Especial GGN Covid Capitais: crescimento dos casos em São Paulo

Estudo especial do GGN não comprova um crescimento disseminado do Covid ainda. As médias atuais estão longe dos picos da primeira onda. Mas já há movimentos de crescimento expressivo em algumas capitais.

São Paulo – Nos últimos 14 dias, observa-se um movimento claro de crescimento de casos; e de crescimento de óbitos nos últimos dois dias. Obviamente, dois dias não caracterizam uma tendência.

Belém – crescimento expressivo na média de casos, começando a se aproximar do pico da primeira onda.

Rio de Janeiro – crescimento recente na média de casos e crescimento consistente na média de óbitos dos últimos 14 dias.

Porto Alegre – por enquanto, tendência de estabilidade em casos e óbitos.

Florianópolis – tendência de alta tanto em casos quanto em óbitos.

Belo Horizonte – estabilidade

Cuiabá – alta nos casos e óbitos.

Quadro geral

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

Leia também:  GGN Covid: o crescimento dos casos em São Paulo

1 comentário

  1. Bom, acabou o sonho de achar que a vacina vai salvar o mundo, mas a vacina não vai chegar a tempo.

    É hora de cair na real e investir pesado no tratamento.

    O Brasil não vai aguentar mais restrições, nem o Brasil e nem o mundo.

    Vamos investir nossas últimas forças para buscar e disseminar como política de estado um tratamento que minimize as consequencias com os mínimos riscos. Isso pode ser feito desde que se respeite os dois domas mais sagrados da medicina:

    1- Quanto mais no início se combate uma doença maiores as chances de cura.

    2- A diferença entre o remédio que cura e o veneno que mata está na dose.

    O Tratamento Precoce está aí e respeita esses dois dogmas. Se inicia aos primeiros sintomas e evita internações e mortes além de ter poucos ou quase nenhum efeito colateral em função das baixas e seguras dosagens prescritas nos tratamentos.

    Precisamos furar o bloqueio das companhias farmaceuticas, da grande mídia, da agenda política e dos governadores para se poder generalizar o tratamento precoce e tirar o Brasil das garras dessa doença.

    A pequena mídia tem papel importante nesse movimento. Expondo as experiencias vencedoras de municípios que venceram a doença até que a grande mídia não consiga mais escondê-las do grande público.

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome