A tática dos executivos: fazer da Lava Jato o novo mensalão e tentar anular o processo

Jornal GGN – Os jornais desta quinta-feira (22) estampam o que parece ser a tática adotada pela defesa de executivos envolvidos na Operação Lava Jato: tratar da corrupção na Petrobras como uma continuidade do chamado mensalão de 2005 (Ação Penal 470) e levantar pontos na condução do processo que possam render sua nulidade.

É para onde aponta a peça de defesa do vice-presidente da Engevix Gerson de Mello Almada, segundo publicação do jornal O Globo. O executivo, preso desde novembro passado, acusa o governo Dilma Rousseff (PT) de “lotear” a máquina administrativa para “satisfazer partidos políticos” e usar a Petrobras para “geração de montantes necessários à compra da base aliada do governo”. 

O deputado Carlos Sampaio (PSDB) já usou o fato para sustentar que é “evidente que o esquema de corrupção na Petrobras foi articulado com o objetivo de comprar parlamentares aliados e financiar o projeto de poder do PT.”

A defesa do empresário ainda argumenta que a denúncia feita pelo Ministério Público Federal contra Almada não pode ser aceita pois é falha. Ela deixou de fora um ponto fundamental, no entendimento dos advogados: faltou contextualizar o “plano de manutenção” do PT no governo federal. 

“A denúncia não pode ser recebida, pois não conta a verdade, fim precípuo do processo penal. Vale registrar alguns fatos notórios, outros emergentes dos próprios autos do inquérito policial, que desapareceram da acusação: faz mais de doze anos que um partido político passou a ocupar o poder no Brasil. No plano de manutenção desse partido no governo, tornou-se necessário compor com políticos de outros partidos, o que significou distribuir cargos na Administração Pública, em especial, em empresas públicas e em sociedades de economia mista.”

Leia também:  Aliados descontentes com ação da PF colocam articulação na berlinda

A equipe de O Globo não observou que há depoimentos na Lava Jato dando conta de que políticos e partidos alheios à base aliada também são suspeitos de terem sido beneficiados no esquema de corrupção na Petrobras. Caso do PSB e PSDB, para citar dois protagonistas da última disputa presidencial. Tampouco lembrou de artigo publicado por empresário tucano na Folha, relatando que tem conhecimento das relações promíscuas entre empresários e a Petrobras antes mesmo de o PT chegar ao Planalto.

A questão Sergio Moro

Além da petição de Almada, outra peça de defesa foi alvo de reportagem hoje no Estadão. Trata-se do pedido dos advogados de João Procópio, acusado de movimentar as contas do doleiro Alberto Youssef no exterior. O pleito é direto: o processo da Lava Jato deve ser anulado e o juiz Sérgio Moro, que cuida da tramitação no âmbito da Justiça do Paraná, declarado impedido de atuar no caso.

Os dois principais argumentos: Moro teria atuado no processo do mensalão como auxiliar da ministra Rosa Weber. No decorrer da AP 470, teria tido acesso a informações que agora o ajudam a desdobrar a Lava Jato. Além disso, para os advogados, a Lava Jato deveria tramitar no Supremo Tribunal Federal de maneira integral, já que cita políticos com foro privilegiado. Hoje, o processo está desmembrado para abranger não só os parlamentares como os empresários e ex-diretores da Petrobras. 

Leia mais: Lava Jato sofre pedido de nulidade e é associada ao mensalão

15 comentários

  1. O PT realmente é uma Geni.
    Os

    O PT realmente é uma Geni.

    Os caras querem colocar tudo na conta do PT.

    Tem diretor que está metido nessa armação, que tem 30 anos de casa, só de roubalheira o cara tem pelo menos 15 anos, e querem colocar tudo na cota do PT.

    É ph..da !

  2. Eh que a PF brasileira eh

    Eh que a PF brasileira eh tapada, sabem como eh…

    Executivos ladroes sim.  Esses sao espertos.  Vao direto pro judiciario corrupto do Brasil. porque se forem “conversar” com pf;s…  eles tao fudidos.

    Vai, judiciario de merda.  Faca seu trabalho.

  3. Esses empresários tem muito

    Esses empresários tem muito dinheiro (nosso dinheiro aliás); e influencia entre políticos – eu diria que em maioria pessoal de segundo e terceiro “escalão” – de carater duvidoso, que muito provavelmente querem que acabe tudo em pizza.

    Se essa estratégia de colocar na conta do PT der certo e esses empresários picaretas se livrarem vai ser o fim da picada.

    Por menos, MUITO menos colocaram Ze Dirceu e Genoíno na cadeia, inocentes.

    Sem dúvidas que esses empresários aprontaram, deitaram e rolaram com nosso dinheiro. É uma oportunidade como poucas de colocar alguns pingos nos “i”s.

    Eu aqui fico imaginando tudo o que poderia ter sido feito ao longo de décadas para o povo com essa infinidade de dinheiro ROUBADO. Quantas casas, hospitais, escolas… tudo perdido para essa meia duzia de mal-feitores se fartarem de luxos.

