Com transporte inadequado, vacinas infantis chegam com temperatura alterada em Goiás

Após ser constatado, o caso foi notificado ao MS para análise, já que era de responsabilidade do ministério a condução da vacina desde o início do transporte.

Agência Brasil

Jornal GGN – O início da vacinação infantil foi adiado em Goiás. A distribuição de 44.300 doses pediátricas foi adiada, segundo a Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (SES-GO) pois foi constatado um erro na temperatura das vacinas encaminhadas pelo Ministério da Saúde.

Segundo o SES, o erro foi identificado pela equipe técnica da Central Estadual de Rede de Frio de Goiás. Após ser constatado, o caso foi notificado ao MS para análise, já que era de responsabilidade do ministério a condução da vacina desde o início do transporte.

O Metrópoles, site noticioso, recebeu nota do SES-GO dizendo que aguardam parecer do ministério sobre a liberação ou não das doses. “Assim, a distribuição dos imunizantes aos municípios, programada para esta quarta-feira (19/01), foi adiada até que as recomendações sejam formalizadas”.

O estado não está sem sua campanha de vacinação, pois estão utilizando a remessa anterior, que chegou na sexta, dia 14.

Nesta primeira remessa houve atraso na entrega, mas não atrapalhou o início da imunização.

A imunização infantil é feita com a vacina da Pfizer, em dosagem menor, autorizada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

0 Comentário

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Seja um apoiador