,considera-lo uma peneira e ver situacao de MT escurecer.Nenhuma palavra sobre o papel de Moro nessa descaracao.Nao parece coisa simples,por obvio.Como o submundo do crime opera por caminhos sofisticados,tenho para mim que a Operacao Lava Jato,se pelos designios de Deus ou de caso pensado,atrelou-se a tudo isso.O Sol dira.Nao ha mal que sempre dure,nem bem que nunca se acabe,reza a lenda.

  21. Dossiê Yunes

    Caro Nassif,

    Venho parabenizar o nobre jornalista pela iniciatica de elucidar uma trama criminosa, envolvendo os mais alto dignatários da nação e sua elite, que permanecia convenientemente silenciosa e impune. 

    Com sua pronta análise documental, desbarata-se uma orquestração delituosa na qual se envolve diretamente o Presidente da República Michel Temer.

    Os imóveis em nome de Temer, faz o triplex de Lula ser visto por fichinha…

    Só aumenta a admiração.

    Abraço de Fortaleza/CE,

    Alfredo Marques 

  22. Cai a máscara

    E agora? Seguramente vão falar que eles roubam para dar aos petistas é culpa do PT ele é vice do PT . Então tem de provar mostrar coerências.

  23. Será que a lava jato não esta

    Será que a lava jato não esta lendo  mal, trocando “”LULIA”” por “”LULA”” ?- Há momentos em que uma letra faz toda a diferença

  24. Atençao: em abril proximo faz
    Atençao: em abril proximo faz 1 ano que o crime organizado e os verdadeiramente corruptos tomaram de assalto o poder

  25. Comparem essa excelente

    Comparem essa excelente matéria investigativa do blog com o power point da República de Curitiba, é covardia.

  26. Dois Brasis

    O Brasil o nosso, à deriva.  O deles, sob o mais absoluto controle, de vento em popa. Nós do Brasil à deriva as vítimas , pagamos o pato pelos desmandos pela roubalheira e somos tratados como assaltantes, agitadores, comunistas, mortadelas, vagabundos.

  27. BMC

    O BMC, em Brasília, ocupava o mesmo prédio do escritório de campanha do Collor, no SCS, onde trabalhava PC Farias. Uma olhada na imprensa da época em que estourou o escândalo Collor/PC Farias vai permitir ver o envolvimento desse banco no imbroglio, inclusive mantendo em seu portfolio contas frias dos envolvidos

  28. A impressão que dá é que essa
    A impressão que dá é que essa engenharia financeira foi – ou ainda está sendo – usada para que os superricos, como os Marinho ou o Tutinha ou os americanos, financiem o Golpe de Estado.

    Como Hildegard Angel mostrou dias atrás, atrás de grandes traficantes e bandidos, como Temer, Moro ou Cunha, há sempre um mandante oculto, super granfino, que pilha a maior parte de roubo.

  29. Seria um esforço homério da

    Seria um esforço homério da lava jato investigar o esquema yunes-temer. O pessoal em Curitiba não esta acostumado com tal nível de sofisticação criminosa.

    A expertise da força tarefa é correr atrás de pedalinhos embalados em powerpoint.

     

    • Caro José
       
      1 – Concordo com

      Caro José

       

      1 – Concordo com vc, porque para investigar estes esquemas se exige inteligência e expertise, coisas que a gangue de Curitiba não têm

      2 – Mesmo se tivessem, não têm saco no meio das pernas: parece que estes e$quema$ envolvem as trapaças que nosso PIB pratica, e como não passam de cagões (são valentes com professores, funcionários públicos, operários); vão dar “um migué” e esquecer que este assunto existe

      Cadê aquele procurador gordo que dá 500 entrevistas por mês? Fo só a investigação bater nos chefes dele (a Globo) que o cara amansou, não?

  30. 45 do segundo tempo

    Esse governo federal ilegal está nos 45 do segundo tempo, haja vista, o anúncio do desembarque de Serra alegando que vai voltar ao Senado para contribuir com medidas para a melhora da economia do País, claramente, um ‘comando’ para os seus aliados de que o Brasil não vai para a frente. E quanto mais incompetência administrativa do MT, mais a alma das delações da Odebrecht e de Cunha o espavoriza.

    Pelo visto, só restou a legião aecista como fiadora do golpe…

     

  31. Sobre a ideia de procuradores

    Sobre a ideia de procuradores e políticos como agentes da CIA ou do Eixo City-Wall Street; 

    não seria o compartilhamento do uso de offshores e esquemas de lavagem de dinheiro o “salário” que eles recebem para fazer o trabalho sujo das grandes multinacionais anglo-americanas? Não seria esta a forma segunda a qual eles formam alianças politico-financeiras? E não seria justamente para ocultar isto que eles investiram e investem tanto em movimentos de esquerda, bibliotecas públicas e faculdades de ciências sociais?  

    • Não Ciro! Segundo os letrados

      Não Ciro! Segundo os letrados da esquerda brasileira, isto é tudo TEORIA DE CONSPIRAÇÂO! Perseguição! Pricipalmente se você acabar concluindo ai, que  este “EIXO CITY/ WALL STREET”, é predominantemente de gente que dá sustentação a uma seita de homens toscos , porém ricos, adeptos do aventalzinho dourado. Sobra ainda alguma ajuda para as agendas humanistas da esquerda, que não tenham nenhuma influência no rentismo! A continuar com estas conclusões , vão te chamar de nazista! Vão mandar te internar!    

  32. “Mossak Fonseca, quando se

    “Mossak Fonseca, quando se constatou que não havia pistas que levassem a Lula – mas a alguns bilionários influentes -, abafou-se a investigação e manteve-se em sigilo as descobertas.”

    Nome aos bois bilionários: Família Marinho 

    “Um dia se saberá ao certo a razão de terem segurado essas informações.”

    Esse dia é hoje, Nassif. A razão está aí na cara de todos. Para não atrapalhar o golpe. Os golpistas, incluindo do pig, estão todos aí nessa suruba de empresas de fachada

  33. As peças deste xadrez

    As peças deste xadrez, estão  expostas  e muitas já eram  conhecidas, mas Nassif costurou  mostrando um tecido muito claro e explícito. Mas é interessante, embora não surpreendente,  pensar que nossos valorosos investigadores do Ministério Publico e da PF, com toda a estrutura, e com todo o dinheiro que recebem, contem apenas com delatores. E quando encontram algo, como a Mossack Fonseca   preferem falar com o zelador. E a surpresa é menor ainda quando se vê que  o juiz, que  tendo informações que não temos, não se esquivou de participar em festas com e ou ganhar prêmios de vários dos associados e envolvidos.

  34. Porque Sérgio Moro não deixou

    Porque Sérgio Moro não deixou Cunha perguntar sobre Yunes a Temer? Sabia que há coelho nesse mato e não queria que os coelhos debandassem, será que foi só por isso? Que outros coelhos há nesse mato? E no imenso e florido campo do PSDB, notadamente o de Minas e o de São Paulo, há coelhos também?

    Cidade Administrativa de BH, Monotrilho, Metrô, Rodoanel e Sabesp de SP…

  35. alguns investigadores da lava

    alguns investigadores da lava jato estão merecendo ser investigados. muitas perguntas sem respostas, desde o escândalo do BANESTADO. 

  36. Nassif, o PIB e o PIG

    Nassif, o PIB e o PIG certamente não irão premiá-lo pelo excelente trabalho jornalístico.  Ao contrário, farão de tudo para esconder a matéria. Você nos  mostra que vale a pena  defender a liberdade, a  independência, a verdade, a honestidade, a honra e a coragem.  

  37. Se e alguma coisa da minha
    Se e alguma coisa da minha personalidade que ainda nao consegui controlar,e que eu sou avexado.As vezes acerto,outras nao.Coisas da vida.Palpito que se a descarga eletrica que afeta o Palacio do Planalto,onde ainda se homizia MT e o resto remanescente da Gang,desencapar todos os fios,temos renuncia a vista.O Moreno de Pocos esta jogando Xadrez debaixo da caixa de alta tensao.Nao encoste.PERIGO.

    • E o foro
      E o foro previlegiado,pergunta-me o o inefavel Peru.Gilmar Mendes da um jeitinho.Ele esta no STF e no TSE para que?

  38. Que governo queremos?
    Digamos que é interessante.
    – Fora que não trás nada de novo a não ser demonstrar que o povo brasileiro adora correr atrás do próprio rabo em vez de mudar de cultura ao escolher seu modelo de governo ou de representante político.

    O povo conseguiu re-eleger em 2014 um governo com essas características. Que não é segredo para ninguém, vem repetindo a prática em algumas épocas menos e outras mais, iludindo o povo de que este precisa de um lider ou Estado forte para lhe fornecer guarida. Quando na verdade estamos carecas de saber que esse modelo se trata de um engodo institucionalizado e consolidado pelos pseudos intelectuais de plantão.
    Está mais do que na hora de tirarmos o poder do governo que é autoritário e opressor devolvendo para o indivíduo que é muito mais sensato, democrático, correto e honesto. Vide: https://rlweberblog.wordpress.com/2017/02/10/primeiro-post-do-blog/

  39. Brilhante, Nassif contra os espúrios decanos da corrupção
    Tucanos, decanos, de bem todos, esbaldaram-se décadas a fio. E estavam perdendo muito dinheiro fora do poder, como se constata.
    Republicanos, bem, republiquetanos, tucanos,debistas, demistas, experts na arte de furtar, desviar e ocultar.
    A internet não poupa ninguém, às vezes.
    Mesmo assim, outros poderes certamente poupam, no país das Corjas de Elite.
    E os hipócritas ainda chafurdam um triplex de periferia!!!

  40. Se o Inferno existe

     

    Para compreender o que vem acontecendo com o Brasil, basta recordar dos tempos do Mensalão, dos tempos das gigantescas badernas, da Lava Jato e de outras inacreditáveis farsas – nada a ver com o que pregavam – mas sim,  visando destruir a saudosa economia Dilma/PT de amplo consumo e inclusão social de todas as classes, jamais vistas.

    Para depor a Presidente Dilma/PT, os golpistas precisavam destruir o clima de segurança e amplo emprego, de muita confiança no presente e no futuro, sinalizado no grande consumo e muitos outros eventos. Dentre eles, os formando de engenharia dispondo de variadas opções de empregos, nada a ver com os dias de hoje  – sem a menor chance e esperança de trabalho. Trágico.

    Na fúria golpistas para deposição de Dilma/PT objetivando amplas privatizações a preços de bananas, como no entreguista governo FHC/PSDB, fizeram uso do manjado cínico pretexto de combate a muito antiga, conhecida ampla e sempre presente maldita corrupção, das impunes ricas e felizes elites, de todo o mundo capitalista.

    Para que não restasse dúvida alguma do desmonte que fariam em nosso Brasil, bastava observar a esquisita frente golpista de elementos como Cunha, Temer, Serra, Aécio, Alckmin, FHC, e outros tantos de semelhante padrão. Toda a tragédia que vem tomando conta do Brasil, só reforçar, a cada dia mais, os terríveis conceitos que o povo tem de nossa decadente, caríssima, incompetente, injusta e nada cega Justiça.  Se o Inferno existe, irão para lá. Sem dúvida alguma.

     

  41. Moro Prevarica.
    Janot

    Moro Prevarica.

    Janot prevarica.

    Os Dallagnóis prevaricam.

    Gilmar Mendes, além de prevaricar, faz advocacia administrativa.

    O que fazer com esse verdadeiro saco de gatos?

  42. Moro Prevarica.
    Janot

    Moro Prevarica.

    Janot prevarica.

    Os Dallagnóis prevaricam.

    Gilmar Mendes, além de prevaricar, faz advocacia administrativa.

    O que fazer com esse verdadeiro saco de gatos?

  43. “Um dia se saberá ao certo a

    “Um dia se saberá ao certo a razão de terem segurado essas informações”.Será que não é porque não citava Dilma e Lula, então pra vaza jato não vinha ao caso?

  44. Lucifer responde:

    “Não faltará paraíso fiscal no purgatório político em que se meteu Yunes, caso os Anjos Gabriel do Ministério Público Federal resolvam investigar a sério”:

    “Coisa nossa, meu caro”…

  45. Máfia maçonaria tucana dos inférno! Tomaram os 3 poderes e tudo+

    O Brasil entregue ao Crime Organizado e a corrupção explicita. É o resultado ainda não acabado do golpe parlamentar-jurídico-midiático em andamento no Brasil. Tempos mais tenebrosos virão. A barbárie esta nas ruas, comandada de dentro dos presídios. Vale tudo pelo comando da República das Bananas. Enquanto isto o Império do Norte e o Mercado Financeiro internacional dão risadas e já desenham os muros que serão necessários para conter a barbárie dos escravos sem direitos em que serão transformados rapidamente os cidadãos do Brasil e da América Latina.

                                                       TÁ TUDO NA INTERNÉÉÉÉÉÉÉÉTEEEEEEEEEE!!!!!

     

    Nunca antes, uma foto mostrou tão claramente o que significa “Caras de pau”

  46. #

    Vale lembrar que à época em que Yunes foi citado pela empreiteira e apavorado procurou o MP para fazer delação, ele afirmou que foi usado como “mula” por Eliseu Padilha.

    Essa gangue está se desbaratando sozinha, mas é lamentável  que a inércia e/ou morosidade das autoridades garantam a impunidade dos fascínoras.  

  47. o Cadeão, o cárcere, a

    o Cadeão, o cárcere, a masmorra,. espera com dentes arreganhados o fim do mandato do maior canalha, o maior nefasto Silvério dos Reis que já governou o Brasil, um Café Filho muito menor do que o original Café Filho que, ao menos, aparentemente a história não registra como ladrão.

     

    Temer é um bossal traidor, larápio, conspirador dos mais escorpiônicos que já pode nascer nos trópicos, um anátema da política brasileira do século XXI, um traste perigoso, porque usa o poder e a política para enriquecer, para ganhar dinheiro, para aumentar o volume abdominal enquanto trai à luz do dia, com suas malas, seus procuradores do roubo, suas imobiliárias,  a desfaçatez do indigitado é a mais pura expressão de um cínico sem inteligência, sem imaginação, sem qualquer elan de dignidade, incapaz de produzir qualquer politica econômica minimamente original, terceirizou economia a uma equpe de tecnocratas trapalhões que apresentou uma reforma da previdêrncia no “chute”, impondo 50 anos de trabalho para um trabalhador se aposentar, coisa que não existe em lugar nenhum do mundo.

     

    A reforma da previdência deles não tinha qualquer suporte em números atuariais, era uma coleção de artigos desconexos que, ao fim e ao cabo, legava o arrocho aos trabalhadores. Para terminar o serviço mais sujo para quitar o golpe paulista fiespiesco e seus asseclas no resto do Brasil, aprovaram uma EC que impõe um teto de vinte anos de arrocho nos orçamento da União, mudando de forma absurda, por exemplo, os percentuais de despesa com educação e saúde, vigentes desde 1988.

     

    Ao Temer não interessa o bem do Brasil, o seu ventre só pensa em digerir o dinheiro do povo, em parte devidamente escaninhado para o seu bolso, o seru papel é de um títere ordinário do gande capital, um medíocre e desclassificado destruidor das conquistas sociais minguadas do povo brasileiro, passará à história como um gusano inexpressivo que governou o país sem esquecer de enriquecer a si próprio e à sua prole enorme.

  48. Bom

    É bom trazer de volta aquelas matérias e atualizá-las, como:

    Como anda a investigação do “acidente” do Juiz Teori Zava…(e da moça que ficou batendo na janela)

    Cadê a papelada surrupiada por funcionária da receita que multaria a rede Globo?

    Cadê a investigação da Renner Fonseca, que parou depois de achar um TRIPLEX dos imãos Marinho na praia?

    Cadê as delações da Andrade Gutiérrez e outras, que contariam sobre o que Aecim fez no verão passado?

    Cadê a advogada Catta Preta (segue escondida em Miami?), que inaugurou o balcão de negócios das delações premiadas?

    Cadê o Roucha Loures? O dinheiro é dele? Vai ser indiciado por isso?

    O dono do apartamento onde Geddel guardava malas de dinheiro, tem recibo de aluguel?

  49. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome