Lula e ministro Cardozo selaram uma pausa na guerra, diz colunista

Jornal GGN – O ex-presidente Lula e o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, tiveram encontro reservado há alguns dias em São Paulo e, na ocasião, segundo informações da colunista Mônica Bergamo (Folha), os dois “selaram um armistício”, ou seja, uma trégua temporária nos ataques entre ambos.

A jornalista lembrou nesta segunda (16) que Lula, há alguns meses, se esforçou para derrubar Cardozo do cargo. O princial argumento é que o ministro não tem tido pulso firme para controlar os descompassos da Polícia Federal em operações como a Lava Jato e a Zelotes, que têm tentado cercar o ex-presidente petista.

“Não é a primeira vez que os dois se encontram para uma conversa pessoal depois que o PT decidiu pressionar Dilma Rousseff para que ela demita Cardozo. Apesar dos insistentes rumores de que Lula o bombardeia frequentemente, no plano pessoal eles mantêm uma relação amistosa”, escreveu Bergamo.

Ela ainda acrescentou que o ex-ministro “Gilberto Carvalho, que foi chefe de gabinete de Lula nos oito anos de seu governo e é pessoa de estrita confiança do ex-presidente, fez defesa enfática de Cardozo em encontro do PT em São Paulo, na quinta passada.” Segundo Carvalho, há apenas “virtudes” no fato de Cardozo não ter controle sobre a PF, ao contrário do que pede uma ala do PT indignada com as operações.

Na reforma ministerial, petistas aguardavam que Dilma ouvisse os conselhos de Lula e substituísse Cardozo. Mas a presidente continuou bancando o ministro da Justiça.

Você pode fazer o Jornal GGN ser cada vez melhor.

Apoie e faça parte desta caminhada para que ele se torne um veículo cada vez mais respeitado e forte.

Apoie agora