    Quem sabe dessa bagunça toda – torço eu, com a mais profunda sinceridade e esperança – surja um Brasil melhor.

  4. Tem juiz que é igual a

    Tem juiz que é igual a mariposa…, adora a luz dos refletores…vazamentos seletivos…mas, pelo andar da carruagem, parece que começou a incomodar os empresários. Se há pedidos de nulidade e afastamento …significa que o caminho é esse. Cadê a denúncia dos políticos envolvidos…? Quando o Dr Janot vai denunciar…? E a listagem…???

  5. fizeram tanta merda para agradar ou atender a mídia…

    que hoje a Lava Jato é parte principal da estratégia da defesa

    é nisso que dá tocar uma operação dessa magnitude e importância com a visão do passado,

    mas apenas a partir da AP470

    quem analisou friamente, desde a primeira manifestação do TCU, deve ter percebido que a visão de Moro se distanciava cada vez mais do que sempre esteve tão próximo dos tucanos de outras épocas

    vocês verão o auge dessa aberração em fevereiro, da profissão de ser tucano de carteirinha

    • Juiz Moro teve participação

      Juiz Moro teve participação ativa no assessoramento da ministra Rosa Weber no julgamento da AP 470, Peregrino.

      Difícil o PT escapar dessa. A grande imprensa desde o início  vinculou a operação lava jato com o mensalão do PT(AP 470) e passou a denominar de Petrolão. Juiz Moro desde o início da Lava Jato deveria ter se declarado impedido para atuar no processo. As merdas que você define foram brechas propositais para que advogados de alguns réus questionem durante o julgamento do processo.

  6. Rasgando a fantasia

    Nassif,

    Finalmente, começam a rasgar a fantasia.

    Ontem, que coincidência, o poodle liberou o sigilo da delação do doleiro Youssef. E foi ser logo de quem, da tucanaça Rosa Weber, a ministra que respirou 110% de acordo com JBBatman, até mesmo na hora de arrumar emprego para o rebento durante o julgamento da AP470, já que os filhos dos dois foram encaixados na Grobo.

    Tudo o que envolve este juiz de porta de cadeia é tucano, é impressionante, assim como também é impressionante o tal do silêncio republicano da bancada do PT e do governo federal.

    Anular este processo refrente à Operação Lava Jato será um enorme tapa na cara da sociedade brasileira, e as oportunidades para isto já foram dadas pelo poodle, ao permitir os diversos vazamentos. Se vier a aocorrer a anulação, tal decisão será o retrato de uma avançada deterioração dos Poderes Legislativo e Judiciário.

    Imaginar que a corrupção no país, em especial na Petrobras, começou em 2003 é de um cinismo cuja dimensão não pode ser avaliada. 

     

  7. Armaram uma “pizza” com

    Armaram uma “pizza” com deteção de DNA partidário para arrebentar somente no colo do PT. Todo mundo vai ficar impune por erros judiciais e o estrago político cuidadosamente confinado ao PT!

  8. Compra de apoio

    E a famosa frase de Aécio, vai ser incluída nos autos da LavaJato? Aquela mais ou menos assim: – “Suguem um pouco mais do governo depois venham para cá”…..

  9. Uma mudança no Judiciário

    Os acusados em processos criminais vão pedir à Globo acesso aos autos, sempre que o tema envolver o Governo Federal ou o PT.

    O Judiciário não dá vistas a ninguém, mas a Globo já tem cópia integral dos autos. E até daquilo que ainda não consta dos autos…

  10. Hoje vi uma reportagem

    Hoje vi uma reportagem televisa que diz ter Youssef se metido na roubalheira desde os anos 80, e que no acordo de delação premiada ele se comprometia a dar 50% de sua fortuna. Ou seja, se pegar alguma cadeia vai ser de menos de um ano, pois já conta com o tempo de agora para a soma de 03 ou 05 anos de pena. A quantidade de bens móveis e imóveis, que é muita, a devolver, por certo é pouco para o que ainda existe em nome dele. É uma coisa vergonhosa essa tal de delação premiada, porque ninguém jamais saberá quem relamente está premiado pelo bandido para não entrar na lista de acusado. 

    O JN já se saiu de novo envolvendo o Governo na Lava a Jato, colocando os parlamentares da base governistas como dnunciados pela Lava a Jato, bem como José Dirceu (este não dormirá sossegado jamais), com um somatório de quantias recebidas pela empresa de assessoria do ex-ministro. Não tem jeito.

    A gente sai do JN e vai para o Repórter Brasil da TV Brasil e verifica a diferença gritante. Enquanto a Globo se esmera em somente denunciar o PT e o Governo, sempre batendo nas mesmas teclas, deixando de informar o povo devidamente, a TV Brasil faz o jornalismo que a gente precisa: trata de todos os assuntos do Brasil e do mundo, incluindo os que o JN dá, porém sem o ranço da maldade. 

  11. Lava Jato

    Estou muito curioso. Já que se fala muito em Petrobras, por quê não se investiga o afundamento de P-36, uma Plataforma novíssima, com apenas um mês de operação?

  12. + comentários

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome