Cepal demonstra preocupação com estabilidade democrática no Brasil

Da Rede Brasil Atual

 
Secretária-executiva da entidade encaminha mensagem a Dilma. E lamenta que, sem provas e com uma ofensiva midiática, se tente “interromper o mandato que os cidadãos entregaram nas urnas”

A Comissão Econômica para a América Latina e o Caribe (Cepal) encaminhou hoje (22) mensagem à presidenta Dilma Rousseff, manifestando preocupação com os “acontecimentos políticos e judiciais que convulsionaram o Brasil nas últimas semanas” e reconhecendo os avanços sociais e políticos que o país conseguiu na última década. “Nos alarma ver a estabilidade democrática de sua pátria ameaçada”, escreveu a secretária-executiva da entidade, Alicia Bárbena, destacando a vigência do Estado democrático de direito.

“A soberania popular, fonte única de legitimidade na democracia, entregou antes a Lula e depois a você, Presidenta Rousseff, um mandato constitucional que se traduz em governos comprometidos com a justiça e a igualdade”, diz a mensagem, acrescentando que nunca na história do país tantas pessoas saíram da situação de fome, pobreza e desigualdade. Ainda segundo a Cepal, é significativo o fato de que os recentes governos brasileiros “reforçaram a nova arquitetura de integração de nossa região, da Unasul (União das Nações Sul-Americanas) à Celac (Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos)”.

A Cepal diz reconhecer o esforço do Judiciário para “perseguir e punir a cultura de práticas corruptas que historicamente são a parte mais obscura do vínculo entre os interesses privados e as instituições do Estado”. Mas acrescenta que a presidenta vem “apoiando permanentemente essa tarefa, com a valentia e honradez que é a marca de sua biografia, apoiando a criação de uma nova legislação mais exigente e de instituições investigativas mais fortes”.

Por essa razão, a entidade se diz chocada com o fato de que, sem que haja provas, servindo-se de vazamentos e uma “ofensiva midiática” que condena de antemão, “se tente demolir sua imagem e seu legado, ao mesmo tempo em que se multiplicam os esforços por menosprezar a autoridade presidencial e interromper o mandato que os cidadãos entregaram nas urnas”.

Leia também:  Guedes diz que se depender do governo, auxílio emergencial não será prorrogado

Para a entidade, os acontecimentos no Brasil mostram para a América Latina “os riscos e dificuldades a que nossa democracia ainda está exposta”.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Assine e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Assine agora

2 comentários

  1. uai e a CEPAL existe?

    Obrigado Cepal. sua contribuição é fundamental pra vida, pra dignidade republicana e…sei lá mais o que. 

  2. essa preocupação

    essa preocupação internacional sobre a situação

    política em nosso país demonstrra a verdadeira dimensão que o tal golpé

    tem e terá na américa latina inteira e, porque não dizer, do mundo,

    uma vez que enfraquecerá uma política que busca um nova ordem mundial… 

Deixe uma mensagem

Por favor digite seu comentário
Por favor digite seu nome