Coronavírus: São 201 mortes e 5.717 casos notificados no Brasil

Os casos confirmados foram de 4.579 para 5.717, apontando para 1.138 novos infectados no país. Este foi o maior número de infectados já apresentados desde o início da crise.

Jornal GGN – A atualização desta terça, dia 31, pelo Ministério da Saúde, mostra que o país chegou a 201 mortos em decorrência do coronavírus Covid-19. Este resultado representa um aumento de 26% em relação ao dia anterior, ou dia 30, quando registrava-se 159 óbitos.

As mortes ocorreram em São Paulo (136), Rio de Janeiro (23), Ceará (sete), Pernambuco (seis), Piauí (quatro), Rio Grande do Sul (quatro), Paraná (três), Amazonas (três), Distrito Federal (três), Minas Gerais (duas), Bahia (duas), Santa Catarina (duas), Alagoas (uma), Maranhão (uma), Goiás (uma), Rondônia (uma) e Rio Grande do Norte (uma).

O número de novas mortes, 42, foi o maior até agora. No dia 30 houve um pico de 23 mortos, também o maior número até o último boletim.

Os casos confirmados foram de 4.579 para 5.717, apontando para 1.138 novos infectados no país. Este foi o maior número de infectados já apresentados desde o início da crise.

São Paulo lidera o número de casos com 2.339, seguido do Rio de Janeiro (708), Ceará (390), Distrito Federal (332) e Minas Gerais (275). A menor incidência está em estados da Região Norte, como Rondônia (oito), Amapá (10), Tocantins (11) e Roraima (16).

O índice de letalidade também subiu, saindo de 2% para 3,5%. Este índice é o mesmo apresentado na segunda, quando o número de mortos deu o primeiro salto.

No caso de hospitalizações, 1.075 pessoas estão internadas, contra 757 no dia anterior.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  De João Pedro a George Floyd, o racismo que mata, por Rômulo Moreira

3 comentários

  1. Quando o sistema de saúde colapsar, a taxa de letalidade vai diminuir.
    Se a taxa de transmissão se elevar, isto é, se a população se expor ao vírus ao invés de se isolar, o sistema de saúde vai colapsar mais rápida e intensamente e a taxa de letalidade vai crescer muito mais

  2. 15 MIL exames aguardam por resultado …existe 10 mil pessoas internadas com insuficiência ..TRINTA por dia estão sendo enterrados por suspeitas de insuficiência respiratória ..diversos enterros foram feitos sem o menor zelo
    Um dia saberemos o real tamanho dessa pandemia ..só espero que os militares não façam como nos anos 70 quando esconderam da população a crise da meningite.

  3. O Osmar Terra, que agora é incensado pelo gado bolsonarista em contraposição ao Mandetta, é mais um que prefere contar os cadáveres a contar os desempregados.

    Será que ele preferiria o desemprego ou a morte?

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome